Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

A Feira de Empreendedorismo

Por:   •  6/12/2018  •  1.343 Palavras (6 Páginas)  •  1 Visualizações

Página 1 de 6

...

Nesse estudo foi utilizado o método de pesquisa qualitativo, onde as teorias, dados, informações e notas de campo foram utilizados para análises e interpretações de fenômenos e padrões presentes no tema em questão. Este modelo é indicado quando existe uma necessidade de entender compreender e interpretar determinados comportamentos, aprofundando conhecimentos já quantificados.

Quanto ao fator temporal a pesquisa se encaixa nos termos longitudinais ou transversais, pois há relação na sequência do tempo entre causa e efeito. Já quanto à forma de abordagem, a pesquisa é Fenomenológica-hermenêutica, pois busca compreender fenômenos ligados ao tema central analisando os dados e interpretando padrões e comportamentos.

3. REVISÃO LITERÁRIA

Movimento Empreendedor

O movimento empreendedor no Brasil é bastante relevante, principalmente porque temos aqui um elemento de grande destaque se comparado a outros empreendedores no mundo: a criatividade. Nossa população é muito criativa no que diz respeito a desenvolver soluções inusitadas para superar momentos críticos, provavelmente devido ao nosso histórico de crises. Inclusive, talvez seja a nossa criatividade o fator que mais influencie para o fato de o Brasil, hoje, ser o número um em empreendedorismo no mundo.

Entretanto, ainda que a quantidade de empreendimentos seja expressiva, ainda não temos uma comunidade empreendedora muito fortalecida. Para se ter uma ideia, quase não temos cases de sucesso de startups nacionais que sejam referências mundiais.

Comunidades empreendedoras são importantes para conectar eixos que ajudam a movimentar o ecossistema do empreendedorismo como um todo. Seja através do espaço virtual ou promovendo encontros presenciais, essas comunidades colocam as diferentes iniciativas em contato, disponibilizam informações úteis sobre os recursos disponíveis para a sociedade e compartilham as ideias que são desenvolvidas pela comunidade de modo geral. E é isso que falta no Brasil, apesar do número significante de empreendimentos.

Mas o que significa empreender?

O conceito de empreendedorismo é muito mais amplo do que a simples abertura de novas empresas. Ser empreendedor vai bem além de apenas possuir empresas. Empreender significa melhorar o desempenho, o ganho ou o lucro. Empreender é transformar rotinas de trabalho de forma que aumentem a produtividade. É ter ideias inovadoras e desafiadoras. É enxergar fora da caixa, ver além do óbvio, é apresentar soluções criativas e inovadoras.

Diferença entre empreender e abrir um negócio

Basicamente, um empreendedor não abre uma empresa porque está desempregado e precisa encontrar uma maneira de fazer dinheiro. Esse geralmente é o comportamento típico de quem simplesmente abre um negócio. Bem diferente disso, um empreendedor abre uma empresa porque enxerga uma oportunidade e investe nela. Inclusive, é muito comum que empreendedores abram mão de empregos estáveis e bem remunerados para investirem nas ideias em que acreditam.

O empreendedorismo no Brasil e a crise

É natural que as pessoas tenham medo de fazer investimentos em momentos de instabilidade econômica, tais como o que estamos vivendo agora. Mas, contrariando essa lógica, crises econômicas podem trazer boas oportunidades para os empreendedores.

A crise geralmente atinge os setores mais tradicionais da economia, o que acaba gerando um aumento considerável no percentual da taxa de desemprego. Em contrapartida, a insegurança que isso gera acaba fazendo com que a população se mexa, busque soluções mais criativas para superar as dificuldades e, consequentemente, abra sua mente para adotar comportamentos novos e soluções alternativas. E isso é excelente no sentido de abrir espaço para os empreendedores que apresentam soluções não convencionais.

O perfil empreendedor

O processo de empreender envolve todas as funções, atividades e ações associadas à percepção de oportunidades e à criação de organizações que buscam organizadamente estas oportunidades. Cinco elementos ou qualidades são fundamentais na caracterização de um empreendedor:

- Criatividade e inovação: empreendedores conseguem identificar oportunidades, grandes ou pequenas, onde ninguém mais consegue notar;

- Habilidade ao aplicar esta criatividade: eles conseguem direcionar esforços num único objetivo;

- Força de vontade e fé: eles acreditam fervorosamente em sua habilidade de mudar o modo como as coisas são feitas e têm força de vontade e paixão para alcançar o sucesso;

- Foco na geração de valor: eles desejam fazer as coisas da melhor maneira possível, do modo mais rápido e mais barato;

- Correr riscos: quebrando regras, encurtando distâncias e indo contra o status quo.

Empreendendo dentro das organizações

Empreender, também a partir de instituições já consolidadas, impõe-se hoje como necessidade estratégica e demonstração de sensatez. Em um mundo mutante e ultra-competitivo, as exigências do mercado devem ser acompanhadas de uma conduta pró-ativa, caracterizada pela busca permanente do aproveitamento de oportunidades. Aquilo que hoje é apenas “mais um produto” ou “um setor secundário” pode rapidamente se converter na escora que manterá a empresa em pé nos próximos anos.

Para parcela significativa dos empresários, os empreendedores internos são “agitadores” e “subversivos”, gente inquieta e permanentemente insatisfeita. Talvez tenham razão. Normalmente, esses indivíduos possuem as seguintes características:

- Jamais se contentam apenas em executar projetos propostos ou definidos por seus superiores hierárquicos;

- Normalmente, oferecem sugestões sobre oportunidades que jamais foram consideradas por seus colegas e chefes;

- Normalmente inteligentes e racionais, parecem não temer riscos e adoram desafios;

- São criativos e comprometidos com a inovação;

- Trazem em suas biografias indícios dessa tendência. São aqueles que desde cedo se apresentavam para organizar as quermesses da escola ou que vendiam pipas para os garotos do bairro.

4.

...

Baixar como  txt (10.9 Kb)   pdf (56.5 Kb)   docx (17.7 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no Essays.club