Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

UMA BREVE ANÁLISE SOBRE A RELAÇÃO ENTRE ECONOMIA E CULTURA NA FORMAÇÃO BRASILEIRA

Por:   •  18/1/2018  •  20.106 Palavras (81 Páginas)  •  167 Visualizações

Página 1 de 81

...

---------------------------------------------------------------

RESUMO

O presente trabalho se propõe a estudar a relação entre progresso e cultura, analisando o homem e as formas de manifestações artísticas culturais que influenciam o cotidiano da sociedade e a relação desta com o progresso em si, demonstrando que progresso e cultura são complexos cabíveis e necessários de serem apreendidos conjuntamente. A partir de tais colocações, buscamos elementos que nos auxiliem na compreensão das bases ontológicas e estéticas da produção cultural e artística do ser humano. Posteriormente introduziremos o debate de alguns autores sobre a formação cultural, econômica e política do Brasil, a fim de uma compreensão mais abrangente sobre as influências que a economia e as decisões políticas desde a colonização ao século XX influenciaram em toda formação cultural brasileira. Por fim faremos uma abordagem e uma análise da conjuntura do capitalismo contemporâneo visando a integração de todos estes elementos trabalhados até então diante da realidade atual.

Palavras-chave: Cultura, Economia, Brasil, Progresso.

---------------------------------------------------------------

ABSTRACT

This paper aims to study the relationship between culture and progress, analyzing the man and the forms of cultural artistic events that influence the daily life of society and its relation to the progress itself, demonstrating also that progress and culture are reasonable and necessary complexes to be seized together. From these statements, we will seek elements that assist us in understanding the ontological and aesthetic bases of cultural and artistic production of the human being. Later, we will introduce the discussion of other authors on the cultural and economic policy formation in Brazil, in order to a more comprehensive understanding of the influences that the economic and political decisions, since the colonization of the twentieth century, influence the Brazilian cultural formation. Finally, we will approach and analyze the contemporary capitalism situation to integrate all these elements worked so far on the current reality.

Keywords: Culture, Economy, Brazil, Progress.

---------------------------------------------------------------

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO

2 O PROGRESSO, A DESUMANIZAÇÃO DAS ARTES E O FETICHE CULTURAL

2.1. A questão do Progresso

2.2. O papel da cultura no “mito” do progresso

2.3. O homem e sua necessidade de arte: apontamentos estéticos

2.4. A arte e a alienação

3 A BUSCA POR UM BRASIL

3.1. A Colonização

3.2. A segunda etapa de formação

3.3. As consequências da formação na contemporaneidade

4 CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO E BRASIL: O QUE ESPERAR DE TEMPOS TÃO INCERTOS?

4.1. Conjuntura do capitalismo contemporâneo

4.2. Luta de classes na batalha cultural

4.3. E o Brasil nestes tempos de incerteza?

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

---------------------------------------------------------------

- INTRODUÇÃO

O presente trabalho se propõe o estudo da relação entre economia e cultura a partir de debates desde a modernidade ao capitalismo contemporâneo e a formação cultural e econômica do Brasil. A tradição marxista será base para nossos estudos, por entendermos que constitui o conjunto de contribuições que nos fornece os melhores elementos à compreensão da temática, sejam por autores clássicos seja por autores contemporâneos. A amplitude desta temática não nos permite, num trabalho de conclusão de curso, esgotarmos as contribuições de diferentes correntes teóricas ao tema, e nem mesmo as contribuições críticas ou marxistas. Entendemos que este seja horizonte para trabalhos futuros.

Os estudos sobre cultura são intrigantes, ainda mais quando nos colocamos a pensar a cultura brasileira, a qual possui peculiaridades distintas frente a outros países. A cultura reflete uma história, uma formação, um povo, a qual, no entanto, devido às ações de determinados grupos dominantes, se altera de forma exponencial desde o principio. Inquietamo-nos ao perceber, no contexto atual, como a questão cultural está conectada às questões econômicas e políticas em todo o globo e, a partir destas inquietações, iniciamos nossa pesquisa. A questão que se levanta diante de tal conjuntura, na relação entre economia e cultura na contemporaneidade brasileira, é pensar se tem-se uma esfera pensada e articulada com alguns propósitos de determinados grupos sociais ou se estamos diante de um real desenvolvimento cultural. Esta questão se complexifica ao percebemos que economicamente as manifestações artísticas, por exemplo, são importantes fontes de renda, emprego e dinamismo econômico nos tempos atuais, movimentando uma expressiva quantidade de capital e importante parcela no PIB mundial. Ao fazermos tal estudo fica intrínseco a necessidade de levantar as questões relacionadas a toda forma de organização social capitalista.

Ao analisar o ser humano e as formas de manifestações artístico-culturais que influenciam o cotidiano da sociedade e a relação desta com a economia, parece-nos que economia e cultura são assuntos cabíveis e necessários de serem feitos conjuntamente. Celso Furtado afirma sobre o assunto: “Sou de opinião que o debate sobre a reflexão sobre cultura brasileira deve ser o ponto de partida para o debate sobre as opções do desenvolvimento” (FURTADO,1984, p. 34).

Queremos chamar a atenção para a categoria “cultura”. Esta que pode ser tão ampla e trabalhada em outras áreas do conhecimento, como a antropologia, a teologia, dentre outras. Neste trabalho, a categoria cultura não será trabalhada em todas as dimensões que

...

Baixar como  txt (133.9 Kb)   pdf (207.6 Kb)   docx (75.1 Kb)  
Continuar por mais 80 páginas »
Disponível apenas no Essays.club