Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO E DA PEDAGOGIA

Por:   •  8/11/2018  •  2.982 Palavras (12 Páginas)  •  3 Visualizações

Página 1 de 12

...

A mudança que o mundo digital trouxe para vida dos nos alunos, fez com que repensássemos em novas concepções pedagógicas, esse mundo contemporâneo tem trazido enormes questionamentos quanto ao papel dos profissionais de educação, exigindo, por isso, sua redefinição. A revisão do papel desses profissionais tem buscado contribuições nas novas concepções sobre a educação, nas teorias mais atuais de desenvolvimento e aprendizagem. O impacto da tecnologia da informação e das comunicações sobre os processos de ensino e de aprendizagem também tem contribuído para esse repensar. A necessidade de novas metodologias, técnicas e materiais de apoio são, do mesmo modo, um desafio.

Na visão de diversos autores a formação continuada do professor se faz necessário nesse mundo contemporâneo, de acordo com Paulo Freire (2002) não basta refletir sobre a prática pedagógica docente, é preciso refletir criticamente e de modo permanente. Este processo precisa estar apoiado em uma análise emancipatório-política, para que os professores em formação possam visualizar as operações de reflexão no seu contexto sócio-político-econômico-cultural mais amplo.

Desta maneira, o espaço de formação do professor será a escola e o conteúdo dessa formação a sua prática educativa. O professor reflexivo será “um investigador da sala de aula, formula suas estratégias e reconstrói a sua ação pedagógica” (ALMEIDA, 2002 p.28), pois como afirma Silva (2002 p.28), “a prática transforma-se em fonte de investigação, de experimentação e de indicação de conteúdo para a formação”.

As referências teóricas traz um leque de informações para auxiliar a supervisora Cristiane a elaborar seu projeto de formação para os professores, sendo assim, o processo formativo deverá propor situações que possibilitem a troca dos saberes entre os professores, através de projetos articulados de reflexão conjunta. Para tanto, são indicados como metodologia para formação, os seguintes dispositivos: o estudo compartilhado; o planejamento e o desenvolvimento de ações conjuntas; estratégias de reflexão da prática; análise de situações didáticas; entre outros.

- JUSTIFICATIVA

A alfabetização vai além da codificação e decodificação, sabemos que no final do século XIX e início do século XX a alfabetização era realizada através desse método, ou seja, o aluno aprendia a cartilha do ABC e só depois chegaria a conhecer algumas palavras, porém para ele não fazia sentidos, não tinha significado.

Pensando nesse problema à supervisora decidiu elaborar o projeto de formação para as professoras, a fim de despertar um novo olhar crítico uma nova visão de alfabetização, introduzindo nesse contexto jogos e tecnologia.

A proposta da “Formação” se constitui por dois objetivos básicos: a ampliação do universo de conhecimento dos professores e a reflexão da concepção histórico-crítica norteando o trabalho educativo, pautada em reflexões e operacionalizada no Projeto Político Pedagógico.

Segundo Contreras (2000), percebe-se, nas propostas de formação continuada de professores, a incorporação de discursos e “modismos” que no seu contexto, relegam a um segundo plano a democratização, o acesso e apropriação do conhecimento necessário para um desenvolvimento intelectual e humano dos alunos.

De acordo com o que está estabelecido em Plano de Metas, devemos alfabetizar 96% das crianças dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. No entanto, ao final do primeiro semestre, constatamos que 17% dos alunos do 3º ano (Anos Iniciais) apresentam deficiências quanto ao processo de alfabetização.

Portanto, cabe no projeto de formação para os professores, elaborar um cronograma que abranja atividades que promovam uma maior aprendizagem na alfabetização e no letramento de maneira significativa e lúdica.

- OBJETIVOS

GERAL:

- Contribuir de forma significativa na formação dos professores do 1º ao 3º ano do ensino Fundamental.

ESPECÍFICOS

- Promover a formação continuada dos professores com conteúdo que privilegiem o movimento humano, buscando uma ação educativa interdisciplinar;

- Estimular a construção de metodologias didático-pedagógicas inovadoras a serem desenvolvidas nas diferentes situações de aprendizagem para auxiliar na alfabetização das crianças;

- Trazer para a reflexão e o estudo acadêmico os problemas e desafios dos Anos Iniciais no contexto escolar;

- Explorar a mediação das Tecnologias da Informação e Comunicação no apoio à atuação pedagógica dos professores com formação na área, para auxiliar os demais;

- METODOLOGIA

O Projeto de Formação para as professoras das series iniciais tem como finalidade desenvolver atividades diversificadas sobre alfabetização, essas atividades serão aplicadas no curso durante o semestre e muitas delas as professoras poderão utiliza-las no seu dia-a-dia de aula, o curso em si, servira para as professoras trocar experiências e aprender novos conceitos, entre eles a inserção da tecnologia na alfabetização.

A ideia de projeto envolve a antecipação de algo desejável que ainda não foi realizado, traz a ideia de pensar uma realidade que ainda não aconteceu. O processo de projetar implica analisar o presente como fonte de possibilidades futuras (Freire e Prado, 1999). Tal como vários autores colocam, a origem da palavra “projeto” deriva do latim projectus, que significa algo lançado para frente. A ideia de projeto é própria da atividade humana, da sua forma de pensar em algo que deseja tornar real, portanto, o PROJETO É INSEPARÁVEL DO SENTIDO DA AÇÃO (Almeida, 2002). Neste sentido Barbier (In: Machado, 2000) salienta:

“(...) o projeto não é uma simples representação do futuro, do amanhã, do possível, de uma ideia; é o futuro a fazer, um amanhã a concretizar, um possível a transformar em real, uma ideia a transformar em acto” (p.6).

Sabemos que ao longo do Projeto o mesmo pode ser alterado já que o ato de projetar requer abertura para o desconhecido, para o não-determinado e flexibilidade para reformular as metas à medida que as ações projetadas evidenciam novos problemas e dúvidas.

Seguindo a teoria dos autores a gestão pedagógica e a supervisora elaboraram O “Projeto de Formação para os Professores do 1º ao

...

Baixar como  txt (21.6 Kb)   pdf (71.4 Kb)   docx (23.5 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no Essays.club