Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

PRATICA DE ENSINO OBSERVAÇÃO E PROJETO

Por:   •  24/11/2017  •  2.807 Palavras (12 Páginas)  •  201 Visualizações

Página 1 de 12

...

Este projeto tem como foco estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental da Escola Rocha Lima, situada nas proximidades da Casa de Cultura Cel. João Caldas – AILA ( estudantes do 6º ano).

A escolha da Casa de Cultura Cel. João Caldas – AILA, para o desenvolvimento do projeto, deu-se por tratar de um local que permite os alunos o contato com os antepassados da cidade de Itaberaí, cheio de histórias encantadoras, objetos antigos, emoção e muita, muita história para contar.

Além de ser um passeio super agradável, em que os alunos irão se interagir, conversar, trocar experiências, este lugar é uma riquíssima fonte de conhecimento da história local, com suas histórias, “causos” e mitos do antepassado.

- OBJETIVOS

- OBJETIVO GERAL

Fomentar a importância da história e da cultura local aos estudantes da Escola Estadual Rocha Lima em relação à seus antecedentes, através da realização de atividades pedagógicas em um ambiente não escolar – Casa de Cultura Cel. João Caldas (AILA) – englobando as disciplinas de Artes, Geografia e Língua Portuguesa e os temas transversais ( Cultura, Meio Ambiente e Progresso). Para isso, almeja conscientizar para a formação de cidadãos cada vez mais críticos, formadores de opinião e conhecedores da história que o circunda.

- OBJETIVOS ESPECÍFICOS

- Refletir sobre a importância do estudo da História e da História Local nas séries finais da educação básica;

- Enfatizar a relevância da História e da História Local, buscando refletir sobre a formação do sujeito histórico;

- Criar possibilidades para que o aluno perceba e se posicione como sujeito dentro dos processos sociais;

- Conscientizar para a formação de cidadãos cada vez mais críticos e responsáveis;

- Perceber as diversas alterações na paisagem urbana de modo geral;

- Valorizar a cultura local,

- Compreender a interdisciplinaridade com as disciplinas e os temas transversais abordados;

- Desenvolver habilidades motoras corporais e apreço à arte no decorrer da realização das atividades;

- DESENVOLVIMENTO

- REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

A educação é um processo ininterrupto da aprendizagem, indispensável ao indivíduo, favorecendo tanto suas relações sociais quanto o transformando paulatinamente em um ser sociocultural, possuidor de uma história de uma realidade diferente dos demais circundantes.

Nestas circunstâncias, o papel do professor é fundamental na construção do saber histórico, para FONSECA (2005) “a história tem como função central a formação da consciência histórica dos homens, possibilitando a construção de identidades, a elucidação do vivido, a intervenção social e praxe individual e coletiva”.

Em um artigo publicado sobre o papel da História na construção da identidade do indivíduo ZAMBONI (1993) ressalta que:

“[...] o objetivo fundamental da História no ensino fundamental, é situar o aluno no momento histórico em que vive [...]. O processo de construção da história de vida do aluno, de suas relações sociais, situado em contextos mais amplos, contribui para situá-lo historicamente em sua formação social, a fim de que seu crescimento social e afetivo desenvolva-lhe o sentido de pertencer.”

NOGUEIRA (2001) ratifica que “a valorização da memória do município favorece o surgimento de um espírito crítico e comprometido com o bem comum”. Quando a escola envolve a comunidade no processo de ensino, reúne novos saberes, pois esta forma de interação junto à comunidade é uma história que não encontramos escrita em lugar algum, não é aquela que fala dos grandes nomes e datas “importantes”, é a história que está sendo contada a partir de outra perspectiva, a tornando mais fascinante e faz com que os alunos entendam e assimilem com mais facilidade. “[...] romper com a noção de história que se prende apenas ao passado, aos grandes nomes e aos grandes feitos”.

Para PROENÇA (1990): “Assiste-se presentemente ao desenvolvimento de uma História Local que visa tirar partido das novas metodologias e cujos temas poderão ter um aproveitamento didático motivador e estimulante”.

Já de acordo com GIROUX e SIMON (1994), são abordagens da História Local que apresentam um ganho pedagógico para os educandos, ao tornar disponíveis “aquelas narrativas, histórias locais e memórias que foram excluídas e marginalizadas nas interpretações dominantes da história”. O interesse pela História Local volta-se para uma abordagem social que procura reconstruir as condições de vida dos diversos grupos sociais de uma determinada localidade.

O papel do ensino de História na configuração da identidade dos alunos é um dos aspectos mais relevantes para considerar ao proporem-se estudos da história local. Como afirma GOUBERT (1988): “A volta à História Local origina-se de um novo interesse pela História Social – ou seja, a história da sociedade como um todo”.

O ensino da história local não vem para substituir o ensino da história geral e do Brasil, mas sim como um aprimoramento da história, de saber que as localidades também possuem suas histórias e que elas devem ser respeitadas e transmitidas geração após geração.

- PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

3.2.1 Ambiente e Público – Alvo

Para a elaboração deste, foi proposto o aproveitamento pedagógico da Academia Itaberina de Letras e Artes, visando o desenvolvimento de um projeto de trabalho multidisciplinar, envolvendo os estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental do Colégio Estadual Rocha Lima (em média 36 estudantes).

- Colégio Estadual Rocha Lima: Praça Sinhô Fonseca, nº 100. Centro, Itaberaí-Goiás

- Casa de Cultura Cel. João Caldas (AILA): Praça Sinhô Pinheiro, nº 122. Centro, Itaberaí – Goiás.

A Casa de Cultura Cel. João Caldas se localiza na área urbana do município de Itaberaí, localizado a cerca de 96 km da capital do Estado de Goiás. O local possui

...

Baixar como  txt (20.6 Kb)   pdf (123.8 Kb)   docx (21 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no Essays.club