Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

O Ensaio sobre o livro amor de perdição

Por:   •  24/12/2018  •  954 Palavras (4 Páginas)  •  42 Visualizações

Página 1 de 4

...

Eça de Queiroz demonstra preocupação ao evitar características Românticas, para tanto inverte palavras nas frases, destaca elevações de voz, acompanha até mesmo as pausas para recuperar o folego. Como dito, o livro Amor de Perdição traz mais características tornando a obra mais longa e rica de detalhes, enquanto a obra realista possui um ar mais lógico e objetivo na descrição psicológica dos personagens, típico do movimento. Porem, Eça descreve muito bem os espaços e cenários do enredo, o que faz parecer que os personagens não merecem tanto destaque, afinal são seres comuns.

Pensando nos personagens, em Amor de Perdição temos características e emoções fortes que os tornam marcantes. Eça desenvolve personagens que referem-se ao local de onde vem e da raça que possuem, como um animal, o ser humano é guiado por um instinto. Logo, temos personagens com características do chamado determinismo, que nos fazem refletir questões sociais pertinentes tornando-se muito atuais.

Cada um traz algo que envolve o leitor, seja Basílio com seu falso titulo; Luíza que mostra-se rasa de qualidades e personalidades, aparentemente busca emoções para sua vida cama e rotineira; seu esposo Jorge é um homem equilibrado e conservador, que logo revela-se ser fraco. E neste triangulo amoroso vemos que Eça observa a família, que deveria ser tradicional, desmoronando, desiquilibrada. Toda a intimidade da instituição e posta em vista para o vislumbre do leitor.

O livro mostra ainda uma certa ironia a Romantismo, Luíza uma moça tão apaixonada pelo primo busca uma relação mais vivida e romântica, acaba sendo mal tratada pelo modo arrogante e grosso de Basílio. Novamente temos uma abordagem dos problemas sociais, psicológicos e patológicos do ser humano.

Enfim, visando as duas obras temos uma noção de como se constituiu os movimentos literários. Possuímos então a oportunidade de estar próximo ao modo de pensar das distintas épocas, reconhecendo cultura e costumes. Ler também é uma viagem histórica que aguça nosso conhecimento sobre o passado, e instiga sobre o futuro.

...

Baixar como  txt (5.9 Kb)   pdf (42.6 Kb)   docx (12.9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no Essays.club