Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Atividades Práticas Supervisionadas (ATPS)

Por:   •  20/12/2017  •  1.141 Palavras (5 Páginas)  •  160 Visualizações

Página 1 de 5

...

Caso A

Na época em que Marcelo e Ana se casaram, algumas dívidas impensadas foram contraídas. Deslumbrados pelo grande dia usaram de forma impulsiva recursos de amigos e créditos pré-aprovados disponibilizados pelo banco em que mantinham uma conta corrente conjunta há mais de cinco anos. O vestido de noiva de Ana bem como o terno e os sapatos de Marcelo foram pagos em doze vezes de R$ 256,25 sem juros no cartão de crédito. O Buffet contratado cobrou R$ 10.586,00, sendo que 25% deste valor deveriam ser pago no ato da contratação do serviço, e o valor restante deveria ser pago um mês após a contratação. Na época, o casal dispunha do valor da entrada, e o restante do pagamento do Buffet foi feito por meio de um empréstimo a juros compostos, concedido por um amigo de infância do casal. O empréstimo com condições especiais (prazo e taxa de juros) se deu da seguinte forma: pagamento total de R$ 10.000,00 após dez meses de o valor ser cedido pelo amigo. Os demais serviços que foram contratados para a realização do casamento foram pagos de uma só vez. Para tal pagamento, utilizaram parte do limite de cheque especial de que dispunham na conta corrente, totalizando um valor emprestado de R$ 6.893,17. Na época, a taxa de juros do cheque especial era de 7,81% ao mês.

2. Segundo as informações apresentadas, tem-se:

I – O valor pago por Marcelo e Ana para a realização do casamento foi de R$ 19.968,17.

Resultado:

As despesas do casamento foram: adiantamento do Buffet R$ 2.646,50; sapatos, vestido e terno R$ 3.075,00; empréstimo de R$ 10.000,00 e cheque especial R$ 6.893,17.

Para verificar o gasto no casamento é só efetuar a soma dos valores:

Soma: Na HP-12C, R$ 2.646,5 enter R$ 3.075,00 + R$ R$ 10.000,00 + R$ 6.893,17 = R$ 22.614,67.

Resultado: foi gasto R$ 22.614,67, portanto a alternativa está errada.

II – A taxa efetiva de remuneração do empréstimo concedido pelo amigo de Marcelo e Ana foi de 2,3342% ao mês.

Resultado

Na HP-12C

7.939,50 PV

10.000,00 CHS FV

10 n

i 2,334%

Resultado: a taxa efetiva de remuneração do empréstimo concedido pelo amigo foi de 2,334% a.m. portanto a alternativa está correta.

III – O juro do cheque especial cobrado pelo banco em 10 dias, referente ao valor emprestado de R$ 6.893,17, foi de R$ 358,91.

Em juros simples faz a conversão 7,81% a.m /30 = 0,260 % a.d.

Na HP-12C

f FIN

6.893,17 PV

10 n

0,260 i

FV 7.074,50 CLX. 7.074,50 enter 6.893,17 -

= R$ 181,33

Resultado: O juros do cheque especial cobrado pelo banco dentro de 10 dias referente ao valor emprestado de R$ 6.893,17 foi de R$181,33 e não R$358,91, portanto a alternativa está errada.

Caso B

Marcelo e Ana pagariam mais juros se, ao invés de utilizar o cheque especial

disponibilizado pelo banco no pagamento de R$6.893,17, o casal tivesse optado

emprestar de seu amigo, a mesma quantia a uma taxa de juros compostos de 7,81%

ao mês, pelo mesmo período de 10 dias de utilização.

Em juros compostos temos:

7.81% a.m. convertido temos 0,251%a.d.

Na HP12C:

6.893,17 Pv

10 n

0,251% i

7.068,15 Fv

Resultado: Marcelo e Ana pagariam menos juros se tivessem emprestado a mesma quantia do amigo a uma taxa de juros compostos.

3. Associamos o número 3, pois as afirmações I, II e III estão respectivamente: errada, certa e errada.

Associamos o número 1, pois a afirmação está errada.

Bibliografias

Samanez, Carlos P. – Matemática Financeira: Aplicações à Análise de Investimentos - 2ª ed. - Ed. Makron Books - 1999

Vieira Sobrinho, José Dutra – Matemática Financeira – Ed. Atlas - 1997

...

Baixar como  txt (7.7 Kb)   pdf (54.6 Kb)   docx (15.4 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no Essays.club