Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

BITCOIN - A MOEDA NA ERA DIGITAL: O FIM DO CONTROLE MONETÁRIO ESTATAL

Por:   •  19/12/2018  •  2.856 Palavras (12 Páginas)  •  38 Visualizações

Página 1 de 12

...

Da perspectiva do usuário, obitcoin funciona como dinheiro para a Internet. Além disso, a rede compartilha com um registro público chamado de block chain (cadeia de bloco). Este registro contém todas as transações já processadas​​, permitindo que o computador do usuário verifique a validade de cada transação, ou seja, de modo a assegurar que os mesmos bitcoins não tenham sido previamente gastos, evitando o problema do gasto duplo. A autenticidade de cada transação é protegida por assinaturas digitais correspondentes aos endereços enviados, permitindo que todos os usuários tenham controle total sobre o envio de bitcoins de seus próprios endereços. Além disso, qualquer um pode processar transações, usando o poder de computação de hardware especializado e ganhar uma recompensa em bitcoins por este serviço.

Em relação a sua legalidade, as leis e regulações não preveem uma tecnologia como o bitcoin, o que resulta em algumas zonas legais cinzentas. Isso ocorre porque o bitcoin não se encaixa em definições regulamentares existentes de moeda ou outros instrumentos financeiros ou instituições, tornando complexo saber quais leis se aplicam a ele e de que forma. Com isso, as questões legais certamente afetam a forma como o bitcoin se desenvolve ao redor do mundo.

Assim, com a aliança dessas tecnologias, torna-se realidade o que há alguns anos era absolutamente inconcebível na prática e que, há alguns séculos, nem mesmo em teoria poderia ter sido imaginado.

Ainda sobre a historicidade dos fatos mencionados, tem-se que, nos primórdios dos conceitos de moeda ocidentais, um estado soberano, foi pioneiro na imposição do controle monetário estatal; Roma. As suas imposições trouxeram a figuratividade base de sistemas cambistas, que a posteriori, foram usados por estados soberanos globalistas. Devido ao estudo extensivo da evolução política e a relação direta entre economia e Estado, percebe-se por meio de estudos de Hobbes em sua obra; “O Leviatã”, que traz a tona um estado imenso e que entra de forma incisiva na economia, por meio da moeda.

Em meio à falta do self environment (auto ambientalização)devido à intervenção do estado, nasce o fenômeno da nova economia global, com teor neoliberalista, que pede um estado mais livre de intervenções econômicas, essas reinvindicações, em sua maioria, são bem específicas quanto ao intervencionismo monetário. Faz-se assim interessante e cabível a esse pensamento, a criação de um novo ambiente monetário (Criptografia), com a associação de uma nova moeda (Bitcoin).

Dessa forma, nesse trabalho será discorrido acerca da criptomoeda Bitcoin, sua origem conceitual, sua inserção no mundo globalizado e sua possível ameaça ao fim do controle monetário estatal.

2 - PROBLEMÁTICA

O Estado, desde a sua origem nos primórdios da organização social, impõe o controle monetário por meio de suas taxações, sejam elas internacionais ou nacionais, como uma ferramenta extra no controle e regulamentação da Economia.

O controle econômico, assim como o controle de mercado são utilizados muitas vezes de forma autoritária por parte do Estado, ambos estão ligados a taxação monetária que se faz desnecessária diante do mundo globalista com políticas neoliberais, no qual algumas utilidades alternativas acabam nascendo, sendo uma delas; O bitcoin. Portanto, surge o seguinte questionamento; o surgimento de uma criptomoeda sem taxações representaria o fim do controle estatal monetário?

3 – OBJETIVOS

3.1 - OBJETIVO GERAL:

Analisar o bitcoin desde sua origem conceitual até a sua inserção no mundo globalizado, e a priori, uma abordagem da sua possível ameaça ao fim do controle monetário.

3.2 – OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

- Entender as origens do controle estatal e suas causas.

- Compreender e estudar o fenômeno da nova economia global.

- Analisar a inserção de uma nova forma de câmbio monetário.

4 - JUSTIFICATIVA

Essa pesquisa justifica-se, por meio do aprofundamento sobre a questão presente nas problemáticas da economia relacionada ao plano de controle estatal, a dialética proposta pela cartilha de estadistas ao redor do mundo. Mesmo países neoliberais como os EUAs, adotaram medidas em governos passados, de um maior controle estatal sobre a moeda, mesmo com o alto valor do dólar em mercado.

Com isso, emerge a insegurança por meio de governos em desestatização as suas moedas, percebe-se que ao mesmo tempo em que é crescente o número de adeptos ao uso de moedas sem taxações, vê-se uma crescente insegurança no mundo real, ao tocante do valor real de uma moeda.

Essa insegurança é causada por três motivos. O primeiro deles é a volatilidade, pois não há garantia de valor de mercado do bitcoin.O valor total do número do mesmo em circulação e o número de transações que utilizam bitcoin ainda é muito menor comparado ao que poderia ser. Portanto, eventos relativamente pequenos, trocas, ou atividades negociais podem afetar significativamente o seu preço. Em teoria, esta volatilidade irá diminuir à medida que o mercado e a tecnologia amadurecerem. O segundo motivo é o seu desenvolvimento em curso, seu software ainda está com funcionalidades incompletas, porém em desenvolvimento ativo. Novas ferramentas, recursos e serviços estão sendo desenvolvidos para fazer a redeBitcoin mais segura e acessível para as massas. Algumas delas ainda não estão prontas para todos. A maioria dos negócios com Bitcoin são novos e ainda não oferecem segurança. Ou seja, o Bitcoin ainda está no processo de amadurecimento. Por fim, vem à questão da aceitação, pois muitas pessoas ainda não possuem conhecimento acerca do bitcoin. A cada dia, mais empresas aderem à rede bitcoin, porque as mesmas querem usufruir de suas vantagens, entretanto a lista continua pequena e ainda precisa crescer, a fim de beneficiar-se dos efeitos da rede.

Por isso, esse projeto torna-se relevante, pelo fato de grande parte das pessoas não conhecerem acerca do tema exposto. Além disso, com esta pesquisa as pessoas poderão conhecer acerca da temática da rede bitcoin e usufruir de suas vantagens.

5 - REFERENCIAL TEÓRICO

O bitcoin surgiu em um período em que o sistema financeiro passava por instabilidades e muitos empresários viram o mesmo como uma forma de investimento que

...

Baixar como  txt (20.2 Kb)   pdf (75 Kb)   docx (21.7 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no Essays.club