Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

FICHAMENTO DE RESUMO DO ARTIGO: SUS, POLÍTICA PÚBLICA DE ESTADO: SEU DESENVOLVIMENTO INSTITUÍDO E INSTITUINTE E A BUSCA DE SAÍDAS

Por:   •  28/5/2021  •  Trabalho acadêmico  •  941 Palavras (4 Páginas)  •  123 Visualizações

Página 1 de 4

[pic 1]

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA FEIRA DE SANTANA

DEPARTAMENTO DE SAÚDE

KÉSSIA SOUZA SANTOS

LARISSA DE OLIVEIRA DOURADO

FICHAMENTO DE RESUMO DO ARTIGO:

SUS, POLÍTICA PÚBLICA DE ESTADO: SEU DESENVOLVIMENTO INSTITUÍDO E INSTITUINTE E A BUSCA DE SAÍDAS

Nelson Rodrigues dos Santos.

Campinas SP, 2012.

Disciplina: Farmácia Social

Curso: Farmácia 2020.1

Docente: Inalva Valadares

FEIRA DE SANTANA

2021

   A priori, o SUS inicia-se com movimentos sociais e políticos contra a ditadura na luta por uma sociedade justa e solidária e por políticas públicas que atendam a toda a população. Reforçando o movimento libertário na saúde, abraçou a bandeira da Reforma Agrária o que precedeu então as diretrizes constitucionais da Universalidade, Igualdade e Participação da Comunidade. O contexto proporcionado pela ditadura de atendimentos precários à saúde fomentou propostas e iniciativas dos jovens sanitaristas a melhorar significativamente o quadro atual e com apoio da população excluída e inúmeros encontros estaduais e nacionais, diretrizes constitucionais da Universalidade, da Descentralização, da Integralidade e da Regionalização começaram a surgir embasando a preferência ao SUS ao invés de planos privados na crença de democratização do Estado.

   O presente artigo baseia-se na análise de textos e leis, retratando o processo histórico do SUS regressando ao início dos anos 70, marcados por diversos movimentos sociais em busca de uma sociedade igualitária e justa, no qual o SUS tornou-se obrigação legal do estado há 22 anos, regulamentada nas leis 80801 e 81422 de 1.990. Após diversos movimentos, nos anos 80, com o movimento municipal da saúde e a reforma agrária conseguiram obter verbas para o fortalecimento do sistema básico de saúde e o apoio da legislação na Câmara Federal.

  Destaca-se que a força social desses movimentos foram significativos, visto que conseguiram fazer com que atribuíssem a elaboração da proposta de sistema público de saúde e criou-se a Plenária Nacional de Saúde, na qual todos os presentes sempre e em todas as situações consideraram a opção pelo SUS ao invés  dos planos privados. Em seguida, contrariamente ao avanço, sobreveio a execução e crescimento das adversidades, evidenciando os impasses para o funcionamento.  

  Posteriormente, surgiram diversos impedimentos e implicações. A necessidade de financiamento, mesmo com a contribuição federal e estadual, a desigualdade entre regiões brasileiras é severa, e provocou o desinvestimento em equipamentos diagnósticos e terapêuticos e em tecnologia, por outro lado, ele levou a um crescimento desproporcional dos serviços privados, a drástica limitação do pessoal de saúde. Nessa conformidade, as resistências geradas após a implantação do SUS foram decisivas na qualidade e infraestrutura. Após o primeiro empecilho, manifestaram-se outros como, a subvenção crescente com recursos federais ao mercado dos planos privados de saúde, a grande rigidez da estrutura administrativa e burocrática do Estado e a privatização da gestão pública.

...

Baixar como  txt (6.3 Kb)   pdf (83.9 Kb)   docx (25.6 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no Essays.club