Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Resenha crítica Livro arte da guerra

Por:   •  6/10/2017  •  1.283 Palavras (6 Páginas)  •  170 Visualizações

Página 1 de 6

...

É necessário ter sempre mais e mais informações sobre o seu adversário, mantendo espiões dentro do exército inimigo, que lhe trarão o modo exato para obter vantagem e vitória.

TRÊS PRINCÍPIOS APLICADOS NA EMPRESA

“Combater com um grande exército sob o seu comando não é, de forma alguma, diferente de combater com um pequeno: é meramente uma questão estabelecer sinais e sinalizações.”

Trabalho em uma instituição financeira e estou alocada a uma Regional formada por 23 agências, composta por aproximadamente 150 funcionários que está sob o comando direto de um Superintendente Regional e Um Coordenador de Operações. Por três anos trabalhamos com a mesma gestão e o entrosamento da equipe era mínimo, como se fossem ilhas e o reflexo desta situação era resultados negativos sempre. Há um ano houve uma troca nos cargos dos gestores regionais. Foram estabelecidos sinais concretos que embora cada agência tenha sua particularidade fazemos parte de um todo. Restabeleceu-se o comando: embora sejam muitos funcionários de cidades distintas com realidades diferentes.

“Será vencedor aquele exército que estiver imbuído do mesmo espírito de ânimo em todas as suas patentes.”

No início das mudanças dos gestores, nossos resultados continuavam deficientes, mas com o passar dos meses todos nós que já não erámos ilhas e sim um todo, passamos a ter o mesmo sentimento de equipe vencedora, que venceríamos as dificuldades e entregaríamos os resultados, e isso foi unânime nas 23 agências. Nossa Regional com histórico de baixa performance em um ano passou a ser a primeira do Brasil, sem que houvessem demissões.

“Portanto, soldados devem ser tratados, em primeira instância, com humanidade, mas mantidos sob controle por meio de ferrenha disciplina. Essa é a estrada certa para a vitória.”

Sou supervisora a 5 anos em uma agência e tratar bem e amigavelmente todos os colaboradores sempre foi uma questão muito natural para mim. No entanto com o passar do tempo, notei que apenas a questão “amigável” era levada a sério e não a disciplina dos colaboradores comigo ao exercerem suas funções. Foi necessário eu me reinventar, não perder a essência de quem de fato eu sou porém estabelecendo limites claros para todos. Hoje temos uma equipe onde todos são tratados com humanidade e respeito sem deixar transpor a seriedade de nossas funções.

ANÁLISE CRÍTICA

O Livro a Arte da Guerra embora seja milenar, traz profundo conhecimento para os dias atuais que podem ser aplicados em diversas áreas da vida humana. Seus princípios aumentam nosso campo de visão, sobre tudo no âmbito profissional. Faz nos enxergar elementos que talvez fossem ignorados.

Não é por acaso que o primeiro capítulo a ser abordado seja o “Estabelecendo Planos “. Ensina traçar os objetivos, analisar ponto a ponto as situações e revela que já nesta etapa, no início é possível prever quem será o vencedor da batalha. Não pensar apenas no resultado mais como chegar até ele de modo eficaz. O respeito pelo outro. A hora certa de lutar e quando não lutar .

Sem dúvida não se trata de um livro que você deve ler a absorver todos seus conselhos de uma só vez, mais como que a conta a gotas, momento a momento.

Por fim, considero a obra interessantíssima e embora tenha sido elaborada a mais de 2500 anos manteve atual para nossos tempos

REFERÊNCIA BIOGRÁFICA

TZU, Sun. A arte da Guerra. Traduzido por Neury Lima. São Paulo: Novo Século 2014

...

Baixar como  txt (8.1 Kb)   pdf (78.6 Kb)   docx (12.8 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no Essays.club