Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

MEDIDAS PREVENTIVAS DA EQUIPE DE ENFERMAGEM FRENTE AOS RISCOS BIOLÓGICOS NO AMBIENTE HOSPITALAR

Por:   •  29/9/2017  •  13.089 Palavras (53 Páginas)  •  421 Visualizações

Página 1 de 53

...

Palavras-Chave: Equipe de enfermagem; Medidas Preventivas. Riscos Biológicos.

RESUME

The nursing staff within the hospital is responsible for invasive procedures and activities that expose it to direct contact with contaminated blood and secretions. Thus, this research aimed to identify the biological risks in the hospital environment and propose preventive actions to be taken by nursing professionals on these accidents in hospitals. The methodology used was a literature review of descriptive, searched for articles published in the last five years. After collecting information it was found that despite having knowledge about the ways to prevent accidents with biological agents, such as Personal Protective Equipment use (EPI), immunization, handling and correct disposal of sharps, there is still a high incidence these accidents with nurses due to misuse, lack of materials, strenuous working hours, among others. In addition, it was found that most injuries occur within the Intensive Care Units, with sharp piercing materials and the pathogens are viruses Hepatitis B, Hepatitis C and Human Immunodeficiency Virus. Thus, it is necessary the knowledge of the ways of preventing health problems among nursing workers in order to minimize the risks, prioritize the health of themselves and avoid the bio-psycho-social consequences.

Keywords: Nursing staff; Preventive measures. Biological risks.

INTRODUÇÃO

A escolha em realizar este estudo sobre o ambiente hospitalar e a atuação do enfermeiro surgiu quando durante minha atuação como técnica de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva pediátrica, sofri um acidente de trabalho, me perfurando com um cateter percutâneo, durante a punção venosa de uma criança que tinha o vírus HIV, que me trouxe várias complicações.

Os profissionais de saúde que trabalham em ambiente hospitalar estão expostos a diversificados riscos, entre eles, os causados por agentes biológicos, químicos, físicos, ergonômicos, dentre outros. Com isso podemos notar que os hospitais são considerados insalubres por receber pacientes com diversas doenças infectocontagiosas e agrupá-los em um mesmo local, o que causa um elevado grau de riscos biológicos para os profissionais (NISHIDE, 2004, p 204). A exposição dos trabalhadores de saúde aos fluidos biológicos se deve, em parte, às formas de organização do trabalho. Frequentemente, os trabalhadores de saúde se sobrecarregam com vários plantões em turnos alternados, manipulam instrumentos inseguros, bem como não utilizam Equipamento de Proteção Individual (EPI) adequado. (MAGAGNINI, 2009, p. 112).

Assim, os profissionais da saúde devem ser orientados e receber treinamentos com a finalidade de prevenir eventuais acidentes, tais como uso de EPI, descarte adequado dos perfuro cortantes, imunização dos profissionais, preparo técnico da equipe, entre outras medidas que possam dificultar a exposição biológica por parte do profissional (NISHIDE, 2004, p.205).

A partir deste contexto busca-se segurança para que o profissional perceba seu trabalho como fonte de satisfação e crescimento pessoal. Este trabalho surgiu da necessidade de conscientizar o profissional de enfermagem quanto à sua vulnerabilidade em relação aos riscos biológicos no ambiente hospitalar, frente às repercussões físicas, psicológicas e econômicas que tais acidentes de trabalho podem acarretar.

Essa pesquisa torna-se relevante por despertar nestes profissionais a importância de se cuidarem e atentarem para a prevenção com a sua saúde, lutando por melhores condições de trabalho, visto que tais medidas preventivas são pouco abordadas na graduação de enfermagem. Este estudo teve por objetivo identificar os riscos biológicos e propor medidas preventivas a serem tomadas pelos profissionais de enfermagem que atuam no âmbito hospitalar frente aos riscos biológicos, para que assim possam priorizar sua saúde e intervir de maneira sistemática.

Este estudo esta estruturado em 3 capítulos, num primeiro momento será abordado o conceito de acidente de trabalho; os riscos ocupacionais no âmbito hospitalar ; Acidente de trabalho no ambiente hospitalar; Riscos Biológicos no ambiente hospitalar.

No segundo capitulo A saúde do trabalhador e o processo saúde e doença; Higienização das Mãos; Uso de Epi’s; Resíduos Perfuro cortantes; O controle ambiental.

Já no terceiro e ultimo capitulo, A conscientização como principio educativo dos profissionais de saúde; Aspectos Legais da Formação; A Avaliação e a Contribuição para o Programa de Prevenção dos Riscos Biológicos Ocupacionais; Conceito e utilização de E.P.I.

Metodologia: trata-se de um estudo de revisão literária, sobre a Equipe de enfermagem; Medidas Preventivas. Riscos Biológicos, com busca realizada nas bases de dados LILACS, BDENF e BIREME. Foram selecionadas vinte e oito publicações que atenderam os critérios de inclusão e correspondeu a questão temática: Quais os fatores que contribuem para a ocorrência dos riscos ocupacionais com equipe de enfermagem no meio ambiente hospitalar? Resultados: por meio da leitura analítica e síntese das publicações foi possível evidenciar que os estudos valorizaram o risco ocupacional, as medidas de biossegurança, além de investigação quanto aos acidentes com perfuro cortantes.

1 CONCEITO DE ACIDENTE DE TRABALHO

O trabalho tem um papel essencial na inserção do indivíduo na sociedade e além de contribuir na formação de identidade dos sujeitos, permite que os mesmos participem da vida social, sendo elemento fundamental para a saúde. Entretanto, a forma como esse trabalho é organizado e executado por grande parte dos profissionais, na sociedade moderna, tende a gerar efeitos negativos como acidentes ocupacionais, adoecimento e até mesmo a morte.

Os trabalhadores de enfermagem inseridos na atividade de prestação de serviço de saúde executam atividades que requerem grande proximidade física com o cliente devido à característica do cuidar. Esses profissionais encontram se expostos a vários fatores de riscos causadores de acidentes de trabalho. Os riscos podem ser físicos, químicos, mecânicos, biológicos, ergonômicos e psicossociais, que podem ocasionar doenças ocupacionais e acidentes de trabalho. BARBOSA (2009 p 178).

Percebe-se que os trabalhadores da saúde, em especial, da enfermagem, possuem muitas vezes vínculos empregatícios em mais de uma instituição e não dimensionam, nem questionam os riscos aos quais estão expostos

...

Baixar como  txt (92.3 Kb)   pdf (387.1 Kb)   docx (55.7 Kb)  
Continuar por mais 52 páginas »
Disponível apenas no Essays.club