Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

O Gerenciamento de Riscos

Por:   •  4/10/2017  •  1.033 Palavras (5 Páginas)  •  176 Visualizações

Página 1 de 5

...

As diversas áreas que impactam na apuração fiscal têm que trabalhar integradas para também evitar erros e antecipar crises. Um exemplo do que acontece normalmente nas empresas é a área fiscal consultar o setor de tecnologia de informação para avaliar um sistema de gestão que se encaixe às suas demandas, mas se esquece dos setores de compras, engenharia/produção, vendas, que estão no coração da movimentação da empresa. Outra falha comum é trabalhar com sistema de gestão empresarial (ERP), que atende à rotina de negócios, mas não é eficaz no controle de benefícios e incentivos fiscais.

Antes de mais nada, as empresas precisam entender que o setor fiscal não trabalha sozinho. Não há outro caminho para se fazer um bom gerenciamento do risco tributário e fiscal, senão o de buscar profissionais que conheçam as regras fiscais e que se dediquem a buscar oportunidades, com foco na avaliação no nível de exposição e na otimização de ganhos.

- Custos de transação

Dada a limitação da racionalidade, os agentes econômicos são incapazes de antecipadamente prever e estabelecer medidas corretivas para qualquer evento que possa ocorrer da futura transação, de modo que as partes envolvidas devem levar em conta as dificuldades derivadas da compatibilização das suas condutas futuras e de garantir que os compromissos sejam honrados.

A questão é como construir um conjunto de escolhas e implantar rotinas que assegure a existência de um processo de aprendizagem que sejam relevantes. As empresas sempre terão dificuldade de escolher uma política satisfatória para todos em virtude das visões diferentes de vários investidores.

- Informação assimétrica

É um fenômeno que ocorre quando dois ou mais agentes econômicos estabelecem entre si uma transação econômica com uma das partes envolvidas detendo por tal meio informações qualitativa e/ou quantitativamente superiores aos da outra parte.

A exposição da empresa ao risco financeiro tem que ser transparente para os acionistas, para assim eles serem capazes de gerenciar o risco por conta própria.

- Preocupações dos executivos

Os executivos consideram o gerenciamento de riscos de extrema importância, mas são poucas as organizações que possuem o seu apetite ao risco definido

Conclusão

O gerenciamento de riscos é visto como uma atividade que contribui significativamente para os negócios. Contudo, as organizações precisam aprimorar a maneira com que avaliam como o gerenciamento de riscos traz retorno em relação aos seus investimentos e a maneira pela qual comunicam a sua estrutura e processos de gerenciamento de riscos, os valores gerados e a eficácia da sua aplicação aos seus stakeholders.

...

Baixar como  txt (6.9 Kb)   pdf (70.3 Kb)   docx (11.9 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no Essays.club