Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Educação Profissional e Educação de em Ambientes não Escolares

Por:   •  18/12/2017  •  1.887 Palavras (8 Páginas)  •  65 Visualizações

Página 1 de 8

...

Segundo Veiga e Reich (2002, p 17): Associativismo é qualquer iniciativa formal ou informal que reúne pessoas físicas ou outras sociedades jurídicas com objetivos comuns, visando superar as dificuldades e gerar benefícios para seus associados.

E este conceito é utilizado por várias associações pelo Brasil uma delas são a ABONG (Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais) e para vários pesquisadores esses movimentos sociais tem sido considerado como elementos e fontes de inovações e mudanças sociais. Esses movimentos são considerados por Gohn (2010) como elementos fundamentais na sociedade moderna

O associativismo se mostra como uma alternativa no momento em que se consegue trabalhar com a autogestão e é quando os associados se organizam e conseguem gerenciar o trabalho.

Podemos notar a presença da educação não formal em vários campos da vida social especialmente no associativismo.

Para Gohn (2010, p.79) projeto é um conjunto de atividades concretas, coordenadas e inter-relacionadas que possuem orientações mais especificas objetiva.

Os projetos sociais surgem a partir do desejo de modificar uma determinada realidade. São elos entre o desejo e a realidade que se caracterizam em ações estruturadas e intencionais, de um grupo ou organização social, e partem da reflexão e do diagnóstico sobre uma determinada problemática e buscam contribuir, em alguma medida, para novas situações de melhoria. Uma boa definição é formulada por Domingos Armani (2000), cujo projeto é definido como “ação social planejada, estruturada em objetivos, resultados e atividades, baseados em uma quantidade limitada de recursos (...) e de tempo” (p. 18)

Oficina de Reciclagem

Público Alvo: Comunidade no modo em geral

Duração: Dois meses.

Justificativa: Esse estudo é de suma importância, pois trará grande contribuição, pois poderá despertar na comunidade a consciência de que praticamente todo o lixo pode ser reaproveitado, podendo inclusive, ser usado na confecção de ricos e criativos materiais didáticos, que servirão de instrumentos para enriquecer as aulas, facilitando assim, o processo ensino /aprendizagem.

Objetivos Gerais:

- Reutilizara matérias recicláveis para confecção de brinquedos e objetos;

- Ensinaremos sobre a coleta seletiva, e a utilização dos três R; (Recicla, Reutiliza Reduzir).

- Confeccionar cartazes sobre reciclagem;

- Promover a educação ambiental na comunidade;

Objetivos Específicos:

- Conscientizar a comunidade sobre a importância de reciclar;

- Preservar o meio ambiente, aumentando o ciclo de vida do nosso habitat;

- Valorização e cuidados com o meio ambiente;

Áreas de Estudos Envolvidas:

- Arte;

- Movimento;

- Natureza e Sociedade.

Metodologia:

Primeiro ensinando-as como selecionar o lixo e onde devemos depositá-lo. Os resíduos podem ser classificados em 05 grupos: o azul para papel, verde para vidro, vermelho para plástico, amarelo para metal e o cinza para material orgânico entre outros.

O trabalho consiste em transformar materiais recicláveis, em objetos de decoração e arte, reaproveitando desta forma, esses resíduos que, seguramente, seguiriam erroneamente para o aterro sanitário, poluindo o meio ambiente e diminuindo consideravelmente a sua vida útil. Além disso, o trabalho desenvolvido nas oficinas de criação estimula a criatividade e habilidade das crianças, oferecendo muito mais do que apenas uma atividade fora do período escolar, que além de ocupar o tempo ocioso dessas crianças, busca conscientizá-las quanto às questões ambientais e ainda no sentido de orientá-las a respeito do seu papel como cidadão.

Recursos:

- Revistas; Máquina fotográfica;

- Papéis diversos; Embalagem reciclável;

- Tintas; Retro projetor;

- Barbante; Exposições;

Avaliação:

Serão avaliados através das atividades desenvolvidas em grupos, e após os trabalhos montados, será feita feirinha com os materiais feitos pelos alunos na oficina.

Deixar ciente comunidade de conscientização do meio ambiente e incentiva-la a sua participação na oficina juntamente com os alunos, onde serão apresentados os materiais reutilizados, podendo até vira uma renda extra.

Exemplos:

[pic 1] [pic 2] [pic 3][pic 4]

[pic 7][pic 8][pic 9][pic 10][pic 5][pic 6]

Quais são as possíveis contribuições da Educação não formal no cotidiano da sociedade atual?

[pic 11] [pic 12]

[pic 13] [pic 14]

Existe a necessidade de promoção da educação profissional no Brasil para preparar a juventude para o mercado de trabalho. É importante ressaltar que, recentemente, a integração entre o ensino médio e o ensino profissional e técnico foi implantada em 20 dos 27 Estados brasileiros, particularmente nas regiões Norte e Nordeste.

Na primeira imagem uma feira com produtos recicláveis onde a educação não formal está presente e é de grande importância para a educação não formal e na segunda a imagem da educação não formal também é tudo o que ouvimos vemos e compartilhamos.

Há algumas décadas atrás a educação não formal foi um campo sem muita importância , e foi vista como o conjunto de processos delineados para alcançar a participação de indivíduos e de grupos em áreas de extensão rural, animação comunitária, planejamento familiar, etc. cujos conteúdos incluíam atitudes positivas em relação à cooperação na família, trabalho, comunidade, colaboração para o crescimento nacional, progresso, alfabetização funcional, entre outros. Hoje, a educação

...

Baixar como  txt (13.5 Kb)   pdf (59.9 Kb)   docx (18.2 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no Essays.club