Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

PORTIFOLIO EM GRUPO 4 SEMESTRE

Por:   •  8/11/2018  •  4.712 Palavras (19 Páginas)  •  3 Visualizações

Página 1 de 19

...

No caso dos jogos desportivos coletivos, verificamos aumento crescente no diálogo, almejando a busca de novos procedimentos pedagógicos, com vistas a facilitar o aprendizado. A abordagem mais utilizada e defendida pelos estudiosos da área da Educação Física é a pedagogia do esporte, uma vez que é fundamental proporcionar um aspecto pedagógico associado ao desenvolvimento infantil, contribuindo assim para o aprendizado e rendimento dos alunos (SOUSA; VENDITTI JUNIOR, 2009) e também para aprimorar a própria atuação profissional do agente pedagógico do movimento, o professor de Educação Física (VENDITTI JUNIOR; SOUSA, 2008). Os Jogos Esportivos Coletivos são caracterizados pela presença de duas equipes que se enfrentam de maneira determinada, cujo objetivo é levar o objeto do jogo (bola, por exemplo) até o alvo do adversário, ao passo que se defende o próprio alvo. Para isso, joga-se com a ajuda dos companheiros no objetivo de superar o sistema defensivo dos adversários (Bayer, 1992).

Entendendo que, esses princípios são sempre tarefa fácil para os alunos, especialmente crianças, que, dependendo da idade, podem ter maiores dificuldades para essa compreensão tática. Objetivando abrangendo os assuntos pertinentes ao ensino de habilidades e competências tático-cognitivas e também considerações sobre o desenvolvimento das capacidades físicas e dos jogos desportivos coletivos por intermédio dos estudos em pedagogia do esporte.

Os jogos desportivos coletivos são constituídos por várias modalidades esportivas - voleibol, futsal, futebol, handebol, pólo aquático, basquetebol - entre outros e, desde sua origem, têm sido praticados por crianças e adolescentes dos mais diferentes povos e nações existentes no mundo.

A pedagogia do esporte coletivo pode ser definida como:

[...] um campo do conhecimento que trata do relacionamento entre o Esporte e a Educação. A Pedagogia do Esporte é direcionada para dar os fundamentos teóricos para a prática dos esportes com o objetivo de melhorar o desenvolvimento do homem e enriquecer a qualidade de vida. Área acadêmica de estudo que focaliza as intervenções educacionais no domínio do Esporte e do movimento humano (BARBANTI, 2003, p. 222).

Assim, as experiências práticas vividas durante a infância e adolescência sejam positivas e contribuam para a aquisição de estilo de vida saudável durante a fase adulta. Diante disso, o profissional de Educação Física que trabalha com o ensino das modalidades coletivas deve passar a seus alunos conhecimentos relacionados ao esporte, além de educá-los para a vida social, formando cidadãos críticos e independentes (VENDITTI JUNIOR; SOUSA, 2008) e capazes de tomar decisões e resolver problemas durante o jogo e também na vida diária (DAOLIO; VELOZO, 2008). Santana (2005) propõe alguns princípios pedagógicos para os profissionais que trabalham com a iniciação esportiva das modalidades coletivas, como aceitar a competição, adotar métodos de ensino que promovam a socialização e a criatividade; e preconizar uma pedagogia atraente e encantadora. Em relação à pedagogia da iniciação esportiva, Paes (2001) arrola experiências práticas em situações de jogo, também em 1 x 1 – 2 x 2 - 3 x 3, e ainda o "jogo possível" como uma possibilidade de ensinar jogos desportivos coletivos, pois, o mesmo pode propiciar aos alunos o conhecimento e a aprendizagem dos fundamentos básicos dos valores relativos e absolutos, e também aprenderem de acordo com suas possibilidades materiais (locais de aprendizagem). Desta maneira, os conteúdos devem ser ensinados respeitando-se cada fase do desenvolvimento das crianças e dos pré-adolescentes. Sendo assim, optamos por dividir a etapa de iniciação esportiva em três fases de desenvolvimento: a) fase iniciação esportiva I; b) fase de iniciação esportiva II; e c) fase de iniciação esportiva III, sendo que cada fase possui objetivos específicos para o ensino formal e está de acordo com as idades biológica, escolar, cronológica e com as categorias disputadas nos campeonatos municipais e estaduais, diferenciando-se de modalidade para modalidade. No quadro 1, visualizamos essas características, com um exemplo para as disputas nos campeonatos de basquetebol no ensino não formal.

Quadro 1. Periodização do processo de ensino para os jogos desportivos coletivos na etapa de iniciação esportiva, com um exemplo para o Basquetebol

[pic 14]

Fase de iniciação esportiva I- A fase de iniciação esportiva I corresponde do 1º ano ao 5º ano séries do ensino fundamental, atendendo crianças da primeira e segunda infância, com idades entre 7 e 10 anos. O envolvimento das crianças nas atividades desportivas e criativa vai ter caráter lúdico, participativo e alegre, a fim de oportunizar o ensino das técnicas desportivas, estimulando o pensamento tático. Todas as crianças devem ter a possibilidade de acesso aos princípios educativos dos jogos e brincadeiras, influenciando positivamente o processo ensino-aprendizagem. Em relação aos conteúdos de ensino, Paes (2001), em sua abordagem escolar, propõe que, além das experiências anteriores, sejam apreendidas pelos atletas, sejam: as situações de jogo, e sistemas ofensivos como também os exercícios sincronizados, cujo principal objetivo é proporcionar aos alunos a execução e a automatização de todos os fundamentos aprendidos, isolando algumas situações de jogo. O desenvolvimento das capacidades físicas deve acontecer logo que a criança inicia as atividades em forma de brincadeiras nas ruas ou jogos recreativos na pré-escola e na 1º ano ao 5º ano do ensino fundamental, e também a partir do momento que entra na 5º e 6º ano, nos jogos coletivos desportivos específicos. O jogo coletivo, por meio de seus conteúdos, tem a finalidade de aperfeiçoar a velocidade de reação, a coordenação, a flexibilidade e a capacidade aeróbica dos pré-adolescentes. Isso se torna necessário para um desenvolvimento físico generalizado através de exercícios e jogos.

O ensino dos esportes coletivos nas escolas vem sendo, principalmente a partir dos anos 80, alvo de inúmeras discussões e debates entre estudiosos de Educação Física. De forma geral, estas discussões versam sobre a forma como estes esportes são desenvolvidos e sua finalidade no contexto escolar.

Costa (1987) e Paes (2001) afirmam que, na maioria dos locais onde a prática esportiva se faz constantes, principalmente nas escolas, o ensino está baseado em uma prática desprovida de objetivos, ou seja, uma atividade com um fim em si mesma, seletiva e excludente. Infelizmente alguns professores de educação física desprovidos

...

Baixar como  txt (33 Kb)   pdf (87.2 Kb)   docx (29 Kb)  
Continuar por mais 18 páginas »
Disponível apenas no Essays.club