Essays.club - TCC, Modelos de monografias, Trabalhos de universidades, Ensaios, Bibliografias
Pesquisar

Revitalização de Puerto Madero

Por:   •  6/12/2018  •  1.855 Palavras (8 Páginas)  •  1 Visualizações

Página 1 de 8

...

A seguir, com as divisas captadas, a Corporação deu início às obras de infraestrutura (eletricidade e saneamento), ao caminho de pedestres (ao longo dos diques), aos traçados dos bulevares, avenidas, ruas e parques, pois dado o anterior caráter portuário da zona, as mesmas eram inexistentes. Além disso, também foram restauradas as pontes giratórias localizadas entre os diques. A segunda etapa (setor leste) apresentou grandes diferenças do setor oeste por não contar com arquitetura existente, com exceção do conjunto de silos Molinos Río de la Plata construídos no ano de 1903 e demolidos no ano de 1998 (BOSCO, 1998). O setor dispunha de ampla área de 1.500.000 m2 para construção de novos edifícios, que se caracterizariam por uma arquitetura contemporânea. Assim, em 1996 deu-se início ao processo de licitações de venda desses terrenos, para o qual se apresentaram importantes projetos.

Assim, o Puerto Madero se consolidou em múltiplos aspectos. Possui características próprias de um bairro e isso se manifesta no aumento progressivo dos residentes; nele habitam uma população de 12.900 pessoas e trabalham cerca de 36.000, se caracterizando principalmente como um bairro de passagem. Consequentemente, Puerto Madero se tornou um importante produto turístico, cujos principais atrativos residem na oferta gastronômica e em um espaço com exuberantes paisagens, composta principalmente pelas 16 docas revitalizadas, pelos 4 diques e pelas diversas torres de edifícios, parques e a Puente de La Mujer. Tal projeto permitiu dois diferentes tipos de renovação urbana que normalmente se dão: primeiramente a revitalização das docas (borda oeste da Cena 1), que se encontravam em estado de deterioração, e a renovação da Costanera Sur (1995); e, posteriormente, a construção de novos e modernos edifícios , tanto comerciais como residenciais, além da criação de parques públicos. Desse modo, convivem no bairro o patrimônio histórico, representado pelas docas, e a arquitetura contemporânea, representada pelas altas torres de edifícios, hotéis, escritórios e parques.

O redesenvolvimento de frentes-de-água em cidades com tradicional declínio industrial é um dos maiores aspectos da agenda da cidade competitiva, e tem sido um ponto fundamental das estratégias de revitalização urbana desde os anos 80. A localização privilegiada das frentes-de-centros financeiros e distritos comerciais, e suas capacidades para desenvolvimento de lazer, residência e comércio, fazem delas um foco atrativo para projetos de renovação urbana. A frente-de-água provê aos empreendedores espaço onde o espaço é escasso – perto dos centros das cidades.

A seguir podemos analisar mais detalhadamente alguns pontos que tiveram intervenção urbana:

- Bairro de San Telmo:

Sofreu grandes transformações a partir dos anos 2002-2003, pós-crise 2001 da Argentina, com consequente aumento do fluxo de turistas externos grande valorização imobiliária do bairro e dos novos estabelecimentos que ali se instalaram.

- San Telmo:

Sofre modificações espaciais a olhos vistos.

- Microcentro:

Apresenta modificações menos marcantes, devido às suas bases mais sólidas, tanto estruturais, como simbólicas ou de uso da população em geral.

-

Costanera Sur:

Suas obras deram inicio em 1916-17 e foi utilizada como um balneário municipal até meados dos anos 1950, quando entrou em uma decadência que se prolongou até o ano de 1989. Foi realizado em 1995 o Concurso Nacional para Áreas Verdes.

A Corporacion Antiguo Puerto Madero S.A. fechou convênio com o Gobierno de la Ciudad recuperação e o manutenção da área por cinco anos pela S.A em 2005, a responsabilidade pela manutenção e segurança voltou ao Gobierno de la Ciudad significou diminuição da segurança, da manutenção em geral, e maior uso pela classe popular.

Foram identificados dois tipo principais de população que consomem esse setor: moradores de bairros mais afastados que a utilizam para atividades de lazer; e os trabalhadores locais, donos das tendas de comidas.

Parques e passeios públicos, apresenta uma diferença de uso com relação à classe social, se caracterizando como uma fragmentação sócio- espacial.

- Reserva ecológica:

Aterrada no ano de 1978, quando uma grande quantidade de concreto, originário das demolições dos edifícios para a construção da autopista, foi levado até essa área, por intermédio da dragagem de certos pontos do Rio de la Plata, essa parte do rio foi preenchida e aterrada. A intenção original do governo militar da época seria a de aumentar a área urbanizada, criando uma cidade administrativa. Entretanto, com o abandono desse plano por diversos fatores, desenvolveu-se, ao longo dos anos e naturalmente, um ecossistema.

As camadas sociais que consomem esse espaço são os trabalhadores da reserva, a comunidade local a comunidade do bairro, e os turistas, embora em número reduzido.

A Costanera Sur é um limite físico que dificulta o acesso à Reserva Ecológica e ao Rio de la Plata a Reserva Ecológica é outro limite físico, construído pelas autoridades argentinas, que dificulta e distancia o contato da população com o rio. O projeto de revitalização do Puerto Madero aproximou a Reserva Ecológica do tecido urbano, facilitando o acesso ao rio que se dá apenas ao caminhar todo o comprimento da reserva, cerca de dois quilômetros. Ele possibilitou o acesso fácil e de melhor qualidade aos setores Pedaço Bairro e a Costanera Sur; além de ter motivado a permanente manutenção da área.

- EX CIDADE DESPORTIVA LA BOCA E VILLA RODRIGO BUENO(Cena de Interesse Imobiliário):

Nesse setor estão presentes um assentamento, órgãos da Marinha, um porto, uma central de energia elétrica e a ex Cidade Desportiva do Boca Juniors.

O assentamento Rodrigo Bueno começou a ser construído nessa área ainda na década de 1970, quando o abandono dessa região era total; então, essa comunidade acompanhou todo o processo do projeto de revitalização do porto. Na década de 1990, a própria prefeitura de Buenos Aires auxiliou, com materiais de construção e mão de obra, no estabelecimento dessas famílias(Paraguai, Peru e interior da Argentina). No ano de 2005, 175 famílias foram dali removidas por intermédio de subsídios

...

Baixar como  txt (12.4 Kb)   pdf (55.7 Kb)   docx (17.1 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no Essays.club