Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

ANÁLISE DOS INDICADORES DE DESEMPENHO ECONÔMICO E FINANCEIRO DE UMA ORGANIZAÇÃO DO MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO :o caso do Banco Mercantil

Por:   •  13/12/2017  •  3.915 Palavras (16 Páginas)  •  301 Visualizações

Página 1 de 16

...

No segundo tópico, informaremos leis que embasam a publicação deste artigo.

Finalmente iremos apresentar um estudo de Caso do Banco Mercantil do Brasil S/A, analisando os Principais indicadores de Desempenho nos anos de 2012 e 2013, , mostraremos a composição do quadro social da empresa, organograma, posição , bem como o objetivo em relação ao mercado que a instituição tende alcançar e vem conseguindo alcançar.

A primeira bolsa de valores no Brasil surgiu no ano de 1845 com a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. Futuramente surgiria nas principais localidades brasileiras como em Recife, Espírito Santo, Salvador, Minas Gerais, Brasília, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Paraná.

Entre aquelas que tiveram maior importância para o mercado de capitais podemos citar a Lei nº 4.537/64, que instituiu a correção monetária, através da criação das ORTN, a Lei nº 4.595/64, denominada lei da reforma bancária, que reformulou todo o sistema nacional de intermediação financeira e criou o Conselho Monetário Nacional e o Banco Central e, principalmente, a Lei nº 4.728, de 14.04.65, primeira Lei de Mercado de Capitais, que disciplinou esse mercado e estabeleceu medidas para seu desenvolvimento.

A origem do Banco remonta a 02 de fevereiro de 1943, na cidade de Curvelo, centro-norte do estado de Minas Gerais, onde foi fundado por empresários locais. Em 1953, ainda com o nome de Banco Mercantil de Minas Gerais S.A., foi adquirido pelos Srs. Oswaldo de Araújo e Vicente de Araújo. A sede foi transferida para Belo Horizonte, MG, e iniciou-se a conquista de sua tradição de segurança e solidez, baseada em uma filosofia de crescimento sustentado.

Convido você leitor ao acompanhamento e da leitura deste trabalho.

2 -OBJETIVOS GERAIS

Com base ao tema abordado, o objetivo geral é descrever sobre as diversas características que envolvem o Mercado Financeiro de Capitais e a Bolsa de Valores Brasileira, demonstrando ainda como funciona a abertura de capital de Empresas Brasileiras, especificamente do Banco Mercantil do Brasil S/A.

2.1- Objetivos Específicos

Este trabalho irá demonstrar o caso especifico do Banco Mercantil do Brasil S/A, analisando seus principais indicadores de desempenho no período de 2012 a 2013, como Ativos, Aplicações interfinanceiros, Operações de créditos, valores de depósitos, capitação de recursos, Lucros e Patrimônio líquido.

3- JUSTIFICATIVA

A justificativa em pesquisar e analisar o caso do Banco Mercantil do Brasil S/A, é de demonstrar aos leitores a variação dos indicadores de uma instituição financeira Banco Mercantil do Brasil S/A no periodo de 2012 a 2013, relatando os principais índices como Ativos, Aplicações interfinanceiros, Operações de créditos, valores de depósitos, capitação de recursos, Lucros e Patrimônio líquido .

4- REFERENCIAL TEÓRICO

Neste trabalho estamos utilizando como referência consultas bibliográficas, consultas a sites e a Publicação das Demonstrações Financeiras do Banco Mercantil do Brasil S/A para a analise dos indicadores apresentados variação do ano de 2012 a 2013.

A Lei nº 4.728, de 14.04.65, primeira Lei de Mercado de Capitais, que disciplinou esse mercado e estabeleceu medidas para seu desenvolvimento, após a edição da Lei nº 6.404/76 e reintroduzidos alguns outros que constavam desta última e foram casuisticamente retirados, como é o caso do instituto do “tag along” (direito de recesso), revogado pela Lei nº 9.457/97 com o objetivo único de facilitar o processo de privatização e maximizar o valor recebido pela União ao impedir a extensão aos minoritários dos grandes ágios pagos nos leilões.

Nosso atual sistema são regidos por duas leis que lhe deram origem que são:

- Lei 4595 – chamada lei da Reformas Bancárias

- Lei 4728 – chamada lei do Mercado de Capitais

5- METODOLOGIA

A metodologia foi apoiada na pesquisa exploratória a qual permite o levantamento bibliográfico em livros e artigos científicos já publicados sobre o referido assunto, bem como consulta na internet sobre legislação, artigos instruções normativas e outros que complementem a elaboração do artigo.

6 -DESENVOLVIMENTO

No desenvolvimento do Mercado de Capitais e da Bolsa de Valores no Brasil, e na implantação das normas internacionais IRFS, relataremos um breve histórico, bem como a analise dos indicadores de Desempenho do Banco Mercantil do Brasil S/A, nos anos de 2012 e 2013.

A primeira bolsa de valores no Brasil surgiu no ano de 1845 com a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. Futuramente surgiria nas principais localidades brasileiras como em Recife, Espírito Santo, Salvador, Minas Gerais, Brasília, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Paraná.

Apenas no ano de 1890 surgiu a Bolsa Livre criada por Emílio Rangel Pestana, em São Paulo. No entanto seu tempo de vida no mercado de capitais foi curtíssimo. Em 1891, esta bolsa encerrara suas negociações devido a uma pequena crise ocorrida no Brasil, causada pela política do encilhamento. Posteriormente em 1895 iniciam-se as negociações na Bolsa de Fundos Públicos de São Paulo.

Quase 40 anos depois, localizada no Palácio do Café, recebe o nome de Bolsa Oficial de Valores de São Paulo que posteriormente, em 1967, juntamente com o surgimento das sociedades corretoras, passaria a se chamar Bolsa de Valores de São Paulo.

Nesta época utilizavam-se grandes quadros negros para marcar e acompanhar as cotações, este período ficou conhecido como a Idade da Pedra.

A BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros) foi criada em 1986 onde ocorreu a união de duas bolsas já existem no Brasil que são elas, a Bolsa Mercantil de Futuros e a Bolsa de Mercadorias de São Paulo onde são negociados contratos de commodities, como café, boi, algodão. Anos depois a BM&F seria aliada a Bolsa de Valores de São Paulo, tornando-se a BM&FBovespa.

No Brasil, já chegou a existir 27 bolsas de valores. Estas bolsas eram diretamente relacionadas aos governos estaduais que também selecionavam os corretores que fariam parte da bolsa de valores.

A bolsa de valores do Rio de Janeiro já foi a principal bolsa do mercado de capitais brasileiro,

...

Baixar como  txt (27 Kb)   pdf (88.6 Kb)   docx (27.1 Kb)  
Continuar por mais 15 páginas »
Disponível apenas no Essays.club