Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Concepções e Práticas na Gestão Educacional

Por:   •  21/10/2019  •  Trabalho acadêmico  •  366 Palavras (2 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 2

JOSÉ PAULO ANDRDADE COELHO (8088331)

Matemática (Licenciatura)

Concepções e práticas na gestão educacional.

Tutor: Prof. Alessandra Correa Farago

Claretiano - Centro Universitário

VITÓRIA

2019

Na gestão escolar (principalmente na educação infantil) existem grandes avanços principalmente ao consideramos a descentralização da administração e a prática da gestão democrática, onde de acordo com Luck (2006, apud Flores e Tomazzeti, 2012) é necessário posicionamento das pessoas como sujeitos ativos, conscientes e responsáveis pela dinamização dos processos sociais e das instituições de que participam, tendo como base a mobilização dos agentes envolvidos com a finalidade de participação e envolvimento coletivo. De modo que tais alterações nos processos educacionais visem a formação dos indivíduos para a vida e não somente como mero instrumento de formação para o mercado.

Correa (2015) nos traz a tona a reflexão de que municípios de pequeno porte apresentam dificuldades com a gestão da educação publica municipal, Pinto (2014, apud Correa, 2015) nos relata ainda a fragilidade das qualificações profissionais dos ocupantes de alguns cargos de gestão. Aliado a isto verifica-se também o descumprimento da Lei do piso, o que afasta profissionais qualificados (que buscam atuação em campos com melhor remuneração). O autor verifica ainda que a falta de vagas é um problema recorrente em pequenos municípios, onde a seleção dos ocupantes nem sempre é cumprido ao rigor da legislação e passam a ter caráter subjetivo, tais como situações de vulnerabilidade (onde os fatores de vulnerabilidade são decididos pela administração decorrente de “necessidade de creche” e não com a visão de estabelecimento educacional). Assim como práticas comuns que não insistem em desenvolver atividades que gerem interesses na interação e permanência escolar de algumas crianças, como as que choram por exemplo.

REFERÊNCIAS

FLORES, V. M. da S.; TOMAZZETTI, C. M. A Gestão da Educação Infantil: Concepções e Práticas. IX Anped Sul. Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul. Caxias do Sul, 2012.

CORREA, B. A gestão da educação infantil em 12 municípios paulistas e algumas relações com sua qualidade. In: REUNIÃO NACIONAL DA ANPED, 37. Florianópolis, UFSC, out. 2015. AnaisUFSC, out.
2015. Anais.

LÜCK, Heloísa et al. A Escola participativa: O Trabalho do Gestor Escolar. Petrópolis: Vozes, 2005.

PINTO, J. M. R. Federalismo, descentralização e planejamento da educação: desafios aos municípios. Cadernos de Pesquisa, v.44, n.153, p.624-644, jul./set. 2014

...

Baixar como  txt (2.7 Kb)   pdf (109.5 Kb)   docx (8.2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no Essays.club