Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

GESTÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO PARA EMPRESA FRONIUS DO BRASIL COMÉRIO

Por:   •  17/6/2019  •  Monografia  •  34.829 Palavras (140 Páginas)  •  20 Visualizações

Página 1 de 140

INTRODUÇÃO

         Considerando-se que o fim último das empresas é a lucratividade, a maximização da riqueza de seus proprietários é objetivo comum às organizações. Para atingir seus intentos, empresas e profissionais sabem que não é necessário somente diminuir os custos, mas também construir uma vantagem competitiva duradora, Em síntese, é necessário reduzir custos, agregar valor, oferecer um maior nível de serviço ao cliente e, ainda, aumentar a lucratividade. Para tanto, se deve administrar recursos, de forma a garantir liquidez para saldar compromissos, dispor dos níveis de recursos adequados às atividades produtivas e atender a demanda por produtos e serviços em tempo hábil.

         Assim, compreender os diversos processos envolvidos numa gestão financeira bem-sucedida e adotar as estratégias mais adequadas é de grande importância. Visando contribuir para o aperfeiçoamento de profissionais e empresas, este trabalho toma como objetivo geral apresentar um estudo dos princípios das melhores práticas de gestão financeira para garantia de geração de riquezas, considerando o caso prático da empresa Fronius do Brasil. São objetivos específicos a serem atingidos:

1) fundamentar teoricamente a gestão de contas a recebe, considerando sistemas de controle, princípios de análise e concessão de crédito;

 2) reconhecer os fundamentos teóricos que devem reger as práticas de gestão de estoques, considerando tipos de estoque, custos de manutenção, níveis de materiais estocados, sistemas de controle de estoque e sua relação com os recursos financeiros;

3) fundamentar teoricamente a gestão de capital de giro, de forma a demostrar a importância de estabelecer procedimentos e controles que visem manter um nível satisfatório de capital de giro para garantir a sustentação da atividade operacional da empresa;

4) fundamentar teoricamente a gestão de fluxo de caixa, demonstrando sua relação com a manutenção da liquidez, com investimentos e aplicações;

5) estabelecer relações entre a teoria pesquisada e o caso prático da empresa Fronius do Brasil, demonstrando como a teoria contribui para a avaliação da política empresarial adotada pela empresa e para o aperfeiçoamento de sua estratégica.

         O processo de pesquisa busca respostas para o problema: a atual política financeira adotada pela Fronius do Brasil é geradora de riqueza, garantindo a melhor lucratividade?

        Como possíveis respostas ao problema estudado, foram testadas as seguintes hipóteses:

1) sim, por meio de  índices de rentabilidade, de retorno sobre o investimento e do Custo Médio Ponderado foi possível contatar que a política financeira adotada pela Fronius gera riquezas e garante a melhor lucratividade.

2) não, por meio de índices de rentabilidade, de retorno sobre o investimento e do Custo Médio Ponderado foi possível contatar que a política financeira adotada pela Fronius não gera a melhor lucratividade.

         Para atingir os objetivos propostos e responder a problemática em estudo, foi empregado o método dedutivo, a pesquisa bibliográfica e de campo, além da análise de conteúdo. Foi realizada entrevista com os gestores financeiros da empresa em estudo. Os dados obtidos, juntamente com as informações bibliográficas, foram classificados por categoria e analisados.

         O capítulo primeiro é dedicado à apresentação da empresa. Discorre sobre suas origens e evolução, princípios administrativos norteadores e produtos e serviços oferecidos ao mercado. O capítulo segundo apresenta uma análise dos fundamentos de sistemas de controle de contas a receber, os princípios e políticas de análise e concessão de crédito. O capítulo terceiro, abordando a gestão de estoques, esclarece o papel dos estoques junto à logística e a gestão de recursos. Apresenta as funções e tipos de estoque, os sistemas de controle e sua relação com os investimentos da empresa.

         Por sua vez, o capítulo quarto, ao tratar a gestão de capital de giro, apresenta  índices, métodos e sistemas de avaliação integrada de situações do giro de capitais, com destaque para o Modelo Fleuriet. Na sequência, o capítulo quinto fundamenta as práticas de registro, controle, projeção e análise de fluxo de caixa. O capítulo sexto, reconhece a estrutura do sistema financeiro nacional e os produtos disponíveis às empresas que desejam obter financiamentos e realizar aplicações.

         Uma vez fundamentadas as diversas áreas de gestão que numa empresa concorrem para a geração de riquezas e sustentabilidade empresarial, o capitulo sétimo apresenta uma diagnóstico das práticas adotadas pela Fronius do Brasil. Calculando-se o retorno sobre o investimento e o custo médio ponderado de capital, apresenta é analisada a adequação da política financeira da empresa à obtenção dos melhores níveis de lucratividade.

CAPÍTULO 1 – O CASO FRONIUS DO BRASIL

1.1 A EMPRESA

Razão Social: Fronius do Brasil Comércio, Indústria e Serviços Ltda.

Ano de Fundação: 2003

Ramo de Atividade: Comércio Atacadista de máquinas de solda e suas partes e peças, sistemas de carregadores de baterias e inversores de painéis solares.

Faturamento anual: R$ 30.000.000,00.

Valores Sociais: confiança, estima, respeito.

Inovação: apoiado no entusiasmo com o desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias.

Consciência ecológica: preservação dos recursos naturais no mundo.

Qualidade: corresponder às exigências de qualidade.

Certificação: ISO 9000.

1.2 A HISTÓRIA, ORIGEM E EXPANSÃO

        Em 1945, o austríaco Günter Fronius deu início à produção de transformadores de solda e carregadores de bateria, fundando a Fronius na cidade de Pettenbach. Cinco anos mais tarde, a empresa apresentava ao mercado seu primeiro transformador de solda, desenvolvido com tecnologia própria e que contava com controle de circuito magnético, permitindo ajuste de corrente contínua.

         Posteriormente, em 1955, a Fronius incorporou semicondutores em seus retificadores de solda. Mais adiante, em 1958, foram lançados os primeiro carregadores de bateria Fronius.

...

Baixar como  txt (218.2 Kb)   pdf (831.3 Kb)   docx (165.3 Kb)  
Continuar por mais 139 páginas »
Disponível apenas no Essays.club