Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Proteções contra choques elétricos, diretos e indiretos

Por:   •  14/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  893 Palavras (4 Páginas)  •  26 Visualizações

Página 1 de 4

Podemos destacar várias ações que os profissionais de segurança do trabalho podem atuar na prevenção de acidente e assegurar a saúde dos trabalhadores em canteiros de obras com instalações elétricas temporárias. Através do DDS _ Diálogo de Saúde e Segurança, pode-se debater sobre temas voltados para a eletricidade, sobre o funcionamento de circuito temporário, riscos de acidente, utilização de EPI e EPC. Abaixo estão descritos outras ações e medidas na atividade de eletricidade provisória.

Proteções contra choques elétricos, diretos e indiretos:

• Isolação de partes vivas - Verificar o isolamento de partes vivas, pois a mesma impedi o contato direto com as partes vivas da instalação através do recobrimento total de seus componentes. Temos como exemplos de isolações:

 Básica – fita isolante;

 Suplementar – fita isolante e mangueira;

 Dupla – associação das anteriores, com cabo composto de dupla isolação;

 Reforçada – aplicada diretamente nas partes vivas.

• Barreiras ou invólucros - Verificar as barreiras que são destinados a impedir todos os contatos com as partes vivas da instalação elétrica, sendo que as partes vivas devem estar no interior de invólucros ou atrás de barreiras.

• Obstáculos - Garantir a instalação de compartimentos (cercas e grades) que restringem pessoas não autorizadas as partes vivas.

• Colocação fora do alcance - Nessas instalações devem ser verificados se os condutores energizados, foram instalados fora do alcance de pessoas, maquinas e equipamentos, deve verificar a altura (5m) e/ou a distância.

• Os painéis possuem aterramento e DR – Diferencial Residual;

• Verificar se o sistema de equipotencialização está correto;

• Se o aterramento possui a resistência permitida dentre as normas da NBR 5410, o laudo de aterramento também deve ser verificado, nele deve-se olhar se o terrômetro está calibrado e dentro da data de validade;

Quadros de distribuição:

• Verificar se foram construídos de forma que garantem a proteção de seus componentes elétricos conta intempéries (poeira, umidade), contra impacto;

• Se foi instalado em locais visíveis e fora de transito de pessoas, maquinas e equipamentos, se o material empregado na sua construção é incombustível e resistente à corrosão;

• Se foi realizado o aterramento do quadro de distribuição, se a presença do diagrama unifilar elaborado por um profissional devidamente qualificado, autorizado e habilitado;

• Se presença de sinalização de advertência, advertindo os riscos presentes no local;

• Inspecionar se o quadro principal de distribuição foi instalado em área isolada, livre de acesso de pessoas não autorizadas, de forma a garantir somente o acesso de pessoas autorizadas; possuir sinalização e que o local permaneça limpo sem acúmulos de materiais;

• Garantir que nas manutenções das instalações elétricas, não aconteça o energizamento acidental, por meio do uso de dispositivos de bloqueios, todo quadro de distribuição deve possuir cadeado, cuja a chave deve ficar em posse do profissional que está realizando a manutenção, verificar a sinalização do local, se está presente placa indicando a execução da atividade;

• Se existe um sistema de SPDA – Sistema Proteção de descarga atmosférica;

• Inspecionar as instalações subterrânea, que deverão

...

Baixar como  txt (6.4 Kb)   pdf (48.5 Kb)   docx (13.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no Essays.club