Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Relatório de Química Geral

Por:   •  1/10/2022  •  Relatório de pesquisa  •  4.043 Palavras (17 Páginas)  •  38 Visualizações

Página 1 de 17

[pic 1] 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RELATÓRIO DE AULAS PRÁTICAS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CURSO: BIOMEDICINA          DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

NOME DO ALUNO: MICHELE IZIS MORAES LUIS

R.A: 0605087         POLO: MEDIANEIRA

DATA: 16 / 09 / 2022

TÍTULO DO ROTEIRO: QUIMICA GERAL, USO DE VIDRARIAS, MICROPIPETAS, PESAGEM E PREPARO DE SOLUÇÕES

INTRODUÇÃO: Podemos dizer que a química é uma viagem experimental ligada diretamente as mudanças ou transformação de substância, basicamente para que ocorra essas transformações é utilizado um espaço específico onde oferece segurança e conforto para que experimentos possam ser realizados com sucessos.

Esses espaços, conhecidos como laboratórios, são equipados com peças específicas dentre elas as vidrarias, neste caso apontamos e descrevemos vidrarias de uso comum.

As vidrarias são instrumentos de vidro marcados e graduadas produzidas para funções específicas, isso por que as medidas devem ser precisas e esses recipientes não venham reagir com as substâncias de forma a minimizar a possiblidade de acidentes. Por serem de vidros, esses equipamentos devem ser manipulados com maior cuidado. Não existem só equipamentos de vidro, mais também de porcelana, de borracha e materiais que suportam altas temperaturas.

A disciplina de química geral dentro do curso de Biomedicina, especificamente no laboratório disponibilizou através destas aulas através do professor da disciplina, conhecer e interagir de forma prática exatamente com uma lista das principais vidrarias, equipamentos, nomenclaturas e normas gramaticais encontrados na rotina de profissionais que atuam nesta área, bem como regras básicas de segurança no laboratório.

As aulas foram realizadas no laboratório multidisciplinar, com a orientação do  professor Fernando Augusto de Freitas.

Desta forma apresento uma abordagem da rotina das aulas práticas de forma integral com os detalhes das abordagens feitas em prática, algumas intervenções do profissional Biomédico bem como o comportamento do profissional no ambiente laboratorial voltado a química geral e procedimentos, experimentos que foram realizados.

Aula (1)

Roteiro (1) - 03/09/2022 - Sábado

Objetivo: Manuseio dos equipamentos descritos abaixo como a finalidade de cada um, possíveis erros ocorridos em alguns experimentos.

Apresentação das nomenclaturas de cada um dos equipamentos apresentados e também suas funções, medidas, e ao emprego realizado nas aulas.

Tubo de ensaio: É encontrada essa vidraria em todos os laboratórios, utilizados para armazenar, misturar, coletar amostras em pequenas quantidades, também podem ser utilizados nos experimentos com reagentes que necessitarem de aquecimento e análise de líquidos.

Copo de béquer: Vidraria é graduada transparente, resistente ao calor, utilizado nos laboratórios, usado para dissolver as soluções, também utilizados para aquecer soluções.

Erlenmeyer: Este recipiente de vidro leva o nome do alemão Emil Erlenmeyer, graduado, utilizado em misturas de conteúdos por agitação e conteúdos voláteis, visto a segurança em não derramar o conteúdo, muito prático e pode ser aquecido no bico be Bunsen quando feitas titulações (técnica de laboratório utilizada para determinar quantidades de determinada espécie química ou amostra, realizado com adição gradual de reagentes às amostras com o objetivo de reagir por completo).

Pipetas: Vidrarias são utilizadas para fazer medidas precisas dos líquidos, encontra- se em dois tipos: Pipetas volumétricas, conhecidas como pipetas de bulbo ou pipetas de transferência, mais precisa por ter um marcador apenas, não são graduadas. Pipetas graduadas, consiste de um tubo de vidro estreito graduado em mililitros e utilizadas para transferir volumes variados, denominada menos precisa.

Micropipetadores: Nas funções de preparação, aspiração, distribuição, dispensa e repouso. Foram apresentados os seguintes modelos durante as aulas de laboratório, (P1000, P100 e P20), sua principal funcionalidade é realizar a medição de líquidos com precisão, conforme sua especificação.

Provetas: Tubo de vidro cilíndrico graduado de forma mais precisa em toda a sua extensão com diferentes subdivisões de acordo com sua capacidade para a medição de líquidos, pode ser encontrada em vários tamanhos, estreito com fundo fechado e com uma abertura na parte superior e com uma base de suporte para manter-se na posição vertical.

Buretas: É um tubo cilíndrico, graduado, estreito e com uma torneira na extremidade inferior, esta torneira pode ser feita de vidro ou polietileno, serve para controlar com bastante exatidão a quantidade de solução líquida que sairá por sua passagem, normalmente é presa em um suporte universal para obter maior exatidão nas medidas.

Pêra de sucção: Com três válvulas de controle (A, S e E), deve ser acoplada na extremidade superior da pipeta esvaziando todo o ar interno, apertando a válvula (A) que se encontra na parte superior do corpo, colocar o bico da pipeta no liquido e apertar gradativamente a válvula (S) para o líquido suba pela pipeta, e para liberar para a pera volte ao seu estado normal devemos apertar a válvula (E), localizada na lateral, permitindo o descarte do líquido.

Balão volumétrico: Recipiente encontrado em múltiplos tamanhos, com medida precisa, possui um traço preciso na altura do gargalo onde define a quantidade a ser medida, utilizado para medição e preparação de líquidos em volumes muito precisos e exatos, geralmente usado quando o volume é maior.

...

Baixar como  txt (24.3 Kb)   pdf (154.9 Kb)   docx (273.9 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no Essays.club