Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

O Brincar Como Modelo Do Método De Tratamento Psicanalítico

Por:   •  1/4/2023  •  Resenha  •  325 Palavras (2 Páginas)  •  490 Visualizações

Página 1 de 2

RESENHA DO TEXTO – O brincar como modelo do método de tratamento psicanalítico

Na minha opinião o texto traz muito mais citações do Winnicott o que deixa bem claro sua diferença do método de Melanie Klein. Para Winnicott o brincar segue a lei natural da natureza humana e ainda que existam pessoas doentes que não conquistem esta capacidade precisando, então, de tratamento. Em Winnicott por outro lado, a psicanálise é tomada com uma ciência especifica que busca estudar objetivamente a natureza humana como aspecto universal. Para ele brincar é, em si mesmo não propriamente por causa dos elementos simbólicos. “É no brincar, e talvez apenas no brincar, que a criança ou adulto fruem da sua liberdade de criação” Winnicott mostra uma compreensão nos fenômenos transicionais. Os objetos transicionais unem e separam simultaneamente aquilo que é subjetivo daquilo que é objetivamente percebido (Winnicott,1953cp.15). Fazendo com que a criança por um lado cria o objeto, e sua ação ocorre de forma espontânea que dá valor e vida ao objeto. Por outro, a criança encontra o objeto que já preexiste no mundo exterior. E é nesse ponto que surge a capacidade do brincar que é também, para Winnicott uma maneira de o ser humano encontrar a si mesmo: “É no brincar, e somente no brincar, que o indivíduo, criança ou adulto, pode ser criativo e utilizar sua personalidade integral: é somente sendo criativo que o individuo descobre o eu dependendo das condições pessoais e ambientais. Já comparando com o método de análise da Melaine Klein onde a criança tem a liberdade no brincar com associações livres e as fantasias expressas nos brinquedos eram a mesma linguagem. O importante para Melanie Klein, era o fato de a brincadeira ser uma maneira da criança expressar seu mundo interno. A brincadeira era uma maneira pela qual as fantasias inconscientes infantis eram expressas. Klein descobriu que esse tipo de interpretação tinha o poder de modificar a ansiedade infantil associada à fantasia inconsciente.

 

...

Baixar como  txt (2 Kb)   pdf (33.9 Kb)   docx (12.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no Essays.club