Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A ESTABILIDADE MINERAL

Por:   •  2/12/2018  •  1.548 Palavras (7 Páginas)  •  44 Visualizações

Página 1 de 7

...

Um diagrama de fases ajuda a demonstrar as condições de equilíbrio e os limites entre fases diferentes dos minerais.

- Qual a finalidade da termometria geológica e da microtermometria geológica? Descreva os procedimentos para cada caso.

Termometria geológica é aplicado a um grupo de técnicas destinadas a determinar a temperatura a que diferentes processos geológicos se originaram. Podem ser utilizados os chamados termómetros geológicos que se baseiam em medidas diretas e dá indicação sobre as temperaturas máximas que podem ter formado os minerais constituintes.

As analises são feitas nos pontos de fusão que se baseia na determinação laboratorial dos pontos de fusão dos minerais e estabelece valores máximos ou seja, o limite superior do intervalo de temperatura que podem ter formado os minerais. Ponto de inversão, que se baseia na passagem de uma fase a outra, quimicamente idêntica mas cristalograficamente distinta (formas polimórficas) é de utilização mais generalizada porque a influência da pressão é bastante reduzida e muitas inversões verificam-se a temperaturas bem definidas e referenciáveis com relativa facilidade. Já as dissociações baseiam-se no estudo dos minerais que as dadas temperaturas libertam constituintes voláteis. As exsudações ou exsoluções, que são aplicáveis a soluções sólidas que, por redução de temperatura, deixam de ser estáveis, originando a separação dos constituintes da solução sólida, com a consequente formação de texturas exsolução e fornece o limite inferior do domínio de estabilidade da solução sólida.

Já a microtermometria é utilizada para análises microscópicas como composição das inclusões fluidas contidas nos minerais e informa a composição do fluido da qual o mineral se formou e permite avaliar a pressão e a temperatura em ocorreu a cristalização auxiliando na identificação da causa da precipitação, ou seja, permite identificar a composição do fluido no momento em que o mineral se formava. Pode terminar sólidos, líquidos e gasosos.

- O que são minerais tipomórficos e para que servem?

São minerais semelhantes em alguns aspectos e que ocorrem juntos e assim são minerais indicadores de temperatura, pois se formam em condições semelhantes. Na mineralogia e no campo é comum recorrer aos minerais tipomórficos pois são considerados termômetros geológicos.

- O que é e para que servem as medições diretas?

São medições realizadas nas fumarolas e ambientes vulcânicos, ou seja, oferecem uma precisão maior do registro da temperatura real.

9) Para o que servem a aferição dos pontos de fusão e inversão na termometria geológica.

O ponto de fusão se baseia na determinação laboratorial dos pontos de fusão dos minerais e estabelece valores máximos ou seja, o limite superior do intervalo de temperatura que podem ter formado os minerais. O Ponto de inversão, se baseia na passagem de uma fase a outra, quimicamente idêntica mas cristalograficamente distinta (formas polimórficas) é de utilização mais generalizada porque a influência da pressão é bastante reduzida e muitas inversões verificam-se a temperaturas bem definidas e referenciáveis com relativa facilidade

10) Como o acompanhamento laboratorial de alteração das propriedades físicas de um mineral pode auxiliar na aferição das condições de formação do mesmo? Cite exemplos.

Em um laboratório pode-se utilizar vários equipamentos para supor as condições de formação. Por exemplos a análise das inclusões, se o mineral possui muitas fraturas, que indica pressão alta, se o mineral apresenta muitas inclusões fluidas, que indica que não passou por temperatura muito altas. Ajuda a entender as faixas de cor, quais elementos cromóforos estão presentes e até detectar tratamentos. Podem ser estudados também descontinuidades físicas e ópticas. Também é possível aferir as condições se o mineral apresentar inclusões sólidas de outros minerais que ocorrem em determinados ambientes. Em um laboratório também é possível sujeitar o mineral a simulações de ambientes quentes, úmidos, frios etc para analisar o seu comportamento.

11) Associe metamorfismo, metassomatismo e metassomatose.

No processo de metamorfismo devido as condições maiores de pressão e temperatura pode ocorrer a desidratação das rochas e a disponibilização de íons, o que favorece a troca de materiais e assim ocorre o metassomatismo que é um processo de alteração e/ou transformação quimica de uma rocha principalmente pela ação de fase fluida reagente, resultando em entrada e saída significativa de componentes químicos da rocha com modificação importante de seus minerais que são chamadas de reações metassomáticas. E a metassomatose é a substituição dos minerais iniciais por minerais novos, mais estáveis nas novas condições químicas e físicas.

12) Interprete o diagrama abaixo:

[pic 2]

Refere-se ao diagrama triangular de estabilidade de An-Ab-Or (em proporções moleculares) para o grupo dos feldspatos, mostrando a nomenclatura dos feldspatos de temperaturas mais altas e em temperaturas mais baixas, onde ocorrem substituições sólidas e são determinados pela diferença dos raios iônicos dos elementos, a carga dos elementos e a temperatura que se dá a substituição. No diagrama acima, podemos diferenciar composicionalmente

...

Baixar como  txt (10.6 Kb)   pdf (51.6 Kb)   docx (14.7 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no Essays.club