Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

PIM V Gestão Publica

Por:   •  2/2/2018  •  4.509 Palavras (19 Páginas)  •  813 Visualizações

Página 1 de 19

...

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO

2. ANÁLISE E ENCAMINHAMENTO DE PROJETOS PÚBLICOS

2.1 Contextualização De Análise De Projeto

2.2 Caracterizações De Oscip’s

2.3 A Importância Da Gestão De Projetos

3. MATEMÁTICA FINANCEIRA

3.1 Matemática Financeira Aplicada A Administração

4. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DO SETOR PÚBLICO

4.1 Estratégias E Informação Dos Sistemas De Informações

5. CONSIDERAÇÕES FINAIS

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

---------------------------------------------------------------

- INTRODUÇÃO

Este estudo visa a análise no modelo prático para verificar e viabilizar o estudo pragmático da disciplina em questão. A gestão de pessoas e analise de tudo de uma grande empresa, saí como um instrumento para o entendimento da mesma e das disciplinas vistas em sala de aula. Então, vamos analisar esses dados e poder com eles mensurar respectivos resultados.

A empresa apresenta dados corporativos para análise completa dos seus desempenhos. Logo, analisa-se que a forma de gestão atual é baseada na gestão de empresa funcional, ou seja, na gestão tradicional, piramidal. Visualiza-se que as OSCIP’S nascem geralmente com uma forte influência da área pública, porque vai trabalhar como se fosse uma extensão das atividades dessa área.

Geralmente têm estruturas administrativas pesadas, muitos sistemas de controles e de atividades meio e pouco foco na atividade fim, que é o planejamento e execução de projetos.

Destaca-se que perante as enfatizações acima elaborou-se a seguinte problemática de pesquisa: a OSCIP é uma instituição diferenciada e precisa ser gerida de forma diferente de uma empresa e de outra instituição qualquer. Pode e deve-se valer das experiências de ambas, mas tem que trilhar em caminho próprio.

O objetivo geral do estudo será apresentar a melhor forma de gerir uma Organização Social Civil de Interesse Público – OSCIP, instituição do terceiro setor. Para tanto, apresenta um estudo da forma de gestão funcional e da matricial forte, demonstrando que esta é a mais adequada para gerir uma instituição do terceiro setor, qualificada como OSCIP.

O estudo demonstra que desta forma, consegue cumprir melhor seu papel legal que é o da legalidade, economicidade, celeridade, publicidade, transparência entre outros, na gestão dos recursos públicos, como compras, aquisições de serviços e de obras.

Em relação à forma de abordagem é qualitativa, pois há a necessidade de interpretação dos fenômenos e atribuição de significados que se encontram associados em analisar as principais metodologias de administração de empresas, mormente as do terceiro setor. Além disso, busca metodologia as mudanças, bem como para tratar com os parceiros públicos.

- ANÁLISE E ENCAMINHAMENTO DE PROJETOS PÚBLICOS

Analisando grosseiramente um conceito de projetos, percebe-se que a todo o momento uma enorme quantidade de projetos está ocorrendo em qualquer tipo de organização. O simples fato de uma substituição de um equipamento pode ser considerado um projeto, ou a contratação de novos funcionários, ou a criação de um POP (procedimento operacional padrão), ou a reestruturação de um setor, enfim são diversos os exemplos de projetos que acontecem a toda hora e nem percebemos.

O que se necessita é entender melhor esses procedimentos, compreender que essas ações são passíveis de gerenciamento e que existem ferramentas específicas no auxílio desse gerenciamento.

Diante do que até aqui foi exposto, o presente estudo propõe-se a definir as principais premissas referentes aos conceitos de análise e encaminhamento de projetos públicos, buscando um forte embasamento necessário para uma análise da estrutura de gerenciamento de projetos do programa da Instituição Programa Sociais da Amazônia – PROSAM.

- Contextualização De Análise De Projeto

O término de um projeto é alcançado quando os objetivos tiverem sido atingidos ou quando se concluir que esses objetivos não serão ou não poderão ser atingidos e o projeto for encerrado, ou quando o mesmo não for mais necessário.

Os impactos sociais, econômicos e ambientais podem ter tempos superiores ao próprio tempo do projeto, que é o caso dos projetos, motivo deste trabalho.

Cada projeto cria um produto, serviço ou resultado exclusivo. Embora elementos repetitivos possam estar presentes em algumas entregas de projeto, essa repetição não muda a singularidade fundamental do trabalho do projeto.

Identifica-se que o gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de atender aos seus requisitos. O gerenciamento de projetos é realizado através da aplicação e integração apropriadas dos quarenta e dois processos agrupados logicamente abrangendo cinco grupos, que são:

- Iniciação;

- Planejamento;

- Execução;

- Monitoramento e controle;

- Encerramento.

O projeto específico influenciará as restrições nas quais o gerente precisará se concentrar. Nota-se que a relação entre esses fatores ocorre de tal forma que se algum deles mudar, pelo menos outro fator provavelmente será afetado.

Alguns fatores que são críticos para o sucesso de um projeto:

- Pessoas capacitadas e comprometidas na equipe

- Autoridade do gerente para conduzir o projeto

- Relações de cordialidade com o cliente e fornecedores do projeto

- Desenvolver estimativas de prazos, custos e qualidade realistas

- Desenvolver ações de prevenção e correção de problemas

- Manter sob controle as modificações efetuadas no

...

Baixar como  txt (30.4 Kb)   pdf (81.8 Kb)   docx (27.5 Kb)  
Continuar por mais 18 páginas »
Disponível apenas no Essays.club