Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Project Final Constituição e Início de Atividade da Empresa “ArtSolar Sistemas de Energia Solar, Lda.”

Por:   •  26/8/2018  •  2.511 Palavras (11 Páginas)  •  270 Visualizações

Página 1 de 11

...

2.7 Estrutura Organizacional:

A empresa é composta por três sócios, um comercial e uma pessoa na logística e outsourcing de um gabinete de contabilidade que repartem entre si as seguintes responsabilidades.

- Contacto com fornecedores nacionais e internacionais.

- Divulgação e prospecções de mercado, “benchmarking”

- Contacto com clientes

- Instalação e manutenção

- Criação e manutenção de ”e-commerce”

- Desenvolvimento de projectos

3. SINTESE DO MEIO ENVOLVENTE CONTEXTUAL.

O meio Envolvente Contextual ou de Acção Directa, condiciona as actividades das empresas. Nesta análise é feita a abordagem em vários contextos, nomeadamente o Económico, Sócio-Cultural, Politico–legal e Tecnológico.

3.1 – Contexto económico

O produto interno bruto, a taxa de inflação, a taxa de juro, a taxa de desemprego e os custos energéticos (combustíveis), representam as principais variáveis do contexto económico.

É de salientar que todas estas variáveis podem influenciar este sector de forma positiva ou negativa, com principal destaque para o crescente aumento dos custos energéticos fosseis, esse aumento revela-se positivo para o crescimento das actividades neste sector de energias renováveis.

3.2 – Contexto Sócio-Cultural

Os estilos de vida, os valores sociais, a taxa de natalidade, a estrutura etária, a taxa de analfabetismo, a distribuição geográfica, o nível educacional e a composição étnica, são as variáveis normalmente associadas ao contexto Sócio-cultural.

Presentemente a alteração dos valores sociais associados à crescente preocupação da protecção do meio ambiente influenciam positivamente o crescimento deste sector.

3.3 – Contexto Politico ou Legal

As principais variáveis do contexto político–legal assentam na estabilidade política, nas políticas económicas, no enquadramento legal, na legislação laboral, e nas restrições ao comércio.

Quer no domínio nacional quer no internacional, existe um compromisso em reduzir as emissões de CO2 conforme estabelecido no protocolo de Quioto, que levou o Estado Português a legislar sobre a Regulamentação do Comportamento das Características Térmicas em Edifícios (RCCTE) através do decreto lei Nº80/2006 de 4 e Abril que trás a obrigatoriedade de instalação de sistemas solares térmicos para Aquecimento de aguas quentes sanitárias (AQS).

De forma a incentivar a utilização de energias renováveis o Estado concede benefícios fiscais em sede de IRS no valor de 30% até ao limite de 761€ no ano de 2008. Ao contrário do que se passava em anos anteriores esta dedução é acumulável com as despesas de empréstimo para aquisição de casa própria, passando desta forma a constituir um real benefício fiscal para a maioria dos Portugueses.

O panorama anterior revela uma tendência bastante positiva nesta área de actividade.

3.4 – Contexto Tecnológico

Por último, inovações tecnológicas, inovações de processos, protecção de patentes, incentivos governamentais e normas de qualidade são as variáveis que orientam o contexto tecnológico.

Neste contexto pode-se referir que tem havido grandes progressos a nível tecnológico nomeadamente no rendimento dos colectores de energia solar para AQS.

Os mais divulgados são os colectores solares planos que evoluíram para uma tecnologia CPC neste momento começam a surgir colectores solares de tubos de vácuo com rendimentos consideravelmente superior e com períodos de vida maiores.

No campo das normas os sistemas deverão obedecer a normas já regulamentadas (DIN EN 12975-1:2001-03 e DIN EN 12976-2:2006).

A nível nacional existe apenas uma entidade certificadora, o CERTIF, que atesta a conformidade dos equipamentos com as referidas normas.

Ainda a nível Europeu é bastante utilizada a homologação KEYMARK.

4 – SINTESE DO MEIO ENVOLVENTE TRANSACIONAL.

O meio envolvente transaccional é composto pelos elementos, agentes e factores, que interagem directamente com o sector de actividade.

Os principais elementos que integram o meio envolvente transaccional da ArtSolar são:

4.1 – Clientes

Clientes alvo:

- Construtores civis

- Particulares

- Gabinetes de arquitectura

- Instalações colectivas tais como polidesportivos e piscinas municipais entre outros.

A segmentação de mercado é feita de acordo com a tipologia do mercado isto é:

- Particulares

- Pequenos edifícios (moradias, vivendas,)

- Empresas, Organismos Públicos

- Médios edifícios (Prédios com menos que 4 andares, lares, piscinas polidesportivo)

- Grupos de Empresas, Construtores

- Grandes edifícios (hotéis prédios com mais de 5 andares).

Várias razões podem levar o cliente a comprar um sistema solar térmico quer seja por obrigação legal (construtor civil) ou benefício psicológico contribuindo para a preservação do meio ambiente (particular), e/ou na redução na factura com energias convencionais. No modo de compra já existem bastantes entidades bancárias que fazem parcerias de crédito para aquisição de sistemas de energias renováveis, a natureza dos utilizadores serão os próprios e familiares.

4.2 – Concorrentes

Neste sector de actividade existe alguma concorrência com especial referência para empresas já estabelecidas no mercado Português, tais como.

- ESTEC

-

...

Baixar como  txt (19.4 Kb)   pdf (76.8 Kb)   docx (28 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no Essays.club