Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

O DESENVOLVIMENTO FÍSICO E COGNITIVO NA VIDA ADULTA TARDIA

Por:   •  18/4/2022  •  Pesquisas Acadêmicas  •  7.687 Palavras (31 Páginas)  •  426 Visualizações

Página 1 de 31

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL

ESCOLA DE SAÚDE

BACHARELADO EM PSICOLOGIA

RESUMO DO CAPÍTULO 17: DESENVOLVIMENTO FÍSICO E COGNITIVO NA VIDA ADULTA TARDIA.

Allicia Kiss RGM: 2701254-9

Ana Carolina Hofacker dos Santos RGM: 2594255-7

Anna Paula Sousa RGM: 2604772-1

Giovani Buqueroni Castlglioni RGM: 2538166-1

Julia Kraus RGM: 2808416-1

Laessa M. do Nascimento RGM: 2784756-0

Leandro Ávila Pereira RGM: 2537964-0

Maíra Mendonça Camarini RGM: 2666047-4

Mariana Copelli Zambon RGM: 2585098-9

Manuela Fernandes RGM: 2624160-9

Nemoel Quesler Ramiro RGM: 2532435-1

Vitória A.V. Albuquerque RGM: 2999914-6

Grupo 08 - Turma: 3ºL/2ºJ

Campus: Paulista

São Paulo

2022

UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL

ESCOLA DE SAÚDE

BACHARELADO EM PSICOLOGIA

RESUMO DO CAPÍTULO 17: DESENVOLVIMENTO FÍSICO E COGNITIVO NA VIDA ADULTA TARDIA.

Livro Desenvolvimento Humano, Porto Alegre: Artmed, 14a edição, 2021. P. 570-603.

Trabalho realizado para avaliação parcial da disciplina de Psicologia do Desenvolvimento II de Bacharel de Psicologia, ministrada pela Prof.ª Dra. Monalisa de Cássia Fogaça.

São Paulo

2022

SUMÁRIO

A velhice hoje        4

O envelhecimento da população        4

Do idoso jovem ao idoso mais velho        4

Tendências e Fatores na Expectativa de Vida        5

Por que as pessoas envelhecem?        6

Teorias sobre envelhecimento biológico        6

Pesquisa em ação        8

Por quanto tempo a vida pode ser prolongada?        9

Mudanças físicas        10

Mudanças orgânicas e sistêmicas        11

O envelhecimento do cérebro        11

Funções sensoriais e psicomotoras        13

Visão e audição        13

Força, resistência, equilíbrio e tempo de reação.        13

O sono        13

Funções sexuais        14

Saúde física e mental        14

Condições de Saúde        14

Doenças crônicas e deficiências        14

Doenças crônicas comuns        15

Deficiências e limitações        15

Influências do estilo de vida na saúde e na longevidade        16

Atividade física        16

Nutrição        16

Problemas comportamentais e mentais        17

Depressão        17

Demência        17

Mal de Alzheimer        18

Desenvolvimento Cognitivo        20

Memória        22

Sabedoria        24

A velhice hoje

A vida adulta tardia, conhecida como terceira idade da vida humana ou velhice, é a fase em que há queda de força e envelhecimento do organismo. Segundo a legislação vigente, pessoas com idade igual ou superior a 60 anos são consideradas idosas. É uma fase pela qual todos estão destinados a passar e há vários simbolismos em diferentes sociedades. Podendo destacar assim a cultura japonesa, na qual há uma grande veneração e respeito aos seus idosos, sendo considerado um status.

Em outras culturas, envelhecer é visto como indesejável, por considerar o idoso incapaz de contribuir com a sociedade, não tendo visto uma utilidade para aquela pessoa.

Atualmente, visando a quantidade de idosos ativos e saudáveis, os esforços para combater o etarismo - preconceito ou discriminação com base na idade – estão em constante crescimento, idosos estão cada vez mais influentes nas mídias e na televisão e essa visão de que os idosos são incapacitados está sendo reduzida.

O envelhecimento da população

Em 2008, 56 milhões de pessoas no mundo eram consideradas idosas, e o incremento anual líquido é de mais de 870 mil por mês. Estima-se que até 2040, haverá um total de 1,3 bilhão de idosos em todo o mundo. O crescimento é maior em países ricos, onde vivem 62% dos idosos do mundo (Kinsella e He, 2009; Figura 17.1).  A população global está envelhecendo. Em 2005, 18% dos idosos norte-americanos eram membros de uma minoria; em 2040 estima-se que serão 24% (Administration on Aging, 2010; Federal Interagency Forum on Aging-Related Statistics, 2010).

Um país com um grande número de idosos, significa que a qualidade de vida é alta, com um estilo de vida mais saudável, água mais pura, instalações sanitárias mais seguras, avanços na ciência, tecnologia e medicina.

Do idoso jovem ao idoso mais velho

A própria população de idosos está envelhecendo. O impacto econômico que isso causa irá depender da quantidade de pessoal saudáveis e capacitadas, sendo assim, o que antes era considerado um problema inevitável pela idade, agora é entendido como resultado de estilo de vida precário ou de doenças.

Existem dois tipos de envelhecimento, o primário que é um processo gradual inevitável deterioração física ao longo da vida e o secundário é um processo de envelhecimento resultante de doenças, abusos ou maus hábitos e que poderiam ser evitados. (Busse, 1987; J.C. Horn e Meer, 1987).

Hoje em dia, os cientistas especialistas em envelhecimento classificaram três categorias: o “idoso jovem” entre 65 e 74 anos, ativos, animados e vigorosos, o “idoso, idoso” entre 75 e 84 anos, e o “idoso mais velho” de 85 anos em diante, mais propensos a fragilidades e doenças e tem dificuldades com tarefas diárias. (Kinsella e He, 2009).

...

Baixar como  txt (50.3 Kb)   pdf (216.6 Kb)   docx (315.6 Kb)  
Continuar por mais 30 páginas »
Disponível apenas no Essays.club