Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A IGREJA E A EVANGELIZAÇÃO NA PÓS-MODERNIDADE

Por:   •  11/10/2021  •  Artigo  •  5.658 Palavras (23 Páginas)  •  22 Visualizações

Página 1 de 23

A IGREJA E A EVANGELIZAÇÃO NA PÓS-MODERNIDADE

xxxxxxxxxxxxx1

                RUxxxxxxxxx

RESUMO

O presente trabalho de conclusão de curso desenvolvido, teve como objetivo fazer uma breve alusão a Igreja primitiva, ainda em seu início, em especial no que contribuiu para o seu bom desempenho. Onde, em apenas, menos de um século, o mundo até então conhecido na época foi alcançado pelo evangelho.  Partindo deste preposto, centra-se em aspecto da igreja na pós-modernidade. Revelar como o pensamento do sujeito pós-moderno tem enfraquecido o trabalho da evangelização, apresentar o seu conceito e trabalhar o reflexo do pensamento do sujeito pós-moderno dentro da igreja.  Apresentar a posição da Igreja segundo o modelo bíblico, ante o pensamento pós-moderno. Este trabalho enfatiza a necessidade da Igreja em resgatar no presente século, proposta e valores, já conhecidos, porém adormecidos, que podem oferecer luz e disposição no caminho da ética cristã, moral, evangelização, pregação da palavra de Deus, dentre outros que queremos trilhar hoje.

        

Palavra-chave: Igreja. Evangelização.  Pós-modernidade.

________________________

1xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

1. INTRODUÇÃO

        

        O presente trabalho teve como finalidade discursar sobre a igreja primitiva na qual, aconteceu após Jesus ter ascendido o Céu. Com o cumprimento da promessa que Ele havia dito que era necessário que Ele fosse, para que fosse enviado a promessa do Pai. Será analisado também se foi este evento da pentecoste que contribuiu para o seu bom desempenho, na qual, em apenas, no primeiro século, fez que o mundo até então conhecido na época, fosse alcançado pelo evangelho, conforme observa Moisés Carvalho (2017, p. 37).

            A partir dessa observação, o trabalho irá focar, em especial, em alguns desafios que torna inevitável pela própria decisão de pregar o evangelho, conforme  mostrado nas escrituras, e somado aos recentes obstáculos apresentado pelo sujeito da pós-modernidade, isso, se torna, ainda mais dificultoso, conforme Moisés Carvalho, (2017, p.181) citando “karl Barth”, ele disse: se o Iluminismo  acreditando na “onipotência da razão” e trouxe problemas à expansão do Reino de Deus, a pós-modernidade representa o que há de pior na história do Ocidente.

         Segundo a ordem de Jesus, a evangelização deve alcançar a toda criatura, como Ele disse “Ide por todo o mundo pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 15: 16). Como já mencionado, o homem da pós-modernidade, ele oferece resistência ao evangelho de Jesus, sendo uma das bases de seu pensamento o relativismo, através deste conceito ele cria muitas barreiras dificultando a submissão ao evangelho.

Este estudo tem como objetivo geral analisar como o pensamento do homem pós-moderno tem enfraquecido o trabalho da evangelização, como observado por Denise Bacrji, (2009, p. 03) segundo ela, os homens da pós-modernidade se contrapõem a três dos aspectos essenciais do que é igreja, pois este é: relativista, subjetivista e individualista, além de voltado para se mesmo. Para Moises Carvalho (2017, p.111), o próprio ato de falar sobre esse assunto já é um desafio, segundo ele, não se concebe – em tempos multiculturais como este –, qualquer possibilidade de haver “verdades universais” (conceitos que são tão comuns e abrangentes que não há como conceber a ideia de que existem pessoas que pensam o contrário).

        Será analisado também o conceito de pós-modernidade. E para isso será aplicado a pesquisa sócio-analítica, na qual, fará uso do trabalho dos autores selecionados para este estudo e aqueles citados por eles, a exemplo de Cícero Bezerra, (2017, p.139), citando Habermas (1987c, p.123) que propõe que se entenda a sociedade simultaneamente como sistema e modo de vida. Segundo ele: “Este conceito duplo de sociedade é creditado a uma teoria da evolução social, que distingui entre a racionalização do mundo da vida e o aumento de complexidade dos sistemas sociais”.

        E por último será apresentado a posição da igreja, segundo o modelo bíblico, ante o pensamento pós-moderno. E para isso fará uso do pensamento teológico conforme Cícero Bezerra 2017, com a pós-modernidade em perspectiva, e outros, que também possa contribuir para reforçar esta posição. Para Cícero Bezerra, em especial, a teologia tem papel fundamental neste contesto. (.....)

A metodologia dessa investigação ficará a cargo de uma pesquisa de caráter bibliográfica e cunho qualitativo, de maneira a subsidiar a fundamentação teórica através de leitura e estudos de autores, pensadores e pesquisadores que norteiam o tema em questão.

A pesquisa é fundamental para descobrir e criar. É o processo de pesquisa que, na descoberta, questionando o saber vigente, acerta relações novas nos dados e estabelece conhecimento novo. É a pesquisa que, na criação, questionando a situação vigente, sugere, pede, força o surgimento de alternativas. (DEMO, 2001, p. 34).

Assim, justifica-se a escolha do tema do presente trabalho de conclusão de curso, propondo uma reflexão sobre as considerações acima descritas, ademais de condições de se aferir novos conhecimentos sobre o que propõe a presente investigação.

2. A EVANGELIZAÇÃO

Será que em nossas igrejas tratamos de falar acerca da evangelização? Do que realmente se trata a evangelização? Será que se perguntarmos aos nossos membros sobre o que é a evangelização encontraremos uma resposta contundente ou teremos respostas conflitantes e confusas?

Podemos ver que nos dias atuais vivemos um mundo cheio de conflitos, seja político, social, familiar e até mesmo conflitos na igreja. Para todos os lados que olharmos veremos um mundo bastante conturbado, um mundo que a cada dia se afunda mais no pecado, mas há um povo que ainda clama por mudanças em todas estas áreas, uma igreja que anuncia as boas novas na esperança de que vidas sejam transformadas.

Eis aí alguns motivos pelo qual devemos entender o que é evangelização. Podemos assim dizer que, evangelização é anunciar as boas novas, testemunhar das obras de Cristo, apresentar o Cristo que morreu mais ressuscitou, o que Reina, o que Salva, enfim, o que vira para governar eternamente como diz Green (1970, p.56):

Não foram boas novas comuns que agitaram a palestina por volta do ano 30 d.C. Não se tratava somente de uma mensagem de um mestre-carpinteiro que tinha sido executado pelo procurador de Roma. Era nada menos que o anúncio feliz da salvação messiânica longamente esperada. A visitação de Deus para redimir um mundo necessitado”.

...

Baixar como  txt (35.8 Kb)   pdf (172.8 Kb)   docx (574.3 Kb)  
Continuar por mais 22 páginas »
Disponível apenas no Essays.club