Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

PLANO DE TRABALHO SUBMETIDO AO CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC PARA O DESENVOLVIMENTO DE PESQUISA INSTITUCIONAL, E RESENHA DE CONTEÚDO

Por:   •  24/10/2017  •  2.788 Palavras (12 Páginas)  •  212 Visualizações

Página 1 de 12

...

Hoje se tornando o setor com maior crescimento e interesse mobiliário com uma quantidade de investimentos privados alto, influenciando a especulação imobiliária da região.

Analise do uso e densidade construtiva:

Seu uso de modo geral tem maior concentração em residências, com gabarito médio por quase toda sua extensão, com uma densidade valorizada o Brooklin está incluído no distrito de Santo Amaro.Segundo a estimativa do IBGE para 2004 a região possui 2.100.000 habitantes numa área de 660km², o que dá uma densidade demográfica de 3.182hab./km². Tendo em seu perímetro uma HIS, denominada Jd.Edith.

No quadrilátero das avenidas Santo Amaro x Jornalista Roberto Marinho x Professor Vicente Rao x Vereador José Diniz há uma exceção aos padrões urbanísticos da área. Apresenta verticalização, pouca arborização e possui estabelecimentos de serviços, como supermercados e lojas, valorizando o local.

Alguns de seus lotes pequenos foram vendidos para incorporadoras que os tornaram lotes grandes e deram sua caracterização verticalizando e elitizando a região. Sua densidade foi alterada perceptivelmente com a construção de grandes edifícios que gerou o aumento da população nessa área.

Principais características da área:

Suas principais características são o uso misto que se da em alguns locais da operação, que acaba sendo “dividida” em setores, pois suas características são divergentes em cada um deles, obtendo dentro da mesma região áreas como foco em residências e casa, e em outra parte a verticalização e densidade acentuada devido a construção de torres e edifícios não só residências, mas também comercio e serviços.

A separação evidente também de classes, pois num perímetro se concentra a população de maior renda e de outro lado se localiza a população de menor poder aquisitivo.Com poucas áreas verdes publicas, obtendo-as somente em fachadas e lotes privados, tornando-as apenas para fins de contemplação.

Hoje a região se tornou um eixo econômico importante, com a presença de grandes corporativas nacionais e multinacionais, sendo cercado de várias avenidas importantes na região de são Paulo. Em contraponto é uma região de grande especulação imobiliária e de padrão de vida com custo elevado, sendo uma região elitizada e com um fluxo de veículos e trânsito considerável tornado-a algumas vezes caótica.

Questões socioeconômicas relevantes:

A região tinha seu uso concentrado em residências de baixo gabarito e comunidades, que começarem a se transformar com a compra desses lotes por construtoras, que aumentaram os lotes e introduziram edifícios de alto gabarito e indensaram o local. Trazendo assim uma especulação imobiliária devida a sua boa localização e a valorização do setor, com interesse de grandes corporativas que se introduziram. Ao longo de seu perímetro se têm uma grande quantia de favelas e pessoa de baixa renda, que foram sendo alocadas nas extremidades e sendo separadas gradativamente pelo crescimento imobiliário.

OUCAE – SETOR JABAQUARA

Processo histórico de ocupação do território:

Em 1920 a área tinha pouca atividade construtiva e pouco povoada, com lotes com característica rural, com chácaras espalhadas ao longo setor, sendo originalmente de lotes grandes e com grandes áreas de metros quadrados em relação a outros setores. Após a desativação da linha de trem o local se pôs mais isolado ainda. Pode-se afirmar de que com a implantação de linha do bonde, a abertura da av. Washington Luiz em 1928, e a implantação do aeroporto de congonhas em 1936, se deu o inicio do processo de ocupação urbana da região.

Analise do uso e densidade construtiva:

Seu uso predominantemente residencial em toda sua extensão, com especulação imobiliária devido a infra-estrutura instalada no setor e em sua localização, com uma densidade baixa, devido ao baixo gabarito de 2 pavimentos em média e grandes lotes.

Principais características da área:

A área sofre falta de infra-estrutura: dificuldade de acesso, problemas de esgoto, luz e água e a existência de muitas favelas compostas por moradores de baixa renda, o que não é atrativo aos investidores. Suas propostas têm o enfoque nas melhorias de infra-estrutura da região, como arborização, reforma do parque do chuvisco e a construção de parque linear e a acessibilidade com a construção do monotrilho e de prolongamentos de avenidas. Foi previsto que após o prolongamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho e a finalização das obras propostas para a região (transporte, revitalização, melhorias em habitação, canalização do córrego, etc.) haverá interesse imobiliário, então se pode dizer que sua proposta consiste nas melhorias da região para que se torne um local que possa trazer interesse do setor imobiliário e de investimentos públicos e privados.

Questões socioeconômicas relevantes:

A predominância da população que reside no setor é de baixa renda, com favelas em sua extensão e comunidades, com isso, se obtêm uma ausência de infra-estrutura e falta de acessibilidade, gerando assim uma baixa procura do marcado imobiliário pelas CEPAC’S. o local consiste em áreas de risco e grande quantidade de habitações, para que se torne alvo de especulação e realmente cresça em demanda de procura, a operação consiste em aprimorar a infra-estrutura e a requalificar a região.

OUCAE – SETOR BERRINI

Processo histórico de ocupação do território:

Foi, até o fim dos anos 60 uma várzea pantanosa, quê só mudou em 1975, quando três arquitetos (Carlos Bratke, Roberto Bratke e Francisco Collet)resolveram fazer da Berrini local de investimento, devido o alto custo encontrado na Av.Paulista, começaram a construir grandes prédios, iniciando a mudança do que era uma área pouco densa no que ela é atualmente, um pólo comercial.

Em 1980 diversas multinacionais já tinham se instalado na Avenida, pagando aproximadamente 100 dólares por m². Já em 2011, o valor estimado chegou em 4 000 dólares por m².

Analise do uso e densidade construtiva:

Área bastante densa devido a alta concentração de edifícios comerciais e a grande verticalização do setor, com uma

...

Baixar como  txt (18.7 Kb)   pdf (119.1 Kb)   docx (17.9 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no Essays.club