Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

O PLANEJAMENTO COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA A BOA GESTÃO DE OBRAS DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

Por:   •  4/1/2018  •  6.941 Palavras (28 Páginas)  •  339 Visualizações

Página 1 de 28

...

Palavras-chave: Planejamento. PMCMV. BIM.

LISTA DE SIGLAS

BIM: Building Information Modeling (Modelagem de Informação da Construção).

CAD: Computer Aided Design (Desenho Assistido por Computador).

CPM: Critical Path Method (Método do Caminho Crítico).

CAIXA: Caixa Econômica Federal.

EAP: Estrutura Analítica de Projeto.

IPEA: Instituto de Pesquisas Econômica e Aplicada.

LDB: Linha de Balanço.

PDM : Precedence Diagraming Method (Método de Diagramação por Precedência).

PERT: Program Evaluation and Review Technique (Programa de Avaliação e Revisão Técnica).

PMBOK Guide: Guide to the Project Management Body of Knowledge (Guia para o Universo do Conhecimento de Gerenciamento de Projetos).

PMCMV: Programa Minha Casa Minha Vida.

PMI: Project Management Institute (Instituto de Gerenciamento de Projetos).

WBS: Work Breakdown Structure (Estrutura Analítica de Projeto)

LISTA DE FIGURAS

Figura 1 - Numeração de Eventos no Gráfico de Redes

Figura 2 - Atividade e Evento no Diagrama de Flechas

Figura 3 - Exemplo de Gráfico de Linha de Balanço

Figura 4 - Linha de Balanço

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO

2 REFERENCIAL TEÓRICO

2.1 Projeto

2.1.1 Compatibilização de Projetos (BIM)

2.2 Planejamento

2.2.1 Etapas do Planejamento

2.2.2 Técnicas e Ferramentas de Planejamento

2.2.2.1 Estrutura Analítica de Projeto (EAP)

2.2.2.2 Diagrama de Rede (Melhorar)

2.2.2.3 Rede PERT/CPM (Melhorar)

2.2.2.4 Diagrama de Barras (Melhorar/completar)

2.2.2.5 Linha de Balanço

2.3 A técnica da Linha de Balanço

3 METODOLOGIA

4 CRONOGRAMA

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

---------------------------------------------------------------

-

INTRODUÇÃO

O déficit habitacional brasileiro é um problema que vem se arrastando desde o processo de industrialização das grandes cidades, que levou milhares de pessoas a trocarem o campo por grandes centros urbanos em busca de melhores condições de vida.

Esse fenômeno, conhecido como êxodo rural, trouxe com ele uma série de questões de ordem social. O déficit habitacional é uma destas questões e talvez a mais grave de todas, uma vez que a falta de uma moradia levou as pessoas vindas do campo a se instalarem nas periferias destas cidades, em locais, muitas vezes, inapropriados e sem a infraestrutura necessária para a vida em comunidade, causando diversos transtornos.

Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada - IPEA, em 2012 aproximadamente 5,24 milhões de famílias necessitavam de habitações, quase todas elas de baixa renda. Estima-se que essa demanda alcance 20 milhões de unidades em 2024, sendo necessário construir 11,2 milhões de habitações sociais, a um custo total de R$ 760 bilhões.

Outros dados, porém, demonstra que o Programa Minha Casa Minha Vida foi responsável por resultados importantes na busca pela redução do déficit habitacional brasileiro que caiu cerca 8% no período entre 2009 e 2012(IPEA), alcançando a contratação de 2.863.384 unidades habitacionais no país, distribuídas por suas três faixas de renda (brasil.gov.br).

E os efeitos do programa se refletiram também na economia e na saúde. Segundo dados do Ministério das Cidades, foi gerado aproximadamente 1,4 milhão de postos de trabalho formais, com um impacto estimado em 0,8 % no Produto Interno Bruto do país. Estudos realizados pelo Trata Brasil identificou uma relação muito forte entre o acesso ao saneamento e a incidência de infecções gastrintestinais e estimou-se que a universalização do saneamento reduziria em 22% as internações hospitalares decorrentes dessas infecções.

Fica claro que o MCMV é fundamental para a solução do problema em questão e também para a melhora da qualidade de vida da população como um todo. No entanto, a eficiência do programa é um assunto que gera grandes discussões entre as pessoas que, de alguma forma, participam de sua execução, uma vez que, é grande o número de obras atrasadas ou até mesmo abandonadas, sem contar o baixo desempenho das unidades habitacionais, comprovados pela grande quantidade de reclamações feitas pelos beneficiários.

Apesar entender que são vários os motivos que levam á ocorrência dos problemas citados acima, o presente trabalho abordará apenas os ligados à falta de planejamento, por acreditar que este seja o que tem mais impacto na produtividade e qualidade de qualquer empreendimento.

Para os especialistas do setor, é na concepção do projeto onde se tem maior possibilidade de garantir maior produtividade e qualidade à obra. Ou seja, é preciso dar mais atenção a esta etapa, realizar e analisar todos os projetos necessários e identificar todas as possíveis interferências entre os mesmos.

Partilhado do mesmo pensamento iniciaremos nosso estudo de caso com uma analise crítica seguida da compatibilização dos projetos do Residencial Planalto, obra do PMCMV situada em João Monlevade, a fim de apresentar as implicações e benefícios que as modificações realizadas ainda na fase de planejamento poderiam trazer ao empreendimento. Utilizaremos neste processo a ferramenta

...

Baixar como  txt (48.5 Kb)   pdf (112.3 Kb)   docx (38.8 Kb)  
Continuar por mais 27 páginas »
Disponível apenas no Essays.club