Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Contagem de colifomes totais e termotolerantes

Por:   •  19/12/2017  •  1.006 Palavras (5 Páginas)  •  245 Visualizações

Página 1 de 5

...

contendo 9 ml de água (H2O) peptonada à 0,1% (tubo 10-2), do segundo tubo diluímos 1ml para um terceiro tubo (10-3), misturamos todas as diluições no vórtex.

Após a técnica de diluições seriadas, diluímos as amostras em Ágar LST (Lauril Sulfato Triptose) contendo o tubo de Durhan, ou seja:

Diluição 10-1 = três tubos com ágar LST contendo em cada um 1 ml da diluição 10-1.

Diluição 10-2 = três tubos com ágar LST contendo em cada um 1 ml da diluição 10-2.

Diluição 10-3 = três tubos com ágar LST contendo em cada um 1 ml da diluição 10-3.

Em seguida agitamos levemente e encubamos a 35ºC por 48h.

Os resultados foram anotados.

3– RESULTADOS E DISCUSSÕES

Colocamos o cilindro sobre a tampa para evitar sua contaminação pela bancada, manuseamos as pipetas sempre pela extremidade superior e asseguramos a bucha com o dedo mínimo pelo mesmo motivo.

Nunca devemos usar a mesma pipeta duas vezes, para cada procedimento deve-se usar uma nova pipeta.

Flambamos todos os tubos antes e depois de usarmos para evitar contágio. Após a retirada de 1 ml do tubo devemos assegurar a pipeta sempre no sentido horizontal com o braço (no nosso caso direito) sempre próximo ao corpo.

Devemos agitar levemente após a amostra das diluições serem transferidas para os tubos com ágar por causa do tubo de duram dentro de cada um, o tubo de Durham irá reter o gás produzido pelo microrganismo.

O resultado da formação de gás pelo microrganismo pode ser observado na tabela 1:

Diluição Ágar LST

10-1

10-2

10-3

Tabela 1: Representa a formação de gás em Ágar LST, conforme a diluição.

A Instrução Normativa 62/2003 estabelece que o limite máximo tolerado para coliformes totais e termotolerantes em alimento deve ser inferior a 100 UFC/g ou mL (BRASIL, 2003). Todas as amostras analisadas apresentaram resultado negativo, o que pode ser observado nas imagens abaixo (fotos 1; Foto 2; Foto e 3).

4– CONCLUSÃO

Através da determinação do número mais provável (NPM/mL) de coliformes totais e termotolerantes da amostra analisada, observamos que a amostra de torta usado para a técnica apresentou-se de qualidade encontrando-se se resultados ------------- em todas as amostras.

5 – BIBLIOGRAFIA

CHAN, E.C.S; PELEZAR, Michael J.; KRIEG, Noel R. Microbiologia: Conceitos e aplicações. 2. ed. MAKRON Books, 1997. 1 v.

PEIXOTO D. , WECKWERH P. H , SIMIONATO Eliane S. R. M, AVALIAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE PRODUTOS DE CONFEITARIA COMERCIALIZADOS NA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO / SP, Revista Alim. Nutr., Araraquara v.20, n.4, p. 611-615, out./dez. 2009.

...

Baixar como  txt (6.9 Kb)   pdf (51 Kb)   docx (13.9 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no Essays.club