Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

O Roteiro para Osce

Por:   •  6/12/2018  •  2.149 Palavras (9 Páginas)  •  0 Visualizações

Página 1 de 9

...

- Normal: 1-2 polpas digitais

- DIFUSO (ICTUS PROPULSIVO): 3-... polpas digitais.

Paciente sem frêmito e atrito pericárdio palpáveis. Ictus cordis de duas polpas digitais.

OBS: Não sei se faz como no respiratório e repete que é sem depressões e abaulamentos depois que palpa. Se lembrar, não custa nada dizer!!

AUSCULTA

Identificar bulhas

- B1 (fisiológica): fechamento das valvas mitral e tricúspide. Sístole (TUM)

- B2 (fisiológica): fechamento das valvas aórtica e pulmonar. Diástole (TÁ)

Mas fáceis de auscultar pela campânula!

- B3 (fisiológica ou patológica): ejeção atrial. Ocorre na diástole (entre o Tá e Tum)

- B4 (fisiológica ou patológica): gênese desconhecida. Ocorre um pouco antes de começar a sístole.

Desdobramento fisiológico: valva fecha um pouco atrasada que a outra.

Caracterizar bulhas quanto a:

- Fonética: normofonética ou hiperfonética

- Rítmo: rítmicas ou arrítmicas

- Tempo: dois tempos ou tríplica

- Frequência

Sopros cardíacos:

- Causas: alteração sanguínea, defeito valvar (insuficiência – não se fecha por completo, prolapso – ou estenose – não se abre bem)

- Localizar: proto- (inicio), meso- (meio), tele- (final) + sistólico/diastólico.

Focos:

- Aórtico: 2º espaço intercostal direito.

- Pulmonar: 2º espaço intercostal esquerdo.

- Tricúspide: linha paraestenal 4/5º espaço intercostal.

- Mitral: 5º espaço intescostal na linha hemiclavicular.

- Aórtico acessório: 3º/4º espaço intercostal esquerdo.

Manobras:

- Verificar padrão de irradiação - Diferenciar sopro aórtico, pulmonar e mitral:

- Pescoço → Sopro aórtico (“debruça”)

- Infraclavicular → Sopro pulmonar

- Axilar → Sopro mitral (“lateraliza para esquerda”)

- Rivero-carvalho (“inspiração profunda”)

- Diferenciar sopro tricúspide do mitral

- Se for tricúspide o sopro se intensifica pelo aumento do retorno venoso

- Valsava (“assopra contra o punho”): Prolapso da valva mitral x Cardiomiopatia hipertrófica (↑sopro em ambas, pois diminui o retorno venoso). Desdobramento paradoxal tende a aumentar.

- Posição de cócoras: Colocar paciente em posição de cócoras para a pesquisa de miocardiopatia hipertrófica. Intensifica todos os sopros, exceto o da miocardiopatia hipertrófica, quando o paciente retorna à posição ereta, o contrario ocorre.

Rítmo cardíaco regular, 80 bpm, bulhas normofonéticas e batimento cardíaco em 2 tempos, ausência de sopros.

EXAME FÍSICO DO ABDOME

https://www.youtube.com/watch?v=rBsiU_WWsOw

https://www.youtube.com/watch?v=oMHMzmaOYzs&t=3s

Paciente em decúbito dorsal sem camisa.

É preciso necessariamente certificar-se que o paciente está de bexiga vazia.

Perguntar se paciente sente alguma dor.

INSPEÇÃO

Observe tangencionalmente!!

- Forma: globoso, escavado e plano (normal).

- Simetria

- Abaulamentos

- Retrações

- Lesões

- Tumores: Tumorações de parede abdominal- Não acompanham a respiração e ficam mais visíveis com a manobra de Smith e Bates. Tumorações cavitárias- acompanham os movimentos respiratórios e desaparecem com a manobra de Smith e bates.

- Cicatrizes: cicatriz de Jalaguier (apendicectomia), Cicatriz de Pfannestiel, cicatriz de laparostomia.

- Cicatriz umbilical

- Ondas peristálticas: observa-se pulsações também, que pode ser fisiológica devido a aorta abdominal, ou patológica decorrente a um aneurisma.

- Circulação Colateral: Circulação colateral de VCI e Veia porta (cabeça de medusa).

Abdome com forma plana, simétrica, sem abaulamentos, sem retrações, sem lesões, sem hérnias e cicatrizes. Ausência de ondas peristálticas visíveis e de circulação colateral visível.

De acordo com um vídeo, deve ser feita a inspeção dinâmica, onde se pede para o paciente respirar profundamente e é realizado a Manobra de Smith-Bates para evidenciar a existência de hérnias na parede abdominal. Para avaliar a presença de hérnias também é pedido para o paciente sentar-se.

Obs.: na presença de ascite, gravidez ou distensão da parede abdominal medir com fita métrica.

AUSCULTA

Aquecer esteto!!

Peristalse: quatro regiões, ruídos hidroaéreos (borbolejos e estalidos), podem estar desaparecidos (íleo-paralítico) ou aumentados (diarreia).

Obs: Para dizer que o paciente não tem nenhum RHA (“silêncio abdominal”) é preciso ouvir 3 minutos em cada um dos quadrantes.

Obs: No OSCE acho que é bom ouvir uns 15 segundos cada quadrante. Normalmente começa pela fossa ilíaca direita.

Sopros:

...

Baixar como  txt (16 Kb)   pdf (67.6 Kb)   docx (581 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no Essays.club