Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

PRINCIPAIS FATORES DE RISCO E COMPLICAÇÕES MATERNAS NAS DOENÇAS HIPERTENSIVAS ESPECÍFICAS DA GESTAÇÃO - DHEG

Por:   •  14/4/2018  •  1.265 Palavras (6 Páginas)  •  178 Visualizações

Página 1 de 6

...

O edema, quando existente, pode ser localizado ou generalizado. Além desses sintomas, também pode ocorrer oligúria: diurese inferior a 400 ml por dia, cefaléia, dor epigástrica, cianose ou edema pulmonar confirmado, dor no hipocôndrio direito (rotura da cápsula de Glinson), trombocitopenia grave (plaquetas abaixo de 100.000/mm3), anemia hemolítica microangiopática: (hemólise, icterícia e/ou elevação das enzimas hepáticas), e crescimento intra-uterino retardado (CIUR ou RCIU). Eclâmpsia é o aparecimento de convulsão em uma paciente com pré-eclâmpsia. Pode ocorrer na gravidez, parto ou até 10 dias de puerpério. A iminência de eclâmpsia é caracterizada, clinicamente, por sinais de encefalopatia hipertensiva, dor no epigástrio e hipocôndrio direito. Apesar da sua importância em saúde pública, a etiologia da hipertensão, que se manifesta na gestação (pré-eclâmpsia e hipertensão gestacional), permanece desconhecida.

A pergunta que norteará o desenvolvimento desse estudo será: Quais são os fatores de risco e complicações causadas na gestação devido à hipertensão gestacional?

- OBJETIVO

- Objetivo geral

- Apresentar fatores de risco e complicações de Hipertensão gestacional evidenciados em pesquisas publicadas no Brasil no período de 2008 á 2013.

- Objetivos específicos

- Apresentar características sócio demográficas de mulheres que sofreram Doença Hipertensiva Específica da Gestação segundo resultados da pesquisa integrativa.

- Identificar fatores de risco da hipertensão gestacional descritos nos artigos analisados.

- Descrever as complicações causadas por hipertensão arterial na gestação conforme descritas nos artigos analisados.

- JUSTIFICATIVA

Diante do exposto e dado à importância do papel do Enfermeiro frente ao atendimento a gestante com DHEG faz se necessário descrever e apresentar os fatores de risco e as principais complicações causadas na gestação devido à Hipertensão Gestacional.

- HIPÓTESE

Os levantamentos iniciais apontam que a cada minuto uma mulher morre no mundo por complicações relacionadas à gravidez ou ao parto, baseado nisso e frente à realidade vivenciada, este trabalho buscará entender e investigar os principais fatores de risco e as principais complicações causadas na gestação devidas o aumento da PA.

- METODOLOGIA

Esta pesquisa será realizada por meio de revisão integrativa da literatura, sobre principais fatores de risco e complicações maternas na DHEG.

A revisão integrativa inclui a análise de pesquisas relevantes que dão suporte para a tomada de decisão e a melhoria da prática clínica,10 possibilitando a síntese do estado do conhecimento de um determinado assunto, além de apontar lacunas do conhecimento que precisam ser preenchidas com a realização de novos estudos. Este método de pesquisa permite a síntese de múltiplos estudos publicados e possibilita conclusões gerais a respeito de uma particular área de estudo.( Galvão et al; 2008).

Para o levantamento dos artigos na literatura, realizou-se uma busca nas seguintes bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências Saúde (LILACS), Scientific Eletronic Library Online (SciELO) e Descritores em Ciências da Saúde (DeCS). O uso dessas bases de dados visou minimizar os possíveis vieses no processo de elaboração da revisão, utilizando as palavras-chave: hipertensão arterial, gestação, fatores de riscos, DHEG, complicações maternas.

Os critérios de inclusão definidos para a seleção dos artigos foram: artigos publicados em português; artigo na íntegra que retratassem sobre doença hipertensiva especifica da gestação, publicados e indexados nos referidos bancos de dados nos últimos seis anos.

Foram, inicialmente, obtidos 23 artigos; após avaliação dos critérios de inclusão, a amostra final desta revisão foi constituída por 7 artigos científicos, selecionados pelos critérios de inclusão previamente estabelecidos.

6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BRASIL. Ministério da Saúde/FUNASA/CENEP.Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM ). Disponível em: URL:http://www.datasus.gov.br/tabnet/tabnet.htm.

PEIXOTO, M. V; MARTINEZ, M. D; VALLE, N. S. B; Sindromes Hipertensivas na Gestação: Estrategias e cuidados de enfermagem. Rev. Edu., Meio Amb. e Saude. 2008; 3(1): 208-222.

SILVA, E. F. et at. Percepções de um Grupo de Mulheres Sobre a Doença Hipertensiva Específica da Gestação. Ver. Gaúcha Enferm., Porto Alegre (RS) 2011 jun;32(2):316-22.

VEGA CEP, Kahhale S, Zugaib M. Maternal mortality due to arterial hypertension in São Paulo city (1995-1999). Clinics. 2007; 62(6):679-84.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA. Sociedade Brasileira de Hipertensão. Sociedade Brasileira de Nefrologia. V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial: situações especiais: gravidez. Arq Bras Cardiol. 2007; 89: e24-e79.

MOURA, M. D. R. et at. Hipertensão Arterial na Gestação - importância do seguimento materno no desfecho neonatal. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.32 no.12 Rio de Janeiro Dec. 2010

FACCA, T. A.; KIRSZTAJN, G. M.; SASS, N.; Pré-eclâmpsia (indicador de doença renal crônica): da gênese aos riscos futuros. J. Bras. Nefrol. vol.34 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2012.

Angonesi, J; Polato, A; Doença Hipertensiva Específica

...

Baixar como  txt (10.3 Kb)   pdf (54.8 Kb)   docx (16.1 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no Essays.club