Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Os aparelhos ideológicos do Estado por Louis Althusser

Por:   •  26/8/2018  •  1.244 Palavras (5 Páginas)  •  194 Visualizações

Página 1 de 5

...

RESPOSTA:

“Designamos por Aparelhos Ideológicos de Estado um certo número de realidades que se apresentam ao observador imediato sob a forma de instituições distintas e especializadas”. ALTHUSSER, Louis. Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado.

As propostas do PSTU e os Aparelhos Ideológicos do Estado fazem uma reflexão comum, ou seja, que a classe dominante dita as regras em todas as esferas, seja na educação, na economia, na religião, o que prevalece é o interesse e desejo de uma minoria burguesa, mas que detém o poder e a maioria das riquezas deste país. Portanto, sutilmente os Aparelhos Ideológicos do Estado não realizam o trabalho de uma forma direta, mas sutil, as entrelinhas trazem sempre de forma ideológica e natural os preceitos burgueses, logo, não são impostos e consequentemente, não utilizam a violência como forma de doutrinação e como verdade absoluta. “Por outras palavras, a Escola (mas também a Igreja ou outros aparelhos como o Exército) ensinam > mas em moldes que asseguram a sujeição à ideologia dominante ou o manejo da > desta”. ALTHUSSER, Louis. Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado.

Finalizando com COELHO, Ricardo Corrêa: “Os aparelhos ideológicos poderiam, ou não, estar diretamente ligados e subordinados ao Estado, mas estariam sempre desempenhando uma função importante para a manutenção e legitimação da ordem capitalista e do Estado burguês.”

TAREFA 2:

2. Explique de que maneira a poliarquia permite a coexistência entre democracia e economia de mercado. Descreva de que maneira ela se apresentou nas eleições brasileiras.

RESPOSTA:

A poligarquia é o governo por muitas pessoas e esta característica é comum também a democracia, portanto, se o povo elegeu seu representante, este passa a ter legitimidade e consequentemente governabilidade para exercer a governança e representando seus eleitores, tomando decisões para atender as demandas da sociedade. O mercado e a economia dependem atualmente do “Poder do Estado” que precisou criar condições para manter sua responsabilidade para garantir estas ações, sendo necessário então criar impostos e uma moeda própria, com o objetivo maior de intervir o menos possível na vida das pessoas e principalmente leis que garantissem a ordem pública.

A poligarquia se apresenta em nosso país de forma muito intensa, pois, os empresários e políticos não olham o interesse do povo e sim da minoria do povo brasileiro, mas que concentra a maior parte de nossas riquezas, portanto, a maioria das leis criadas neste país não são feitas para beneficiar o povo e sim a elite que dita as regras do jogo.

Exemplifico com as votações ao Projeto de Lei que aprovou em duas instâncias as reformas da previdência e a terceirização, que visam beneficiar apenas aos patrões, empresários e políticos que defendem esta classe contra toda uma população trabalhadora; as perdas sempre acontecem para a maioria da população, ou seja, os menos favorecidos. Assim como os impostos arrecadados no país, quem deveria pagar mais são os empresários / classe dominante, no entanto, o povo, enfatizo, os mais pobres são os que pagam as maiores taxas.

REFERÊNCIAS

ALTHUSSER, Louis. Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado.

Coelho, Ricardo Corrêa. Estado, governo e mercado. – 3. ed. rev. atual. – Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração / UFSC; [Brasília] : CAPES : UAB, 2014.

Coelho, Ricardo Corrêa. Ciência política – Florianópolis : Departamento de Ciências da Administração / UFSC; [Brasília] : CAPES : UAB, 2010.

...

Baixar como  txt (8.4 Kb)   pdf (50.6 Kb)   docx (13.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no Essays.club