Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

ANÁLISE E APLICABILIDADE DO TRABALHO DO GESTOR SEGUNDO O ENFOQUE DAS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS N°1/2006

Por:   •  23/10/2018  •  9.440 Palavras (38 Páginas)  •  103 Visualizações

Página 1 de 38

...

Nas observações em sala de aula foi registrada a prática docente do Jardim II do turno vespertino, assim como o relacionamento entre professor- alunos e de diversas atividades que fazem parte da rotina diária da escola, tais como: brincadeira roda de história, roda de conversas, ateliês ou oficinas de desenho, modelagem e música e, atividades que envolvem cuidados com o corpo da crianças.

Após as observações na sala de aula foi elaborado o planejamento semanal, de acordo com a grade curricular. Em seguida, foi desenvolvida a aula, conforme o plano de aula elaborado.

O Estágio Supervisionado é uma oportunidade concreta da vivência e exercício da profissão. Ele prepara os acadêmicos para o mercado de trabalho, fazendo com que realizem uma atuação transformadora na realidade escolar, ajudando no desenvolvimento integral do aluno.

A teoria apresentada durante as aulas do curso de Pedagogia proporciona ao estagiário um olhar científico da verdadeira realidade presenciada na escola, podendo assim, compreender a complexa relação que há entre a teoria e a prática no trabalho de um docente da Educação Infantil. O presente estágio de docência na Educação Infantil e do Ensino fundamental séries iniciais teve como objetivos, aprimorar a prática em sala de aula, propiciar a aproximação da realidade profissional por meio da participação em situações reais de trabalho, envolvendo supervisores, estudantes e campo de estágio. Estágio é onde temos a oportunidade de vivenciar tudo àquilo que aprendemos em sala de aula, de refletir sobre quais práticas vamos escolher futuramente, quais as formas de agir dentro de uma sala com crianças da educação infantil. É tempo de conhecer, analisar e experimentar as práticas tão sonhadas teoricamente. Com o estágio, é possível também, que nós, alunos, aprimoremos nossas escolhas de sermos professores, a partir do contato com as realidades de nossa profissão.

- DESENVOLVIMENTO

- CONHECIMENTOS DOS FUNDAMENTOS TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Nos últimos anos têm ocorridos significativas mudanças nas propostas pedagógicas e curriculares da educação infantil em virtude das transformações ocorridas no campo teórico metodológico que norteiam os estudos e as práticas da educação infantil, influenciadas principalmente pelos estudos da psicologia que abordam sobre o desenvolvimento e os processos de aprendizagens das crianças. Diante desse contexto, novas Diretrizes Curriculares foram elaboradas em nível nacional e municipal com o intuito de reorientar as práticas educativas e curriculares da educação infantil, compreendendo-a enquanto espaço de formação integral da criança, considerando seus aspectos físico, afetivo, cognitivo/linguístico, sociocultural, bem como as dimensões lúdicas, artística e imaginária. No entanto, o desenvolvimento dessa nova proposta pedagógica para a educação infantil passa também pela construção de políticas de formação continuada que preparem os docentes que atuam nessa área de ensino para compreender e atuar a partir dos princípios políticos e pedagógicos norteadores da educação infantil enquanto espaço de formação integral das crianças pequenas. Ao longo do tempo a concepção de infância e educação infantil passou por inúmeras mudanças resultando também na proposição de diferentes formas de ensinar e cuidar as crianças pequenas. Desse modo, a compreensão das políticas de educação desenvolvidas atualmente passa pelo entendimento das transformações ocorridas tanto com relação à concepção da infância quanto nas práticas educativas realizadas nesta modalidade de ensino. De acordo com os estudos de Aguiar (2006), a concepção de infância nas sociedades primitivas era bastante diferente da que discutimos atualmente, visto que a criança era considerada como um ser humano em miniatura, as quais exerciam as mesmas atividades dos adultos. Neste caso, as crianças aprendiam os valores e as crenças na vivência do cotidiano com os mais velhos. Nesse período não havia um conhecimento sistematizado e formal voltados para a educação infantil. Os europeus foram os pioneiros na educação infantil, surgindo nos séculos XV e XVI novos modelos educacionais, em decorrência da mudança do modelo agrário-mercantil para o urbano-manufatureiro, ocasionando condições sociais adversas, particularmente para o público infantil. Com isso, surgem os primeiros atendimentos de crianças abandonadas coordenadas por mulheres da comunidade e, aos poucos foram surgindo às instituições filantrópicas. Na perspectiva histórica, a criança teve que esperar quase um século para que tivesse direito a educação na legislação, ficaram determinado em que a educação infantil deveria promover o desenvolvimento integral até os seis anos de idade com o apoio tanto da família como da sociedade Entretanto, as mudanças ocorridas na área da educação infantil envolvendo tanto a concepção da infância quanto a sua proposta pedagógica trouxeram novas inquietações e necessidades para o campo da formação docente. Ou seja, tornou-se necessário criar novos programas de formação de professores que atendessem as novas demandas da formação dessas crianças atendidas nos centros de educação infantil. Com as mudanças ocorridas na área da educação infantil nas últimas décadas no Brasil, torna-se necessário repensar o perfil dos docentes que atuam neste nível de ensino. Isto requer que se repense também os cursos de formação que preparam os professores para atuar na educação infantil. Historicamente para trabalhar com as crianças das creches e pré-escolas não se dava importância para o fato da necessidade de uma formação inicial e muito menos continuada do professor. Ou seja, apesar da importância da educação infantil para o desenvolvimento das crianças até pouco tempo, os docentes que atuam nesse nível de ensino eram leigos ou tinham pouco conhecimento relacionado com o nível de ensino que estava atuando e sobre o próprio desenvolvimento e aprendizagens das crianças pequenas. Desse modo, com as crescentes transformações na sociedade e as perspectivas de infância e da educação infantil tornou-se necessário investir na formação de um novo profissional docente para atuar neste nível de ensino. Um profissional que tenha uma compreensão acerca do desenvolvimento infantil e saiba utilizar-se das diferentes linguagens e expressões no sentido de criar situações didático-pedagógicas que fomente a aprendizagem e o desenvolvimento sócio afetivo das crianças. A partir das análises iniciais construídas acerca do Projeto de formação continuada de professores da Educação Infantil no município, constamos que

...

Baixar como  txt (65.4 Kb)   pdf (124.4 Kb)   docx (46.4 Kb)  
Continuar por mais 37 páginas »
Disponível apenas no Essays.club