Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A Produção de Café no Brasil

Por:   •  5/6/2019  •  Trabalho acadêmico  •  870 Palavras (4 Páginas)  •  28 Visualizações

Página 1 de 4

Organização:

1. História e Origem da Produção de Café no Brasil - Alline

2. Tipos de Café Produzidos no Brasil - Gabriela

3. Maiores Produtores - Miguel

4. Maiores Exportadores - Tatiane

5. Países Destino da Exportações - Sabrina

6. Nomenclatura Comum no Mercosul - Emerson

Resolução: Cada um colocar a quantidade de slides e o que quer em cada slide.

Tipos de café produzidos no Brasil:

[a]

Coffea Arabica - O Café Arabica representa ¾ da produção mundial de café, por ter um gosto doce, ligeiramente ácido e ser rico em aromas. Esse café necessita de um tratamento muito mais intenso e por isso, acaba sendo mais caro. A taxa de cafeína desse grão é de 1,4% ou seja, 50% a menos que o da Robusta. Existem algumas variações do café Arabica, como: Bourbon, Catuaí, Acaiá e Mundo Novo. Além desses, existem algumas sub variações como: Bourbon amarelo, Bourbon vermelho, Catuaí amarelo, Catuaí vermelho e entre outros.

Coffea Robusta - o Café Robusta representa apenas ¼ da produção mundial, porém, sua produção por planta e muito superior ao da arabica,

possui 2,5% de cafeína por grão e é caracterizado por um sabor achocolatado e persistente.

A bebida do café é produzida a partir dos frutos das suas espécies, chamados de Blends, a harmonização dos grãos. Os Blends de arábica e robusta são mais encorpados e dão origem a um café de gosto mais forte e definido.

Países Destino da Exportações

Exportação e para quais países mais exportam

O Brasil que já foi o maior produtor e exportador mundial de café, exportou o equivalente a 3,83 milhões de sacas no mês de dezembro de 2018, volume que representa um acréscimo de 26,7%, se comparado com o mesmo mês do ano anterior. O total das exportações dos Cafés do Brasil nesse ano somaram 35,15 milhões de sacas de 60kg, volume 13,7% maior que o ano anterior. A arrecadação também subiu, 1,8%, a US$ 509,196 milhões, ainda que o preço médio da saca tenha tido queda de 16,9%, a US$ 137,38. Foi o terceiro melhor resultado mensal do ano, atrás de outubro e novembro. o resultado consolida o quarto trimestre de 2018 como o melhor quarto trimestre da série histórica.

As exportações do Vietnã, segundo maior produtor e exportador de café, em dezembro de 2018, diminuíram 6,8% em relação às de dezembro de 2017, ao somarem 2,4 milhões de sacas. Em 2018 estima-se que o país exportou 29,48 milhões de sacas, em comparação com 23,21 milhões em 2017.

Os números foram extraídos do Relatório sobre o mercado de Café janeiro 2019, da Organização Internacional do Café - OIC.

O país que mais recebeu café exportado do Brasil em 2018 continuou sendo os Estados Unidos, com 6,2 milhões de sacas - o que representa 17,6% das exportações no ano. Depois, vem a Alemanha (5,6 milhões de sacas, 16%) e Itália (3,1 milhões de sacas, 8,9%). O único dos principais destinos que teve queda nas exportações em 2018 foi a Federação Russa (-9,95%). Entre os principais compradores, o Reino Unido, com 98,6%, foi o que mais aumentou suas compras do produto brasileiro, seguido por Bélgica (33,7%), Japão (13,2%) e Itália (12,3). O Porto de Santos se manteve

...

Baixar como  txt (5.9 Kb)   pdf (49.1 Kb)   docx (10.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no Essays.club