Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Empresa familiar: processo de sucessão e profissionalização.

Por:   •  30/6/2017  •  Monografia  •  12.534 Palavras (51 Páginas)  •  308 Visualizações

Página 1 de 51

Administração

==========

RESUMO

Empresa familiar: processo de sucessão e profissionalização.

O principal objetivo deste trabalho de curso será apresentar os processos de profissionalização em empresas familiares, visando a descentralização e a agilidade nas decisões; metas e objetivos claros disseminados por toda a organização; maior transparência no contado da direção com todos os funcionários; cobrança dos resultados pelas metas traçadas; administração mais racional e objetiva e o planejamento estratégico. As empresas familiares podem ter excelentes pontos positivos, porém os negativos se destacam quando a empresa começa a lidar com os seus problemas financeiros ou pessoais. Entretanto, se houver uma boa condução de suas diferenças, dificuldades e atitudes, haverá automaticamente sucesso na empresa. O principal foco que o tema aborda é sobre as possíveis desavenças entre os proprietários que são da mesma família, frente à profissionalização da diretoria executiva e buscar as formas mais profissionais de resolver o processo.

Palavras-chave: Empresa Familiar; Sucessão; Mudança Organizacional; Gestão do Conhecimento; Especificidades da empresa familiar, Gestão da informação, Informação estratégica e articulação entre interesses familiares e empresariais no âmbito de uma empresa familiar.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

O mercado global tem sido caracterizado pelas perspectivas sobre economia, as quais são alteradas pela velocidade peculiar das mudanças tecnológicas. Dentre os princípios que surgem, um tem relação com a realidade de milhares de empresas: a gestão do patrimônio e dos negócios familiares, empreendimentos nos quais coexistem varias gerações que compõem uma ou mais famílias proprietárias (ALVARES, 2003).

Para aperfeiçoar sua maneira de realização das rotinas, o caminho percorrido por uma organização é diferente de como essa mesma organização aprende a fazer algo inovador. Como explicam Hayes et al. (2008, p. 302), “uma organização composta por muitos grupos precisa de abordagens diferentes para melhorar seu desempenho”, pois esta surgindo diversas formas de aprender; onde em um ambiente empresarial, cada vez mais competitivo, o fenômeno contemporâneo da globalização e seu impacto na dinâmica do comercio internacional devem ser avaliados com prudência.

Porém, Gersick et al (1997) acredita que as empresas que dispõem a ser administradas por famílias constituem uma forma organizacional característica, cujo, tem consequências negativas e positivas. Certas peculiaridades podem trabalhar contra o profissionalismo da empresa.

A profissionalização das empresas familiares, tanto na propriedade quanto na gestão, é um processo que organiza e ameniza o impacto dos aspectos específicos dessas organizações que dificultam não só sua competitividade, mas também a sua sobrevivência. A profissionalização é uma das principais chaves para a continuidade das empresas familiares ao longo do tempo (CASSILAS et al., 2007).

No entanto, o processo de profissionalização, engloba, dentre outras coisas, um dos principais problemas das empresas familiares: o processo sucessório. Segundo Bernhoeft (1989), esse processo tem relação direta com a permanência e a ampliação do próprio negocio. Outra chave importante é a separação da propriedade, gestão e família, um dos conceitos fundamentais de governança familiar e um crescimento da governança corporativa para as especificidades identificadas nesse exemplo de empresa.

Senge (2006, p.46) sugere um modo onde a organização consiga construir um modus operandi que agregue as partes para o alcance de um objetivo comum: o sucesso da empresa. E, para isso, ele propõe que a organização esteja disposta a aprender constantemente e transmutando de uma “organização que visa apenas sobreviver” para uma organização inteligente com capacidade de aprender rapidamente, estando pronto para enfrentar os desafios da dinâmica acelerada do mercado cada vez mais competitivo – expandindo a capacidade de criar o futuro (Senge, 2006, p.47).

Contudo, a administração corporativa pode ser utilizada como um recurso valioso para a condução do processo de profissionalização da empresa familiar. Andrade e Rosseti (2004) citam que na passagem do século XIX os fundadores das empresas se mantinham presentes nas organizações e dispunham de instrumentos para seu controle, além de exercerem o comando. Porém ao passar o século XX, os componentes fundaram a estrutura de poder nas organizações. Bornholdt (2005) diz que em função da complexidade exposta, das sobreposições e dos conflitos de interesses, junto com as relações afetivas e de consanguinidade citadas sob a ótica empresarial-familiar por Gersick et al. (1997), a governança das empresas familiares passa a ser um dos temas de maior relevância para vários campos do conhecimento.

Portanto, a ideia principal do trabalho de conclusão de curso é localizar quais são as vantagens e desvantagens, profissionalização, e gestão na sucessão.

Objetivos

1.1.1. Objetivo Geral

Localizar quais são as vantagens e desvantagens, profissionalização, e gestão na sucessão.

1.1.2. Objetivos específicos

- Descrever as boas praticas utilizadas ao longo dos anos

- Analisar os tópicos que simplificam e/ ou os que complicam a empresa

-Identificar o estilo de gestão predominante

JUSTIFICATIVA

A

...

Baixar como  txt (85.2 Kb)   pdf (149.1 Kb)   docx (52 Kb)  
Continuar por mais 50 páginas »
Disponível apenas no Essays.club