Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Psicologia Social do Racismo

Por:   •  13/12/2017  •  935 Palavras (4 Páginas)  •  199 Visualizações

Página 1 de 4

...

Depois de 1871 há um crescimento na cor parda, e uma reduzida na cor branca. Os censos de 1900 e 1920 não recolheram dados sobre a questão, cor justificando que as respostas eram ocultadora da verdade, em especial em relação ao mestiços, sendo a cor um elemento incerto se tornaria um critério discriminativo.

A dificuldade do colhimento de dados raciais eram dificultadas no Brasil, pois os entrevistados tinham dificuldades em se definir ou ser definido. Em 1940 foi trocado o termo caboclo pelo termo amarelo, se deu a ordem então em: BRANCO,PRETO,PARDO E AMARELO. Em 1950 as cores seguiam com a mesma ordem, já em 1960 e 1980 não foram mencionado os problemas que se estabelecia para a coleta.

Durante a década de 1970 Costa(1974) declarou em seus estudos que devia ser incluido do quesito cor nos censos futuros, o movimento negro e pesquisadores interessavam-se na coleta desses dados e se preparavam para a coleta para 1980.

Segundo Benedict Anderson(1991:164-170) havia momentos em que o quesito cor era solicitado e destacado e em outros o quesito não importava e passava despercebido, e isso se dava exatamente a questões históricas. No caso do Brasil que obtinha sua colônia presente em 1872 a cor era aplicada a todos os momentos e com a mudança do regime monárquico para a Republica o censo se preocupava menos com o quesito cor e se dá mais importância as nacionalidades pois assim seria reposto a mão de obra escrava.

Com rompimento da IGREJA e ESTADO e o período das guerras mundiais não houve coleta censitária, nessa transição de importância de coleta e não coleta do quesito cor, foi se mobilizando movimento sociais que criavam grupos de estudos e as relações raciais.

Contemporaneidade e os critérios censitários

Tereza Cristina N.A Costa (1974) em seus estudos sociológicos das relações interétnicas observa a dificuldade do levantamento do quesito cor nos censos.

A primeira dificuldade encontrada era a inexistência de critérios universais para o levantamento desse quesito.

Entre 1940 e 1950 houve mudanças nos critérios de coleta, no caso de 1940 declara-se que há uma instrução ao entrevistado de resposta e o de 1950 estabelece apenas o critério de autodeclaração, e mesmo que o coletor do dado se choque com a resposta, a mesma deveria ser mantida.

...

Baixar como  txt (5.9 Kb)   pdf (48.5 Kb)   docx (12.8 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no Essays.club