Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

PESQUISA: EXECUÇAO DE PONTE TRAVESSIA RIO PARDO

Por:   •  11/6/2018  •  1.124 Palavras (5 Páginas)  •  144 Visualizações

Página 1 de 5

...

● Recomenda-se a utilização de espaçadores de plástico para manter o cobrimento das estruturas

● Concreto:

- Infraestruta

- Mesoestrutura

- Superestrututa

- Barreira rígida

- Lastro

● Aço:

- Aço para armadura passiva: CA-25 e CA-50.

- Aço para armadura ativa: CP-190 RB.

DETALHES DA AUTORIZAÇÃO LEGAL

Nº DO PROCESSO CETESB: 000243/2013

Nº DA AUTORIZAÇÃO: 30806/2014

DATA DA EMISSÃO: 25/03/2014

PROJETO

O Projeto completo foi executado pela PENTÁGONO PLANORP Projetos e Consultoria Ltda.

Projetista Responsável: Fernando Bernardi Húngaro.

Técnico Responsável: Paulo dos Santos Netto CREA: 0600319480.

[pic 6]

Figura 4 – Detalhes do projeto para execução da ponte

[pic 7]

Figura 5 – Detalhes da seção transversal e apoios

[pic 8]

Figura 6 – Detalhes da seção transversal

[pic 9]

Figura 7- Detalhes dos apoios da ponte

[pic 10]

Figura 8 – Detalhe em projeto do tipo de fundação executada.

FUNDAÇÃO E DETALHES CONSTRUTIVOS

O tipo de fundação adotada para construção desta ponte foram tubulões com “ar comprimido”, sendo 02 tubulões por apoio (diâmetro de 1,40 m para os apoios extremos e diâmetro de 1,60 m de apoios internos). Os tubulões foram executados segundo as exigências da norma NBR-6122 – Projeto e Execução de Fundações. Pilares comuns em concreto armado.

- infraestrutura: fck> 25 mpa.

- mesoestrutura: fck > 25 mpa.

- superestrutura: fck > 35 mpa.

- barreira rígida: fck > 25 mpa.

- lastro de concreto magro: fck > 10 mpa.

A base da ponte foi construída com armadura resistente, seguindo as normas pertinentes e projetos legais de execução, em seguida recebeu o concreto usinado complementando seu reforço.

- Aço para armadura passiva: CA-25 e CA-50.

- Aço para armadura ativa: CP-190 RB.

Tabela de Traço

Concreto Relação Consumo Mínimo

Água/cimento(a/c) de cimento(kg/m3)

C25 a/c

C30 a/c

C35 a/c

Cimento CP ||

Figura 9 – Tabela do traço utilizado para as concretagens

Após conclusão dos pilares e base, as vigas foram encaixadas na ponte com o auxílio de dois guindastes, um para cada lado, posicionando de forma correta e simétrica. Depois deste processo, foram construídas vigas pré-moldadas, feitas com armação de ferro PP-DE-C01/026, onde em seu centro foram colocados cabos de aço e finalizada com armação e concreto usinado.

Os pilares adotados para construção da ponte, embora sejam comuns, apresentaram vantagens pelo fato do consumo de material (economicamente falando), visibilidade parcialmente desobstruída embaixo da ponte, possibilidades para cruzamentos esconsos e aspecto leve. Normalmente este tipo de pilar te, aplicação em vias elevadas e pontes em rampa.

Na construção da ponte, foi utilizado aparelho de apoio de concreto entre as vigas pré-moldadas, o encontro e o pilar de concreto armado. Os aparelhos de apoio de concreto foram construídos junto com a própria estrutura, utilizando os mesmo materiais.

Os principais tipos são:

- articulação de contato de superfícies;

- articulação Mesnager;

- articulação Freyssinet;

Os aparelhos de apoio de concreto permitem apoiar os tabuleiros nos pilares, possibilitando transmitir as reações sem impedir as rotações.

O pavimento usado na obra foi o Asfáltico Usinado a Quente (C.B.U.Q) com espessura de 7,0 cm.

FOTOS DA PONTE

[pic 11]

Figura 10 - O encontro entre as vigas e os pilares, tem também o aparelho de apoio de concreto.

[pic 12]

Foto 11 - Pavimentação asfáltica.

[pic

...

Baixar como  txt (7.9 Kb)   pdf (54.2 Kb)   docx (16.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no Essays.club