Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Resenha Psicologia Social

Por:   •  18/10/2021  •  Resenha  •  661 Palavras (3 Páginas)  •  88 Visualizações

Página 1 de 3

FICHAMENTO : Paradigmas em Psicologia Social – Perspectiva Latino – Americana

p. 1

Paradigmas em Psicologia Social: A perspectiva Latino – Americana,  CAMPOS, Regina H. F. C; GUARESCHI, Pedrinho A. 5. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

Individualização da Psicologia Social

Critica: ponto de transição da psicologia social

Raízes da Psicologia Social

Natureza humana e Estado

Geisteswissenschaften  e Naturwissenschaften

Samelson (1974), criticou Allport por criar um falso mito de origem para a psicologia social, e por apresentar uma interpretação “whig” dessa história.

As raízes, aqui, devem ser encontradas nas ciências humanas e sociais e são essencialmente europeias.

(...) as raízes da psicologia social podem ser localizadas na área que, hoje em dia, seria denominada ciência políticas. Eram teorias sobre a essência das relações entre a natureza humana e o estado.

Desenvolveu-se então uma controvérsias entre as  Geisteswissenschaften (que se pode traduzir aproximadamente por ciências humanas e sociais) e as

Naturwissenschaften (ciências naturais).

Acadêmica: Emanuelle Maria Aparecida dos Santos

RESUMO: Allport (1954) foi criticado por Samelson (1974), apontando que ele criou um falso mito para a psicologia social, e por entender a psicologia social como um pensamento científico que progride dia após dia, desenvolvendo e analisando teorias, que assim a ciência passa a ser cada dia mais avançada.

      Pode ser dizer que as raízes da psicologia social agora é  denominadas Ciência Política, teorias sobre a relação da natureza humana e o estado, porém segundo Smith e Jahoda, essas raízes são encontradas nas ciências humanas e sociais. Durante um período de  ”especulação”, chamado por Comte de fase “Metafisica” de todas as disciplinas, marcou o nascimento da universidade moderna e desenvolveu-se um conflito entre as ciências humanas e sociais e as ciências naturais.

p. 2

Paradigmas em Psicologia Social: A perspectiva Latino – Americana,  CAMPOS, Regina H. F. C; GUARESCHI, Pedrinho A. 5. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010

Separação Sociologia da Psicologia

Objeto de estudo da Volkerpsychologie

Durkheim efetivamente separou a sociologia da psicologia, criando, em consequência, uma crise de identidade para os psicólogos sociais.

Os objetos de estudos (...) de Wundt eram a linguagem, a religião, os costumes, o mito a magia e os fenômenos cognatos.

RESUMO: Durkheim separou a sociologia da psicologia em 1998, onde ele distinguiu as representações coletivas (objeto de estudo da sociologia) de representações individuais, com a separação da disciplina de sociologia da psicologia consequentemente criou-se consequências que resultaram em uma crise identificatória entre os psicólogos sociais.

Dentro da teoria de Wund seu objeto de estudo eram a linguagem, a religião, os costumes, o mito, a magia e os fenômenos cognatos, o quais eram semelhantes com o pensamento de Durkheim, pois ele insistia que os fenômenos coletivos e individuais deveriam ser tratados de forma separada

...

Baixar como  txt (4.8 Kb)   pdf (64.4 Kb)   docx (9.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no Essays.club