Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

UM ESTUDO SOBRE O COMPORTAMENTO DAS PESSOAS EM RESPOSTA AS INICIATIVAS DE MARKETING NAS REDES SOCIAIS.

Por:   •  2/1/2018  •  12.091 Palavras (49 Páginas)  •  208 Visualizações

Página 1 de 49

...

Figura 05 – ...................................................................................................... 43

Figura 06 – ...................................................................................................... 46

Figura 07 – ...................................................................................................... 46

Figura 08 – ..................................................................................................... 47

Figura 09 – ..................................................................................................... 49

Figura 10 – ....................................................................................................... 50

.

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO...........................................................................................................12

2. APRESENTAÇÃO DO TRABALHO......................................................................14

2.1. DELIMITAÇÃO DO TEMA..............................................................................14

2.2 OBJETIVO............................................................................................................15

2.3. JUSTIFICATIVA................................................................................................16

3. PROBLEMA...............................................................................................................17

4. HIPÓTESE..................................................................................................................18

5. REVISÃO DA LITERATURA.................................................................................20

6. APLICAÇÃO PRÁTICA DA TEORIA..................................................................40

6.1. MAS PORQUÊ O FACEBOOK REDUZIU O ALCANCE ORGÂNICO DAS POSTAGENS?....................................................................................................................40

7. RESULTADOS.........................................................................................................51

8. CONSIDERAÇÕES FINAIS..................................................................................52

9. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICAS.....................................................................54

7. INTRODUÇÃO

Hoje o internauta recebe em sua maioria um acúmulo de informações ao navegar pela rede. Seja esta informação em um site específico ou até mesmo uma rede social no seu momento de lazer.

A postura deste internauta frente às informações se torna atípica a cada dia que se passa. Ele sempre busca algo que não cause aversão e essa busca por assertividade no gosto do possível cliente e consumidor é o grande desafio das marcas no meio digital.

Porque ele curtiu? O que a fez só comentar e não curtir? Por que nessa rede social ele não expressa sua opinião de forma alguma? E por que nessa outra ele não faz outra coisa a não ser expressar a sua opinião?

Essa e outras perguntas serão elucidadas neste trabalho. Uma resposta a um comportamento em constante mutação. O objetivo aqui não é mostrar um padrão e sim uma série de fatores que podem ou não causar o engajamento e o primordial, se este engajamento será causado por alguma estratégia de marketing adotado por uma marca seja ela em qual rede social que for a analisada.

Para se chegar a um ponto comum serão analisados comportamentos em 3 redes sociais de grande navegação diária, não só no Brasil, mas pelo mundo afora. São elas: Facebook, Youtube e Pinterest. Cada uma com uma premissa de envolvimento e engajamento distinta para que assim possamos ver esse comportamento tão distinto e em algumas redes chega a ser único.

A rede, segundo Carrano (2007), corresponderia à “busca da multifuncionalização das ações, da descentralização das decisões e da elaboração de processos de avaliação coletiva” (p. 4). Esse é o conceito de rede que assumo neste trabalho. As redes sociais, especialmente o Facebook, são hoje o espaço privilegiado em que os jovens se encontram e interagem. Sendo assim, me parece importante pensar essa experiência que, responsável pela constituição de novas subjetividades, incide nos modos pelos quais a juventude se relaciona com as questões políticas, sociais e culturais e, consequentemente, nos modos pelos quais se expressa a respeito dessas questões.

Em uma análise inicial dá pra visualizar o problema e a dificuldade de se entender a complexidade do que leva ao botão curtir, além de um estudo psicológico é uma forma curiosa de entender o comportamento humano.

O Feed de Notícias do Facebook, por exemplo, é uma bagunça. Um amontoado de informações diversas de fontes diferentes. Fotos de parentes, comentários engraçadinhos de amigos, links para notícias de blogs e sites, e propaganda de algumas marcas que você curtiu. Nem tudo o que seus amigos – e as páginas que você curtiu – interessam, nem tudo você gosta, mas sempre há a opção de apertar o simpático botão “curtir”. Mat Honan, da Wired, decidiu fazer uma experiência bem estranha: ele curtiu tudo o que o Facebook jogou na tela dele. Por dois dias – foi o máximo de tempo que ele aguentou. O resultado é que a bagunça que o Feed de Notícias costuma ser ficou ainda pior.

O Facebook usa as coisas que você curte para adaptar seu Feed de Notícias de acordo com seus gostos. Os algoritmos da rede social fazem uma curadoria do tipo de conteúdo que mais deve agradar um usuário – se você costuma curtir muitos links para notícias sobre política, por

...

Baixar como  txt (79.3 Kb)   pdf (144.5 Kb)   docx (52.7 Kb)  
Continuar por mais 48 páginas »
Disponível apenas no Essays.club