Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A LICENCIATURA EM QUÍMICA QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA EXPERIMENTAL

Por:   •  31/1/2022  •  Relatório de pesquisa  •  2.242 Palavras (9 Páginas)  •  426 Visualizações

Página 1 de 9

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

CAMPUS MORRINHOS

LICENCIATURA EM QUÍMICA

QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA EXPERIMENTAL – 4º PERÍODO

PROF.º. DR.º. ERWING PAIVA BERGAMO

RELATÓRIO 01

Morrinhos – GO

2021

Leonardo Eleutério da Costa

Bruno Nogueira de Sousa

Doanne Lemos Barbosa

Marden Ribeiro

Muriel Pereira Marques

Thalitha Nadyelle Peixoto Sales

Wagner Martins Rodrigues Junior

Yasmin Monique Alves Silva

DETERMINAÇÃO DO TEOR DE ÁCIDO ÁCETICO NO VINAGRE POR TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE

1° Relatório apresentado ao Curso de Licenciatura em Química, do Instituto Federal Goiano – Campus Morrinhos (GO), como exigência parcial para aprovação na disciplina de Química Analítica Quantitativa Experimental do 4º Período, ministrada pelo Prof.º. Dr.º. Erwing Paiva Bergamo.

Morrinhos – GO

2021

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO        1

1.1 Métodos Titulométricos        1

1.2 Titulação Ácido–Base        1

1.3 Propriedades Do Vinagre        2

2 OBJETIVOS        3

2.1 Objetivo Geral        3

2.2 Objetivos Específicos        3

3 MATERIAIS E REAGENTES        3

3.1 Materiais        3

3.2 Reagentes        4

4 PROCEDIMENTOS EXPERIMENTAIS        4

4.1 Preparo das Soluções        4

4.2 Padronização do Hidróxido de Sódio com o Ácido Oxálico        5

4.3 Titulação Ácido–Base Em Uma Amostra de Vinagre Comercial        5

5 RESULTADOS E DISCUSSÕES        5

6 CONSIDERAÇÕES FINAL        7

REFERÊNCIAS        7

1 INTRODUÇÃO

1.1 Métodos Titulométricos

Em Skoog et al. (2014), descreve que os métodos de titulação, frequentemente chamados métodos titulométricos, incluem um amplo e poderoso grupo de procedimentos quantitativos baseados na medida da quantidade de um reagente de concentração conhecida que é consumido pelo analito em uma reação química. Ainda com os autores, as titulações volumétricas envolvem a medida de volume de uma solução de concentração conhecida necessária para reagir essencial e completamente com o analito.

Nas palavras de Russel (1994), os métodos volumétricos de titulações se baseiam na determinação do volume de uma solução de concentração conhecida (titulante), necessária para reagir quantitativamente com um soluto (titulado), no qual a concentração molar de um ácido em uma solução aquosa é determinada pela adição vagarosa de uma solução básica de concentração conhecida na solução do ácido, ou vice versa.

Skoog et al. (2014) destaca algumas condições para realizar análises químicas via técnicas volumétricas: deve ocorrer uma reação simples, que possa ser expressa por uma equação química; a substância a ser determinada deverá reagir completamente com o reagente adicionado em proporções estequiométricas; a reação deve ser praticamente instantânea ou proceder com grande velocidade para que o equilíbrio seja imediatamente estabelecido a cada adição do titulante; deve haver a alteração de alguma propriedade física ou química (pH, temperatura, condutividade) da solução no ponto de equivalência; deve haver um indicador que provoque mudanças de propriedades físicas (cor ou formação de precipitado) que definam nitidamente o ponto final da titulação.

As titulações são amplamente utilizadas em química analítica para determinar ácidos, bases, oxidantes, redutores, íons metálicos, proteínas e muitas outras espécies.

1.2 Titulação Ácido–Base

As titulações de neutralização são largamente empregadas para determinar as quantidades de ácidos e bases, além de serem utilizadas para monitorar o processo das reações que produzem ou consomem íons hidrogênio ou íons hidrônios (H+ ou H3O+).

Neste processo, a amostra titulada é examinada quanto há mudança no pH, cor ou outra propriedade mensurável, que sinaliza quando o analito é completamente consumido pelo titulante (HAGE; CARR, 2012).

De acordo com Silva (2011), o ponto de equivalência (P.E.) de uma titulação é aquele calculado com base na estequiometria da reação envolvida na titulação, isto é, volume exato em que a substância a ser determinada vai ser titulada, logo a quantidade de matéria do titulante será igual quantidade de matéria do titulado.

Teoricamente no ponto de equivalência, os íons H+ e OH estão presentes em concentração igual, e a concentração de íons hidrônio é derivada diretamente da constante do produto iônico de água. No ponto de equivalência o pH da solução é neutro, igual a 7 (SKOOG et al., 2014).

Os indicadores visuais são capazes de mudar sua coloração devido as características físico-químicas da solução na qual estão contidos, em função de diversos fatores, tais como pH, potencial elétrico, complexação com íons metálicos e adsorção em sólidos. Os indicadores são substâncias orgânicas fracamente ácidas ou fracamente básicas, que apresentam cores diferentes para suas formas protonadas e desprotonadas (TERCI; ROSSI, 2002). A cor de um indicador ácido-base muda devido a alteração na estrutura molecular causada pelo próton, que faz a absorção de luz ser diferente em concentrações mais ácidas ou básicas no meio reacional em que está inserido.

...

Baixar como  txt (15.5 Kb)   pdf (167.7 Kb)   docx (566.4 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no Essays.club