Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Resenha Enterrem meu coração na curva do rio

Por:   •  8/1/2018  •  1.044 Palavras (5 Páginas)  •  298 Visualizações

Página 1 de 5

...

Mais uma guerra estabelecida, que durou dois anos, o vencedor foi Nuvem Vermelha. Em 1868 fizeram os índios e os Estados Unidos, um tratado de paz, que não foi totalmente cumprido.

As Guerras não cessaram, vários líderes indígenas morreram, como Chaleira Preta, Touro Alto, etc.

Em 1875, grande parte dos apaches estavam confinados em reservas, ou então como fugitivos no México. Havia uma suposta paz, pois, dois homens brancos Tom jeffords e John Clum , conseguiram cativar a confiança dos apaches. Mas o futuro era incerto.

Depois, mais uma guerra foi formada para tentar salvar o líder "Búfalo". Ela durou dez anos, e no final das contas, os kiowas

e comanches perderam suas forças, alguns líderes partiram e o Búfalo desapareceu!

Em 1877, vários índios foram exilados em uma terra estéril, outros fugiram para o Canadá.

A maioria dos índios queriam ir para o norte, mesmo que isso custasse lhes a vida .

Em 1909 morreu o último chefe dos apaches.

O último confronto que o livro relata é em 1890, muitos mortos e feridos. E em frente a igrja para onde os feridos foram levados, havia uma faixa estendida dizendo: "Paz na terra, boa vontade entre os homens" !

CRÍTICA

O livro mostra a realidade triste dos índios, o lado do oprimido. Pelos livros de história não temos a noção de que o sofrimento e a crueldade foram tão grandes. Os índios foram arrancados de suas terras e grande parte mortos sem piedade. Aldeias destruídas, felicidade e calmaria destruídas, pela ganância do homem branco. Como se dinheiro fosse mais importante que a vida indígena!

Até hoje, os índios são vítimas. Apesar de terem reservas asseguradas, dificilmente conseguem viver apenas de suas terras. Muitos dos seus direitos são violados e o preconceito é constante.

O livro é rico em detalhes, mas o fato de trazer muitos nomes confunde um pouco. Mas ele é incrivelmente bem pesquisado, é como se o autor tivesse assistido os confrontos.

Seria importante que todos lessem este livro, pra perceber a luta deste povo oprimido, que nunca poderá se compensado, mas que tem direito ao respeito e a dignidade que lhes foram tiradas. O índio quer e merece suas terras!

Valeu muito a pena conhecer essa obra.

RESENHA

...

Baixar como  txt (6.4 Kb)   pdf (48.9 Kb)   docx (13.9 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no Essays.club