Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A Antropologia

Por:   •  25/12/2018  •  1.489 Palavras (6 Páginas)  •  52 Visualizações

Página 1 de 6

...

A Antropologia teria por função, portanto, atender a outros interesses além dos científicos e explicar essas outras culturas, tendo em vista a expansão do capitalismo europeu AO resto do mundo.

Por isso no século XIX a antropologia fica em sua autonomia tornando-se: A ciência das sociedades primitivas. Pois como a sociedade vai evoluindo suas etapas pode se dizer que os povos primitivos são os ancestrais dos civilizados. Porque a antropologia associa o conhecimento a nossa origem.

TEORIAS DA EVOLUCIONISTAS:

James George Frazer – O ramo do ouro – distinção entre magia e religião;

Lewis Henry Morgan – Ancient Society;

Para antropólogos evolucionistas existe só uma espécie, mas que com o tempo ela se desenvolve. Com a publicação de Ancient Society, Morgan fez uma teoria geral da evolução cultural da humanidade dividida em três estágios: SELVAGERIA, BARBÁRIE E CIVILIZAÇÃO, cada uma marcada por algo. Ex: A invenção da cerâmica deu início a Barbárie e a escrita a civilização.

As principais características da antropologia evolucionista do século XIX são:

- Considera na escala evolutiva os povos Aborígenes da Austrália como os mais arcaicos.

- Dedicam-se ao estudo do parentesco e da religião.

As críticas que antropologia evolucionista sofreu foi:

- Compara o ‘atraso’ de outras sociedades tendo como tendo como critério o progresso técnico e econômico – Eurocentrismo e Etnocentrismo.

- Justifica teoricamente a prática do colonialismo.

LIVINGSTONE(civilizado): Viemos entre eles enquanto membros de uma raça superior e servidores de um governo que deseja elevar as partes mais degradadas da família humana.

- Eurocentrismo: É a tendência a interpretar as culturas não-europeias a partir dos valores europeus, ou seja tornar a sociedade europeia modelo padrão para as outras;

Etnocentrismo: É quando um determinado indivíduo ou grupo de pessoas, que têm os mesmos hábitos e caráter social, discrimina outro, julgando-se melhor ou pior, seja por causa de sua condição social, pelos diferentes hábitos;

ANTROPOLOGIA FUNCIONALISTA: De acordo com os maiores representantes Bronislaw Malinowski e Alfred Radcliffe-Brown, cada sociedade deve ser estudada como uma totalidade integrada e constituída de partes interdependentes e complementares, cuja função é satisfazer as necessidades essenciais dos seus integrantes.[pic 1]

FUNÇÃO: A resposta de uma cultura às necessidades básicas do homem, como alimentação, defesa e habitação. Mas não somente responde às necessidades biológicas, como também às necessidades sociais do grupo e a manutenção da vida social (por exemplo, os costumes e as instituições).

Os Funcionalistas elegeram, a pesquisa participante como condição para os resultados de suas investigações. Com os estudos funcionalistas, as sociedades tribais africanas, australianas e asiáticas, passaram a ser entendidas naquilo que lhes era próprio e singular. Logo

Constam as mudanças sociais que ocorriam nas sociedades ‘primitivas’, causadas pelo contato com o europeu, explicam isso com exemplos de aculturação, processo por meio do qual as sociedades diferentes, entrando em contato com outras, tendem a estabelecer troca de elementos culturais.

- Eles não julgavam as sociedades capitalistas atrasadas, mas a analisavam como diferentes.

- Apoiavam a Administração Indireta – o colonialismo em colaboração as elites nativas, mas um processo lento para não causar danos da ação colonialista.

- CRÍTICAS: Sugerem um descaso com o processo acelerado de transformação das sociedades tradicionais em contato ao Ocidente, por causa do colonialismo.

- Aculturação: é o conjunto das mudanças resultantes do contato, de dois ou mais grupos de indivíduos, representante de culturas diferentes, quando postos em contato direto e contínuo.

- Choque Cultural: surpresa, desorientação, incerteza, confusão mental, quando uma pessoa tem de conviver dentro em uma diferente e desconhecida cultura ou ambiente social.

ANTROPOLOGIA ESTRUTURALISTA: Em meados dos anos 20 e 30 do século XX, a ciência desviou seu foco para dados observáveis e focou mais no estudo de aspectos ligados a linguagem e ao imaginário dos indivíduos dos grupos sociais. Com influencias de Sigmund Freud, que procurou demonstrar que por meio do inconsciente do ser humano que se manifestava revelando seus desejos mais íntimos e profundos.

- A antropologia recebeu forte influência dessa abordagem e Claude Lévi-Strauss(1908-2009) desenvolveu o estruturalismo, um novo método de investigação interpretação antropológica.

Lévi-Strauss parte do princípio de que a estrutura é uma elaboração teórica que

Dá sustentação ao um edifício que, mesmo estando oculta, organiza, distribui, relaciona e sustenta todos os elementos observáveis dessa construção como os andares, as unidades habitacionais, as entradas, as saídas e os corredores.

- Os estruturalistas aceitavam a existência de diferentes sociedades: aquelas mais simples ou tradicionais e aquelas complexas ou modernas.

Distinguiram essas sociedades como capitalistas e não capitalistas, mas afirmavam que essa diferença só

...

Baixar como  txt (10.5 Kb)   pdf (55.3 Kb)   docx (574.3 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no Essays.club