Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A Agronomia Ruminantes

Por:   •  10/5/2021  •  Resenha  •  347 Palavras (2 Páginas)  •  130 Visualizações

Página 1 de 2

Quando falamos de ruminantes, é primordial ressaltar a importância dos aditivos alimentares. Essas substâncias têm o importante papel de contribuir para um melhor desempenho dos animais (ruminantes), proporcionando um maior ganho de peso e consequente uma maior produção. Todavia, existem vários aditivos presentes no mercado, os quais contribuem para diferentes tipos de funções. Dentre esses, podemos destacar a importância dos antibióticos Ionóforos. Esse aditivo, possui a função de inibir o crescimento de microrganismos no rúmen do animal. Os antibióticos Ionóforos mais comuns utilizados, são a monensina, lasalocida, salinomicina e lisocelin. Entretanto, é correto destacar a monensina, como o suplemento mais utilizado no Brasil (pecuária), recebendo o nome comercial de Rumensin. Essa molécula, é produzida por Streptomyces lasaliensis, que se caracterizam como microrganismos formados através da fermentação. Basicamente, a monensina tem o mecanismo de ação interferir na fermentação ruminal, aumentando a formação de áciodo propiônico, diminuir o metano, reduzir a proteólise e impedir que a proteína dietética se espalhe pelo organismo do animal. Em relação aos ganhos para o animal, é possível destacar o aumento de peso do ruminante, maior resistência a doenças, redução na liberação de metano, pH ruminal mais elevado, diminuição da concentração ruminal de amônia, melhor conversão alimentar, estabilidade no consumo ao longo do dia e aumento da receita líquida por hectare.

Quando falamos de pecuária, podemos destacar a importância dos carboidratos, nos quais são responsáveis por 70% das dietas dos ruminantes. Todavia, podemos classificar os carboidratos em basicamente dois grupos, os fibrosos e não fibrosos. Em relação aos carboidratos fibrosos – CF, esses podem ser caracterizados por serem responsáveis em fornecer energia para microrganismo e para o animal (alta taxa de fermentação), também tem o importante papel de manter a saúde ruminal dos animais, no qual contribui para o consumo de alimentos. Por outro lado, os carboidratos não fibrosos, limitam-se em apenas fornecer energia para os microrganismos ruminais e para o animal (baixa taxa de fermentação). Os carboidratos fibrosos, são representados por celulose, hemicelulose e lignina de baixa solubilidade e de degradação lenta. Já os CNF são representados por amido e pectina de rápida degradação.

...

Baixar como  txt (2.4 Kb)   pdf (34.6 Kb)   docx (7.4 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no Essays.club