Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

ESCOPO, TEMPO E CUSTO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Por:   •  7/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  1.867 Palavras (8 Páginas)  •  108 Visualizações

Página 1 de 8

Aluna: Gabriela Maria Pereira        CPF: 042.180.049-60

Curso: MBA em Gerenciamento de Projetos

EDITORA PROMINAS E ORGANIZADORES. MBA Executivo em Gerenciamento de Projetos. ESCOPO, TEMPO E CUSTO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Módulo 10. 2010, p.3-71.

O Gerenciamento do Escopo do Projeto refere-se à definição de todas as atividades necessárias ao cumprimento das metas, sendo os processos interativos, definindo e controlando o que faz ou não faz parte do projeto, compreendendo tanto o escopo do produto quanto o escopo do projeto. O escopo do produto é a área de aplicação que determina quais ferramentas e técnicas serão usadas para defini-lo e gerenciá-lo. Já no escopo do projeto envolve a administração da execução, confrontando com plano do projeto, declaração de escopo e Estrutura Analítica do Projeto (EAP). O Planejamento do Escopo, sua definição e criação de EAP pertencem ao grupo de processos de planejamento, enquanto a verificação do escopo e seu controle pertencem ao grupo de processo que compreende o monitoramento e o controle. Os processos de gerenciamento do escopo do projeto incluem: coletar os requisitos; criar a EAP; verificar o escopo e controlar o escopo. Esses processos precisam estar bem integrados aos das outras áreas de conhecimento para que o trabalho resulte na entrega do escopo do produto especificado.

 Escopo são todos os componentes que compõem o produto ou serviço do projeto e os resultados que o projeto pretende produzir, sendo o planejamento do Escopo é uma ferramenta de planejamento que documenta como a equipe do projeto procederá à definição do escopo, como será desenvolvida a EAP, controladas as mudanças no escopo e  sua verificação. Definir o escopo e gerenciá-lo ao longo da execução do trabalho tem relacionamento direto com o sucesso do projeto. O termo de abertura e a declaração preliminar de escopo descrevem o propósito e os requisitos gerais do projeto. Analisar as informações nesses documentos ajudará a selecionar as ferramentas e metodologias apropriadas para a execução do projeto. Existem duas ferramentas e técnicas neste processo: uma é a opinião especializada, e a outra utilizar modelos e formulários  padrões como modelos de estrutura analítica.

A EAP define o escopo do projeto e decompõe o trabalho em componentes que podem ser agendados, estimados e facilmente monitorados e controlados. O Guide to the PMBOK® chama esse processo de “decomposição” e ele é uma ferramenta e técnica desse processo. A EAP será usada em vários processos restantes do Planejamento e é uma parte importante desse aspecto do projeto. O termo de abertura especifica as metas e principais entregas. A declaração de escopo detalha essas entregas numa lista exaustiva e documenta os requisitos da entrega, que usaremos de esqueleto da para criar EAP. Antes de começarmos a construção da EAP, é de bom revisar alguns documentos importantes do projeto, como as entradas que não são novas (os ativos dos processos organizacionais; declaração de escopo do projeto; plano de gerenciamento do escopo e solicitações de mudanças aprovadas). A EAP deve especificar o escopo completo do trabalho necessário para concluir o projeto. Essa decomposição vai facilitar, mais adiante, no processo de Planejamento, na estimativa de custos e prazos do projeto, na alocação de recursos e na definição dos controles de qualidade. O andamento do projeto vai se basear nas estimativas e medições atribuídas a cada segmento da EAP.

O gerenciamento do tempo do projeto está ligado a todas as outras áreas de gerenciamento de projetos incluindo os processos necessários para gerenciar o término do projeto, definindo as atividades do processo; Sequenciando-as, estimando os recursos e as durações da atividade, desenvolvendo o cronograma e controlando-o. Esses processos são contidos no plano de gerenciamento do projeto ou em um plano auxiliar, podendo ser formal ou informal, altamente detalhado ou generalizado, baseado nas necessidades do projeto e deve incluir os limites de controle apropriados. Definir as atividades que farão parte do cronograma é o primeiro processo de gerenciamento de tempo, a definição das atividades tem papel fundamental no planejamento, execução e controle de um projeto.

 No desenvolvimento do cronograma usam-se as saídas dos processos de definição das atividades, o sequenciamento, a estimativa dos recursos e durações das mesmas em combinação com a ferramenta de elaboração de cronograma que o produz. O cronograma finalizado e aprovado é a linha de base que será usada no processo. Estimar as durações da atividade é o processo de estimativa do número de períodos de trabalho que serão necessários para terminar as atividades específicas com os recursos estimados. A estimativa das durações das atividades utiliza informações sobre as atividades do escopo do projeto, tipos de recursos necessários, quantidades estimadas de recursos e calendários de recursos. A maior parte dos softwares de gerenciamento de projetos para elaboração de cronogramas manipulará essa situação através do uso de um calendário do projeto e calendários alternativos de recursos de trabalho-período que são normalmente identificados pelos recursos que requerem períodos de trabalho específicos.

Estimar os recursos da atividade é o processo de estimativa dos tipos e quantidades de material, pessoas, equipamentos ou suprimentos que serão necessários para realizar cada atividade é estreitamente coordenado junto com o processo ‘Estimar os custos’. O calendário de recursos composto inclui a disponibilidade, capacidades e habilidades dos recursos humanos. No desenvolvimento do cronograma e feita à análise de sequências das atividades, suas durações, recursos necessários e restrições do cronograma visando criar o cronograma do projeto. A entrada das atividades, durações e recursos na ferramenta de elaboração de cronograma gera um cronograma com datas planejadas para completar as atividades do projeto. O desenvolvimento de um cronograma de projeto aceitável é frequentemente um processo interativo, determinando as datas planejadas de início e de término para as atividades e marcos do projeto. Pode requerer a análise e revisão das estimativas de duração e de recursos para criar um cronograma aprovado do projeto que pode servir como linha de base para acompanhar o seu progresso.

...

Baixar como  txt (12.1 Kb)   pdf (116.6 Kb)   docx (14.1 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no Essays.club