Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A IMPORTANCIA DAS EMPRESAS NO CRESCIMENTO ECONOMICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL DO PAÍS

Por:   •  3/5/2018  •  1.827 Palavras (8 Páginas)  •  238 Visualizações

Página 1 de 8

...

Pois, um levantamento do SEBRAE feito entre2000 e 2002, mostra que metade das micro e pequenas empresas fecha as portas com menos de dois anos de existência, sendo que a falta de capital de giro foi apontado como principal problema por 24,1% dos entrevistados, seguido dos impostos elevados (16%), falta de clientes (8%) e concorrência (7%).

E foi a partir desses percentuais que o governo federal resolveu criar o Simples e depois o Super Simples, que prevê a unificação e diminuição de impostos, já que a mesma pesquisa do SEBRAE mostra que 25% das empresas que param suas atividades não dão baixas nos seus atos constitutivos, ou seja, não fecha legalmente sua empresa porque consideram os custos altos. Outras 19% das empresas não fecham por causa do tamanho da burocracia, mas que com o passar do tempo tende a melhorar. Sendo assim, o Estado Brasileiro tende a facilitar a vida dos empreendedores, seja ajudando eles a participar de licitações publicas, seja ampliando suas linhas de credito.

A IDEIA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL

A idéia de desenvolvimento sustentável surgiu no inicio da década de 1970, a partir do discurso dos movimentos ambientalistas e nos discursos sobre um tipo de ‘eco desenvolvimento’, uma concepção muito popular na época. Essa idéia de eco desenvolvimento é fruto dos trabalhos da economista Ignacy Sachs, que criticava a visão economista que não considera as questões sociais e ambientais e que tinha foco apenas na produção e nas taxas de crescimento. Alem disso, o eco desenvolvimento também contestou o antropocentrismo econômico para o qual a natureza é apenas matéria prima para a produção de bens e defende um estilo de vida menos consumista.

Já na década de 1980, foi cogitado a possibilidade de um modelo de desenvolvimento que atendesse a necessidade da população naquela época, garantindo recursos naturais e boa qualidade de vida as futuras gerações. Trata-se de um programa de mudança e aprimoramento do processo de desenvolvimento econômico, fazendo com que ele garanta um nível básico de qualidade de vida para todas as pessoas e que proteja os sistemas ambientais e sociais que fazem com que a vida seja possível.

O desenvolvimento sustentável visa o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico, o meio ambiente e as questões sociais (Gilberto Montibeller, 2004, p.54) o define como o ‘processo continuo de melhoria das condições de vida de todos os povos), enquanto minimiza o uso de recursos naturais, causando um mínimo de distúrbios ou desequilíbrio ao ecossistema.”

DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL NAS EMPRESAS

Segundo Fernando Almeida (2002), a critica que o conceito de Desenvolvimento Sustentável faz ao modelo econômico predominante esta provocando uma mudança de paradigma. Portanto, percebe-se que as empresas estão iniciando um processo de sensibilização quanto a questão ambiental e refletindo a importância desse aspecto no cenário empresarial globalizado. Pois muitas empresas encaram a questão ambiental como um mal necessário, já as outras empresas que conseguiram absorver a pratica das ações sócio-ambientais vêem a chamada Administração Verde, como um tipo de vantagem ou estratégia competitiva, já que para o autor Fernando Almeida (2002), um dos principais motivos que levam as empresas a adotar os princípios do desenvolvimento sustentável é a necessidade de sobrevivência num mercado cada vez mais procurado com estas questões.

O desafio das empresas que buscam o desenvolvimento sustentável é desenvolver novas formas de operar em harmonia com a sociedade, clientes, governo, fornecedores e outras partes interessadas, incluindo os concorrentes e o ambiente em que atua.

A mudança dos padrões de produção e consumo é um ponto crucial para que as sociedades caminhem na direção do desenvolvimento sustentável, devido aos padrões insustentáveis de produção e consumo, o desenvolvimento de políticas e estratégias nacionais de estimulo a mudança nos padrões insustentáveis de consumo e estratégias para estimular o uso mais eficiente da energia e dos recursos.

Para mudar os padrões de produção, existem alguns modelos que estimulam a mudança, como os princípios essenciais da Produção mais Limpa e a Eco eficiência. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a Produção mais Limpa é a aplicação continua de uma estratégia ambiental preventiva e que envolve processos, produtos e serviços de modo que se previnam ou reduzam os riscos para os seres humanos e o meio ambiente. Isso implica, dentre outras coisas, em abolir o uso de materiais tóxicos, reduzir a quantidade de emissões e resíduos, melhorar o ciclo de vida dos produtos, etc. (Dias, 2006).

Já a eco eficiência, seria a oferta de bens e produtos produzidos de forma a utilizar com a máxima eficiência o uso dos recursos planetários. A exemplo da redução no consumo de energia e materiais (matéria-prima) é a escala das eco eficiência.

De acordo com Fernando Almeida (2005), esta ocorrendo um avanço na compreensão de que só será possível garantir a sobrevivência para as futuras gerações por meio de ações integradas, éticas e transparentes, envolvendo os principais atores: empresas, governo e sociedade civil organizada.

No que se diz respeito as empresas, o mesmo autor afirma que um dos principais desdobramentos dos princípios do desenvolvimento sustentável, a Eco eficiência, que para ele significa produzir mais, gastando menos insumos e matérias-primas. Mas necessariamente em suas palavras “racionalizando os gastos com insumos matérias-primas, estas empresas estão reduzindo o impacto produtivo no meio ambiente, tornam-se mais competitivas, eliminam áreas de atritos com grupos de interesse, reduzem a possibilidade de acidentes, melhoram sua imagem. Enfim, são ganhos tangíveis e intangíveis.” (Fernando Almeida, 2005).

A exemplo de um artigo publicado na Harvard Business Review por C.K Prahalad, Ram Nidumolu e M. R. Rangaswamt (2009), autores que por conta da sua expertise, são

...

Baixar como  txt (12 Kb)   pdf (57 Kb)   docx (16 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no Essays.club