Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

FICHAMENTO DE OFICINA

Por:   •  2/4/2018  •  1.137 Palavras (5 Páginas)  •  180 Visualizações

Página 1 de 5

...

“ A expansão da área plantada com soja foi seguida de efeito negativo sobre as demais culturas no Rio Grande do Sul, provocando a estagnação de outras culturas e agravando a situação alimentar do gaúcho, cujo padrão alimentar era considerado o melhor do Brasil.[...]”(p.206)

“ [...] Já se observam, por exemplo erosões do solo em muitas regiões do Rio Grande do Sul e do Paraná ocupadas por ela.[...]”(p.206)

“A expansão da soja, na verdade esta ligada aos interesses das transnacionais do setor. [...]”(p.206)

“ Sem duvida a soja possui um alto valor proteico mas não entrou efetivamente no hábito alimentar do brasileiro.[...]”(p.206)

“A soja não se destina como o feijão, a abastecer as feiras livres, os supermercados e os armazéns, a fim de atender á população em suas necessidades alimentares. [...]”(p.207)

“Enquanto o gado dos países ricos engorda, ganham peso, produz leite em quantidade, milhões de homens mulheres e crianças dos países dependentes são desnutridos e morrem de fome.”(p.207)

“O morador ou agregado são trabalhadores rurais que se estabelecem com suas famílias no latifúndios para plantar sua roça de subsistência, mas com a condição de prestar certo numero de dias de trabalho da semana na grande lavoura do dono da terra.[...]”(p.207)

“O trabalhador assalariado esse caracteriza-se as relações capitalista de trabalho, recebe um pagamento mensal em dinheiro para presta serviços na propriedade rural.”(p.208)

“ Tem também o diarista ou boia-fria que é o trabalhador temporário assalariado.”(p.208)

“ A produção visa abastecer o mercado; o trabalhador é fundamentalmente familiar havendo eventualmente a contratação de mão de obra suplementar mediante o pagamento de salário.”(p.209)

“Corresponde á exploração da terra realizada por pequenos proprietários (minifundiários ou não) arrendatários parceiros ou ainda posseiros.[...]”(p.209)

“[...] Na década de 1950 e 1960 o processo industrializado verificado da agricultura, esta deixando de ser um obstáculo á industrialização do país.[...].”(p.209).

“Desse modo, a industrialização da agricultura e a formação do complexo agroindustrial implicaram mudanças no modo predominante de produzir r nas relações sociais de trabalho. [...]”(p.210)

“Já existiam alguns agroindústrias no Brasil desde os fins dos anos 1940.[...]”(p.210)

“Complexo agroindustrial é a integração” técnica Inter setorial entre a agropecuária, as indústrias que produzem para a agricultura (maquinas e insumos) e as agroindústrias, que processam matérias primas agropecuária e as transformam em produtos industrializados. [...]”(p.210)

“ Na atual fase do desenvolvimento capitalista, novas relações estão sendo estabelecidas entre as atividades agropecuárias e as demais atividades da economia.”(p.211)

“A dinâmica da agropecuária na atual fase do capitalismo está estreitamente ligada á agroindústria e ao agribusiness. [...]”(p.211)

“[...] No Estado de São Paulo foram locadas duas monoculturas, atendendo aos interesses da agroindústria: uma energética, representada pela cana de açúcar e outra voltada para o mercado externo, a cultura da laranja que uma vez industrializada fornece o suco pra exportação.”(p.211)

“ Para que a agricultura familiar se torne uma realidade no cenário agrário brasileiro, há a necessidade de se vencer um mito historicamente construído no Brasil: o de que apenas as grande propriedade e a agricultura patronal ou empresarial são capazes de produzir em bases sólidas e a custos baixos, quantidades elevadas de produtos agropecuários para atender as demandas internas e externas.”(p.212)

“ A agricultura familiar surge assim como uma alternativa para se combater a miséria a pobreza e a fome não somente no campo, mas também nas cidades.”(p.212)

“No final dos anos 1960 a opção do regime militar pelo estimulo á ocupação das fronteiras e á modernização do campo com base nas grandes unidades produtivas. [...]”(p.213)

“[...] O desmatamento e a degradação da terra e dos recursos naturais, a ameaça á biodiversidade e os recursos hídricos, tornando inseparáveis a questão agrária e a questão

...

Baixar como  txt (8.2 Kb)   pdf (51.5 Kb)   docx (15.2 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no Essays.club