Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Ao longo da história da humanidade o homem tem se apropriado indiscriminadamente dos recursos naturais

Por:   •  3/5/2018  •  4.709 Palavras (19 Páginas)  •  139 Visualizações

Página 1 de 19

...

- PROBLEMA:

O Processo de captação de um ferro velho é financeiramente viável?

2. OBJETIVO GERAL:

Analisar se o processo de captação de um ferro velho é financeiramente viável.

3. OBJETIVO ESPECÍFICO:

- Conceituar logística reversa

- Impactos ambientais

- Conceitos financeiros

- Análise resultado financeiro

- JUSTIFICATIVA

O presente trabalho procura averiguar se a empresa que adere a pratica sustentável é financeiramente saudável, se possui um plano estratégico para tal situação entre outros fatores relevantes. A sustentabilidade nas pequenas e médias empresas deveria ser mais praticada, uma vez que a sustentabilidade representa oportunidade de ganhos para as empresas e ainda contribuiu com o meio ambiente, fazendo com que resíduos que seriam descartados no meio ambiente possam ser enviados para empresas que farão a reciclagem e a criação de novos produtos. A gestão financeira e contábil são ferramentas importantes para o desenvolvimento das empresas, por se tratar de um conjunto de ações e procedimentos que visam melhorar os resultados apresentados e aumentar o valor do patrimônio por meio da geração de lucro liquido.

- METODOLOGIA CIENTIFICA

O presente trabalho é considerado um estudo de caso que tem como objetivo analisar o processo da coleta de resíduos sólidos pela empresa Reciclagem Ferreira Rodrigues Ltda., uma empresa que atua em Belo Horizonte que comercializa diversos tipos de produtos recicláveis (sucata). A coleta de dados foi realizada juntamente com o proprietário da empresa e com alguns fornecedores dos materiais recicláveis. A escolha da empresa se deu pelo fato de na cidade de Belo Horizonte - MG ter um grande volume de resíduos sólidos e poucas sucatas para a comercialização dos insumos produzidos pela sociedade, para demonstrar a importância deste trabalho utilizaremos, a pesquisa descritiva, de campo e objetiva.

De acordo com Malhotra et al (2005), a pesquisa descritiva é um tipo de pesquisa conclusiva. Tem por objetivo descrever funções ou características do mercado sendo marcada pela formulação de hipóteses específicas. MARCONI e LAKATOS (1996) consideram que a pesquisa de campo é uma fase que é realizada após os estudos bibliográficos, para que o pesquisador tenha um bom conhecimento sobre o assunto, pois é nesta etapa que ele vai definir os objetivos da pesquisa, as hipóteses, definir qual é o meio de coleta de dados e a metodologia aplicada.

Segundo MATTAR (1996), as pesquisas exploratórias têm como finalidade aprofundar o conhecimento do pesquisador sobre o assunto estudado. Pode ser usada, para facilitar a elaboração de questões que conduzam na formulação de hipóteses, que deixará em maior ênfase a problemática da pesquisa. Também visa em oportunizar uma reflexão dos conceitos, ajudar no delineamento do projeto final da pesquisa e estudar linhas semelhantes, verificando os seus métodos e resultados.

“O projeto arranjará sua matéria em três grandes partes seguidas de um cronograma de atividades. Na primeira parte teremos o registro daquilo que vimos discutindo até o momento: a origem e os objetivos da pesquisa, sua fundamentação teórica na forma de conceitos e de definições [...] Na segunda e na terceira partes serão registradas as ações inerentes à implantação e à execução da pesquisa (SENRA, 2003 p. 14)”.

Através dos meios de pesquisas podemos formular questões pertinentes à própria realidade do trabalho, de modo que também é possível analisar o histórico da empresa, realizar visitas técnicas e aplicar questionários e entrevistas na mesma. Depois com base nas informações coletadas elaboraremos nossas ações e o desenvolvimento do trabalho. A proposta da análise é extrair o prévio conhecimento da importância da sustentabilidade e a viabilidade financeira da mesma na empresa.

- REFERENCIAL TEORICO

6.1 CONCEITO DE LOGÍSTICA REVERSA

A Logística Reversa (LR) é uma área relativamente nova para as empresas e sociedades no Brasil e no mundo. Segundo Leite (2003), o aumento do interesse nesse ramo se deu pela crescente preocupação com o meio ambiente e acima disso, com a preocupação de atender aos desejos dos clientes e reduzir custos. Com relação ao meio ambiente, através das legislações ambientais, as empresas têm obrigação em fazer estudos de descarte de materiais para não haver degradação do mesmo.

Diante disso, elaboram políticas e programas para descartes do lixo industrial e administrativo, e um dos meios para isso é através da logística reversa. Já para atender aos anseios dos clientes e à legislação de defesa do consumidor, a LR é aplicada quando há problemas no produto vendido e a empresa deve estudar a melhor maneira de recolhê-lo, independente de ser problema com relação à garantia, avaria no transporte, ou prazo de validade expirado.

Ao ter um programa para isso, as empresas ganham mais credibilidade na visão dos clientes, podendo ter um retorno com o aumento das vendas dos produtos e podem, também, ganhar destaque no mercado. Segundo Andrade, Ferreira e Santos (2009), os principais fatores que motivam as empresas a implementar a LR são: legislação, razões competitivas, melhoria da imagem coorporativa, revalorização econômica, renovação de estoques, ganhos econômicos, responsabilidade socioambiental, recuperação de ativos e/ou de valor, e prestação de serviços diferenciados.

De acordo com Lacerda (2002), a compressão crescente nas margens de rentabilidade acarretada pela internacionalização da economia, leva muitas empresas a buscarem oportunidades em focos não explorados por meio de operações inovadoras e mais competitivas. A logística reversa tem se tornado cada vez mais importante no mercado competitivo, e, devido a isso, conceitos novos surgem com objetivo de defini-la. A seguir, serão abordados alguns conceitos mais relevantes encontrados nas literaturas pesquisadas.

Para Rogers e Tibben-Lembke (1999) a logística reversa é o processo de planejamento, implementação e controle de fluxos de matérias-primas, de produtos em processo e acabados e de informações, desde o consumidor final até o fornecedor, com o objetivo

...

Baixar como  txt (32.8 Kb)   pdf (90.4 Kb)   docx (31.1 Kb)  
Continuar por mais 18 páginas »
Disponível apenas no Essays.club