Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

RELATÓRIO: DETERMINAÇÃO DA COMPOSIÇÃO GRANULOMÉTRICA DOS AGREGADOS DO CONCRETO

Por:   •  8/11/2018  •  2.069 Palavras (9 Páginas)  •  3 Visualizações

Página 1 de 9

...

Em seguida, o material passante, previamente separado, foi despejado novamente sobre o conjunto de peneiras, para que todo o processo fosse iniciado novamente. Para a pesagem do material retido das etapas posteriores, o material que já havia sido pesado era tarado conforme a repetição do procedimento. Desse modo, ao final da pesagem com todas as peneiras, foi possível obter a massa total de todo o material retido ao longo do ensaio.

Para a realização do experimento com o agregado graúdo, o procedimento é exatamente o mesmo do utilizado no ensaio do agregado miúdo. A diferença, porém, está na abertura da malha das peneiras utilizadas e na massa de brita inicial que foi de 2500,57g. Nesse segundo caso, as peneiras utilizadas foram: 19mm; 9,5mm; 4,76mm; 2,38mm; 1,18mm; 600µm; 300µm e 150µm, em relação à série normal, e 31,5mm; 25mm; 12,5mm e 6,35mm da série intermediária.

[pic 6]

Figura 6: Exemplo de peneira utilizado apenas no ensaio do agregado graúdo.

É importante destacar que, para o experimento com o agregado graúdo, a peneira com a abertura mais fina exigida pela norma é a de 2,38mm.

[pic 7]

Figura 7: Conjunto de peneiras utilizado para o ensaio do agregado graúdo.

2.2.2 – Cálculo da massa unitária

A NBR NM 45 descreve três tipos de procedimentos de ensaio: o método A usado para materiais compactados de agregados com dimensão até 37,5 mm; o método B, para materiais também compactados, porém com agregados de dimensões superiores a 37,5 mm e inferiores a 75 mm; e o método C, para materiais no estado solto. No caso do ensaio realizado em aula, foram seguidas as diretrizes do método C.

Para a realização do experimento, primeiramente o agregado foi colocado dentro do cilindro – de 140707cm/ 15,000cm/ 14,930 cm de diâmetro e 16,960cm/ 17,020/ 19,700 cm de altura –, ocupando toda a sua capacidade interna, sem compactar, nivelando-o com a borda utilizando a haste de aço. Deve-se tomar o cuidado do material não ultrapassar 50mm acima da borda superior do cilindro. Em seguida, um recipiente para pesagem foi colocado sobre a balança e a mesma foi tarada. O procedimento foi exatamente o mesmo tanto para o agregado graúdo quanto para o agregado miúdo.

[pic 8]

Figura 8: Cilindro com a massa de brita a ser pesada e haste de aço.

[pic 9]

Figura 9: Nivelamento da amostra de areia.

- – Calculo da massa específica

Num recipiente foi colocado 200 ml de água, na qual sua função é ocupar o lugar do ar, para então só saber o volume que o agregado realmente ocupa, em outro recipiente foi dosado duas medidas de 499,98 g e 500 g, a Norma 45:2006 exige o peso de 500 g mas a primeira medida está dentro dos limites estabelecidos. Essa areia então foi lançado na água, e depois de um determinado tempo sendo que a areia esteja totalmente inerte seria visto o volume ocupado.

[pic 10]

Figura 10: mistura da areia junto a água

Com a brita o procedimento foi feito também com duas medidas, sendo anotado o peso das cápsulas utilizadas, a primeira 63,81 g, e a segunda 64,04 g. E nelas foi dosado a seguintes medidas de 599,0 g e 600,68 g, respectivamente, na condição saturada

- RESULTADOS

3.2.1 – Granulometria dos agregados

A massa total obtida ao final do experimento, incluindo o fundo, era menor do que a amostra inicial, devido às perdas durante a agitação e transferência de recipiente. A norma permite uma perda de 0,3%.

No realizado em sala foi de 0,05%, visto que a massa final obtida foi de 499,82g.. Para a compreensão do experimento, porém, os resultados obtidos foram considerados para o cálculo das porcentagens de massa retida e massa retida acumulada.

AMOSTRA INICIAL DE 500,03 g

Peneiras

Massa retida (g)

Mr (%)

Mra (%)

6,3mm

7,75

1,55

1,55

4,78mm

4,01

0,80

2,35

2,38mm

22,98

4,60

6,95

1,18mm

72,73

14,55

21,50

600µm

333,78

66,78

88,28

300µm

54,34

10,87

99,15

150µm

3,78

0,64

99,79

Fundo

1,05

0,21

100,000

Total

499,82

Tabela 1: Resultados obtidos pelo 1o ensaio sobre a granulometria do agregado miúdo.

Em relação ao agregado graúdo, no dado experimento, a massa final adquirida era de 2497,54 com uma perda de 0,11%. Nesse caso, portanto, o resultado obtido foi de acordo com a norma, que permite uma perda de 0,3%, assim como o que acontece com o agregado miúdo. Assim, com os resultados obtidos, foi montada uma tabela para a posterior realização do gráfico da curva granulométrica.

...

Baixar como  txt (14.2 Kb)   pdf (69.1 Kb)   docx (24.8 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no Essays.club